Walmart Anuncia que vai aceitar pagamentos em criptomoedas #boato

Boato – A gigante Walmart anunciou que vai começar a aceitar pagamentos de clientes em criptomoedas.

É inegável que a internet nos trouxe inúmeros benefícios. Mensagens praticamente instantâneas, velocidade de informação, e muitos outros benefícios. Porém, nem tudo são flores, e o mesmo se aplica a nossa incrível vida online. Você com certeza já se deparou com uma notícia que parecia real. Talvez foi uma pessoa próxima que te enviou, e você acabou acreditando e passando em frente. Porém, nos dias de hoje, temos que ter atenção redobrada, pois as fake news se alastram com uma facilidade incrível.

Pois é meus amigos. A internet parece ser um terreno fértil e propício para o cultivo de notícias inverídicas. E a notícia de hoje mostra que não é somente nós, usuários comuns da internet estamos sujeitos às catástrofes que ocorrem por conta das fake news. Empresas gigantescas também estão, e é o caso da rede de supermercados americana, Walmart.

Walmart anunciou que vai aceitar pagamentos em criptomoedas?

Por conta da disseminação de notícias falsas, o Walmart teve que emitir um comunicado negando uma notícia divulgada pela rede Globe Newswire. O falso comunicado de imprensa alegou que o Walmart começaria a aceitar pagamentos com a criptomoeda Litecoin para pedidos online.

A notícia vazou primeiro por meio de uma conta no Twitter e, em seguida, surgiram matérias e comunicados à imprensa com o título “Walmart anuncia parceria importante com a Litecoin (LTC)”. O anúncio falso parecia autêntico, completo com citações inventadas do CEO do Walmart, Doug McMillion.

Ele também veio anunciar “Procura-se ajuda” para um especialista em criptomoedas. Rapidamente, a notícia falsa sobre o Walmart aceitando criptomoedas se alastrou por toda a internet. Uma das consequências da fake news foi a disparada do valor da Litecoin após a notícia. As ações da Litecoin, a décima nona criptomoeda mais valorizada, de acordo com a MarketWatch, saltaram após o anúncio falso.

A moeda chegou a subir 25% em menos de meia hora, após o anúncio falso circulado na manhã de segunda-feira que afirmava que a gigante do varejo dos EUA permitiria que os clientes paguem em moeda digital. Isso impulsionou o LTC de 174 dólares para uma alta da sessão de 232 dólares.

Porém, como o Walmart foi muito ágil e prontamente negou os rumores, o valor da criptomoeda voltou rapidamente a cair. Logo após, a Litecoin estava pairando acima de 179 dólares no pregão do meio-dia nos Estados Unidos. O drama em torno da moeda digital não poderia ter sido mais inoportuno, com os reguladores aumentando seu escrutínio do mundo livre de comércio e empréstimos de criptografia.

Alguns participantes do mercado foram rápidos em apontar que vários veículos de notícias divulgaram a história sem verificá-la com o Walmart e compararam o incidente a esquemas de fake news populares no mundo dos investimentos com pouca ou nenhuma liquidez. É também importante ressaltar que o preço das ações do Walmart não parece ter sido significativamente afetado pela notícia.

Caso você tenha interesse no mercado de ações, encontramos um artigo bem legal que pode fazer com que você. Saiba mais sobre as ações da Sony e de muitas outras empresas americanas!

Conclusão: apesar do estrago feito não ter sido grande, as Fake News podem literalmente destruir vidas e empresas. Até mesmo grandes empresários estão suscetíveis a cair nas supostas notícias, assim como nós. Portanto, nossa dica é: sempre cheque a notícia antes de passá-la para frente. Pode ser que nada aconteça, como foi o caso da notícia de hoje. Porém, pode ser que o estrago seja devastador e irreversível. Tenha atenção, e não compactue direta ou indiretamente com notícias falsas!