Soldado da Polícia do Exército é afastado após agredir traficante a pedido da OAB #boato

Boato – Depois de agredir um traficante, o soldado Rocha, integrante da Polícia do Exército, foi afastado das operações no Rio de Janeiro. Depois disso, ele chorou.

Depois de um primeiro momento em que “choveram boatos” sobre a quão pesada seria a abordagem do Exército no Rio de Janeiro, começam a circular na internet informações de que o Exército já começa a sofrer pressões dos “direitos humanos” para que “deixem os traficantes em paz”. Há poucos dias, desvendamos uma história que falava que a deputada Maria do Rosário (PT-RS) estava pedindo “diálogo” com traficantes. Hoje, uma nova história aparece online.

Uma postagem no Facebook aponta que um soldado da Polícia do Exército chamado Rocha foi afastado das operações no Rio de Janeiro porque teria agredido um traficante com mais de 50 homicídios. Tudo isso por causa de pressão da OAB. Junto a mensagem aparecem três imagens: do soldado com o suposto traficante, de Rocha “chorando” e dos engravatados da OAB. Confira o texto que circula online:

SOLDADO DA PE AFASTADO A PEDIDO DA OAB. O Soldado da PE Rocha foi afastado para responder uma Investigação Disciplinar, após reclamação da OAB pelo motivo alegado de agressão a um traficante que recusou-se a colocar as mãos na parede, com mais de 50 passagens por trafico e homicídio; segundo a OAB o militante foi humilhado e jogando ao chão pelo Soldado Rocha, que caracterizou crime aos Direitos Humanos. Ao ser notificado o Soldado não conteve as lágrimas e se apresentou ao oficial para ser preso. — in Brazil.

Soldado da Polícia do Exército é afastado após agredir traficante pedido da OAB?

Só para você ter ideia, a postagem (que pode ser acessada aqui) teve cerca de 50 mil compartilhamentos em um dia. Mas será mesmo que o tal policial do Exército foi afastado e que as fotos retratam a “caçada” da OAB a um soldado? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

Primeiro ponto: a fonte da informação (perfil do Facebook que publicou a história) é uma velha (talvez a mais conhecida dentro da rede sociais) figura ligada a notícias falsas. Defensora da intervenção militar, a pessoa sempre publica informações falsas e é muito compartilhada. Isso e o fato do texto ter algumas características de boatos já nos deixaram desconfiados.

Ao buscar sobre o assunto, não achamos nada que fale a respeito do afastamento de soldados. O máximo que há relacionado é que a OAB criticou a ação do Exército de fotografar pessoas com o documento de identidade para “fichá-las”. Porém, não há nada sobre o afastamento de soldados que “maltrataram” traficantes.

Sem achar nada sobre a notícia, procuramos fotos. A primeira (do soldado segurando o homem pelo pescoço) é de 2012, na Bahia. Na época, a Polícia Militar entrou em greve a foto é de um protesto que acabou em confronto. Essa matéria do IG que a comenta a crise na época tem a foto.

A foto do “soldado Rocha” chorando é uma foto que serviu de ilustração para diversas matérias “antiguerra” e que falam de mortes de soldados. Esse post de 2007 prova que a foto não é recente e nem do Brasil.

A foto da OAB também não é recente. Ela foi tirada do site da entidade e mostra uma visita à subseção de Saquarema da OAB em 2015. Como é de se imaginar, os advogados da imagem não têm envolvimento com qualquer denúncia.

Resumindo: a história surgiu de um perfil fake, o texto tem as principais características de boatos, não foi noticiado nada na mídia e as fotos retratam ocasiões completamente diferentes das descritas. No final, só mais um boato sobre a intervenção no Brasil.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

4 comentários em “Soldado da Polícia do Exército é afastado após agredir traficante a pedido da OAB #boato

  • 08/03/2018 em 09:25
    Permalink

    Por que o site boatos.org não divulga a identificação da “conhecida fonte” de boatos ou a informa às autoridades, pra que se busque impedir sua atividade ?

    Resposta
  • 08/03/2018 em 09:21
    Permalink

    Por que o site boatos.org não divulga a “conhecida fonte” de vários boatos ou encaminha essa identificação às autoridades, pra que se busque impedir suas ações ?

    Resposta
  • 02/03/2018 em 00:42
    Permalink

    Concordo com o Sr. José Alberto dos Santos, pois ao nominar o site de notícias falsas, pode nós livrar de disseminar esses boatos.

    Resposta
  • 27/02/2018 em 16:56
    Permalink

    O boatos .org, além de desmontar o fake news, deveria informar de qual lugar saiu a notícia falsa. Acredito que informar somente que o boatos surgiu de um site “velho conhecido” como propagador de notícias falsas não resolve no todo. Pois devemos já de antemão conhecer quem é quem nesse mundo digital.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)