STF autorizou o monitoramento de chamadas e mensagens no WhatsApp a partir de amanhã #boato

Boato – A partir de amanhã, haverá o monitoramento de chamadas e mensagens no WhatsApp, Twitter, Facebook e outras plataformas. No Brasil, o STF já autorizou o monitoramento.

Em meio à explosão das notícias falsas que circulam na internet, um projeto de lei (no qual o Boatos.org, junto com outras entidades que atuam em defesa à liberdade de imprensa e expressão, já se posicionou contra aqui e aqui) que está tramitando no Congresso visa combater às fake news ao exigir que as plataformas de comunicação coletem e disponibilizem dados que possam rastrear mensagens falsas. No meio disso, uma mensagem desmentida há algum tempo voltou a circular na internet.

De acordo com o texto que circula online, o STF teria autorizado o monitoramento de mensagens e chamadas em plataformas como o WhatsApp, Facebook e Twitter. Ou seja: tudo que você fizer ou falar será gravado “a partir de amanhã”. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo

A partir de amanhã, em todo o mundo, existem novas regras de comunicação, todos os governos da Europa, América do Norte e América do Sul chegaram a um acordo com a Whatsapp, Twiter, Facebook e outros canais de comunicação. Todas as chamadas serão gravadas. Todos os registros de chamadas telefônicas são gravados. Todas as mensagens e chamadas WhatsApp são gravadas.O Twitter é monitorado. NO BRASIL O STF AUTORIZOU O MONITORAMENTO. O Facebook é monitorado. Todas as mídias e fóruns sociais são monitorados.

Por favor, informe aqueles que não sabem. Todos os dispositivos estão conectados aos sistemas departamentais do Governo Federal e dos governos do mundo. TAL AÇÃO É PARA MONITORAR O CRIME ORGANIZADO, E TERRORISMO. Tenha cuidado para não enviar mensagens ou informações desnecessárias que sejam contrárias aos governos, leis e moralidade. Evite dizer informações sensíveis ou sensíveis aos seus amigos e familiares.Diga aos seus filhos e tenha muito cuidado!

É muito importante transmitir esta mensagem hoje. Porque a partir de amanhã já existe uma outra forma de vigilância em todos os países do mundo. Incrível mas certo. Envie-o apenas hoje a todos os seus entes queridos e amigos. Tudo o que você escreve ou fala pode ser usado contra você e não uma piada é uma realidade!!!

STF autorizou o monitoramento de chamadas e mensagens no WhatsApp a partir de amanhã?

Muita gente compartilhou a mensagem na internet e chamou atenção para o tal monitoramento. Porém (e apesar das polêmicas na aprovação do projeto das fake news), a informação que aponta para monitoramento por parte do STF e outras organizações não é real. Como o mesmo texto já foi desmentido aqui, relembre que escrevemos na época e já voltamos aqui:

Nem precisamos dizer que a mensagem segue o script de babelas online: alarmista, não cita datas e fontes confiáveis, erros de ortografia – chega a escrever “WhatsAll” e “Twiter” -, além de pedidos de compartilhamento.

Dito isso, não parece estranho que um “furo” dessa proporção não seja protagonista de nenhuma manchete, protestos ou petições? Além disso, ao pesquisarmos sobre o assunto, não encontramos nada para além da mensagem compartilhada.

Outro detalhe importante: o Twitter e o Facebook possuem uma função para deixar o perfil e o conteúdo público. Se o usuário permitir que o conteúdo seja público ele, provavelmente, poderá ser monitorado – ou não afinal, haja gente para monitorar todo mundo.

Agora, chamadas telefônicas, WhatsApp, Twitter (mensagens privadas) e Facebook (mensagens privadas) não podem ser monitorados e não existe (pelo menos por enquanto) nenhum acordo entre governos sobre isso. A única forma de se monitorar mensagens privadas (pelo menos no Brasil) é por meio de mandado judicial (normalmente dado para órgãos de investigação) e, normalmente, as empresas costumam preservar a segurança dos dados, como aconteceu em alguns casos.

Há um ponto importante que precisamos destacar nesta história. Há, sim, uma ameaça de que algumas mensagens no WhatsApp passem a ser alvo de rastreamento caso um ponto que obrigue que a rastreabilidade de mensagens compartilhadas muitas vezes no aplicativo passe no texto da PL das fake news.

Porém, isso não significa que isso vai acontecer “amanhã” (só aconteceria depois de aprovação e sanção da lei), não tem nada a ver com o STF e também não significa que todas as mensagens e chamadas serão monitoradas (com exceção, como citado acima, de casos que envolvam decisões judiciais).

Resumindo: apesar de estarmos alertas para possíveis mudanças que podemos ter nas plataformas de comunicação com a aprovação de leis no Brasil, a mensagem que aponta que o STF autorizou monitoramento de mensagens no WhatsApp por parte do STF e um grande acordo entre governos é falsa. Mais do que isso, é uma mensagem desmentida há alguns anos aqui.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Xmskzm
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet