7 alertas falsos de greve da Polícia Militar (PM) no Brasil

Após greve da Polícia Militar (PM) do Espírito Santo que resultou em mais 100 assassinatos, separamos sete mentires sobre as corporações em outros estados.

Depois que assistimos horrorizados à onda de crimes sem precedentes que abateu o Espírito Santo após a greve da Polícia Militar, não é de se estranhar que as pessoas ficassem bem paranoicas. Com medo de que algo semelhante pudesse se espalhar pelo país, choveu gente compartilhando histórias de que a PM daqui, dali e de acolá também entraria em greve.

Após queda de helicóptero na Cidade de Deus, Comando Vermelho decreta ataque geral à polícia, diz boato
Depois dos problemas no Espírito Santo, histórias sobre greves da polícia militar se espalharam pelo Brasil

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:
Envie uma mensagem com a palavra #boato para (61) 99331-6821 e agende este número no seu telefone para receber as nossas atualizações gratuitamente no WhatsApp

Ainda que o Governo do Espírito Santo e os policiais militares tenham entrado em acordo sobre o fim do movimento, a situação ainda está longe de ser a ideal. Enquanto isso, as balelas se espalham e para vocês não serem enganados por aí separamos sete alertas falsos sobre greves da PM pelo país. Confiram:

1 – A Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro vai parar

Em meio às cenas de violência do Rio de Janeiro, como bem já mencionamos, ficou muito fácil para quem se dedica à criação de mentiras na internet espalhar por aí que outros estados enfrentariam a mesma situação.

Portanto, se tornou viral a história de que a polícia militar do Rio de Janeiro também entraria em greve. Uma mensagem compartilhada no WhatsApp mostrava supostos documentos em que os oficiais anunciavam a paralisação para o dia 10 de fevereiro.

O suposto movimento seria em decorrência de um protesto de familiares que os impediria de trabalhar – exatamente nos mesmos moldes da situação no Espírito Santo. Bom, apesar do susto que se espalhou, a própria PM do Rio desmentiu a balela em suas redes sociais. Leia mais sobre o boato aqui.

2 – Agora é a vez de Minas Gerais

Também não demorou muito para que as histórias sobre a greve da PM chegassem a outros estados do Sudeste. Talvez por isso, muita gente tenha acredito que o próximo destino da violência urbana sem limites seria Minas Gerais.

A história começou a circular no início de fevereiro quando começaram a compartilhar fotos e vídeos da PM mineira em movimentos de protesto. Isso foi suficiente para assustar a galera, apesar de não ter feito sentido por muito tempo já que a própria comunicação da PM de Minas Gerais desmentiu a história.

Ao jornal Estado de Minas, a corporação esclareceu que os materiais divulgados no WhatsApp eram de movimentos do passado, entre eles o protesto da PM contra a PLP 257 – projeto de lei que previa o congelamento de salários, promoções e contratações para a categoria. Portanto, se os principais interessados desmentiram, é porque é boato mesmo.

3 – Em São Paulo vai rolar, certeza

Ainda no Sudeste, também não demorou para começarem a dizer que a greve da Polícia Militar de São Paulo ia acontecer com certeza. Um vídeo publicado no Youtube alertando que a paralisação se iniciaria no dia 15 de fevereiro começou a percorrer as redes sociais.

Novamente, diz-se que as esposas dos oficiais da PM paulista estavam organizando uma ação semelhante a ocorrida no Espírito Santo e que tudo aconteceria a partir das 6hs da manhã do dia marcado.

Até o fechamento desse texto, a PM paulista não desmentiu o boato em seus canais de comunicação. No entanto, lá vamos nós para quase 19/02 e até o momento não ocorreu nenhuma greve e/ou protesto da PM em São Paulo. Ou seja, boato, até que acontecimentos provem o oposto pelo menos.

4 – E no Distrito Federal?

Depois de se espalhar pelos estados vizinhos do Espírito Santo, a história de que a polícia militar pararia foi se alastrando para outros cantos do país. Chegou inclusive ao Distrito Federal, praticamente da mesma forma que nos outros estados – com informações e imagens repassadas via WhatsApp.

E aí, assim como nos outros estados, também foi a própria corporação quem esclareceu a mentira. Através de uma nota publicada nas redes sociais, a Polícia Militar do Distrito Federal assegurou que não há protesto, manifestações ou qualquer tipo de paralisação programada.

Segundo o comunicado, publicado pela Agência de Notícias do Uniceub, “as ações policiais seguem sendo realizadas sem nenhum tipo de interrupção em todo o DF”. Portanto, todo o pânico foi causado por mais uma balela.

5 – Viajando pra Mato Grosso…

Fica repetitivo (sabemos), mas o problema dos boatos é que eles nem sempre se dão ao trabalho de ser criativos. Bem por isso, a forma com que se espalhou a versão mato-grossense da greve da Polícia Militar foi simplesmente a mesma dos outros lugares.

Imagens montadas com o símbolo timbrado da PM começaram a ser repassadas pelo WhatsApp afirmando que a corporação do MT pararia no dia 10 de fevereiro junto com o movimento da polícia do Rio de Janeiro.

Obviamente, que a coisa toda foi uma invenção de algum (ou alguns) desocupados. Justamente no dia da suposta greve a PM falou sobre o assunto e disse que iniciou diálogo com o Governo e com os policiais, principalmente para sondar o descontentamento e evitar qualquer tipo de paralisação. Portanto, até agora a greve é boato.

6 – No Ceará é assim

Depois de circular pelo centro e sudeste do país, a história da greve da Polícia Militar foi parar no nordeste. No dia 13 de fevereiro começou a circular com força nas redes sociais cearenses a informação de que a Associação das Esposas dos Policiais Militares do Ceará (Assepec) realizariam uma ação para impedir que a PM saísse às ruas.

A informação levou a população do estado à loucura, com medo de que as coisas ficassem tão complicadas como no Espírito Santo. Por causa do alcance absurdo que a história tomou, a Assepec no dia seguinte (14/02) esclareceu que não havia ação alguma planejada e que a PM continuava dedicada ao trabalho feito junto à sociedade. Ou seja, causaram pânico através de uma mentira, um boato.

7 – O Brasil inteiro vai parar

Por fim, separamos para vocês o boato mais preocupante de todos – os militares do país inteiro vão parar e haverá uma intervenção militar. É isso, segundo um áudio compartilhado justamente na página “Intervenção Militar no Brasil”, as tropas estão organizadas e contam com o apoio dos coronéis para poder entrar em greve.

A fala de um policial (que não se identifica) tece diversas críticas ao governo e é categórica ao dizer que uma intervenção está sim sendo organizada. No entanto, tudo que fizemos até o momento foi mostrar que as PMs desmentiram todos os boatos de greves.

Então estão mentindo para surpreender? Pouco provável, além do que se um cenário tenso estivesse de fato se formando nos quarteis do país inteiro, a mídia estaria falando disso. Ah, e não é de hoje que temos histórias falsas sobre intervenções militares no Brasil. Quem tem memória boa se lembrará do quanto esse tema foi popular nos meses finais do governo de Dilma Rousseff. Ou seja, não há um indício realmente confiável de que haverá greve geral da PM. E na falta de provas, é boato e pronto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)