Rafael Nunes do Ministério Público da Saúde faz agendamento de vacinação no WhatsApp #boato

Boato – Rafael Nunes e o Ministério Público da Saúde estão fazendo o agendamento da vacinação contra Covid-19 pelo WhatsApp. Para agendar, é preciso enviar um código recebido por SMS.

Um dos tipos de golpes mais comuns na internet hoje em dia é o do sequestro de WhatsApp por meio de engenharia social. Nele, golpistas “inventam” uma desculpa para fazer com que a vítima revele o código de verificação para instalação do aplicativo. A mais nova história relacionada ao assunto aponta para a vacinação.

De acordo com textos que circulam na internet, mensagens enviadas por um tal de Rafael Nunes, que seria do “Ministério Público da Saúde”, estão chegando a perfis no WhatsApp. Nele, o sujeito informa que estaria fazendo um agendamento da vacinação por meio do aplicativo e para “prosseguir com a confirmação” deveria enviar um código via SMS. Leia o texto da mensagem:

Olá. Sou o Rafael Nunes representante do Ministerio publico da Saúde contra a COVID-19. Venho em meio da nossa plataforma online realizar o agendamento da sua vacinação. Vamos lá digite OK para começar. Por favor, me informe o número do protocolo de 6 dígitos enviado via SMS. Vamos lá!

Rafael Nunes do Ministério Público da Saúde faz agendamento de vacinação no WhatsApp?

Os nomes “Rafael Nunes” e “Ministério Público da Saúde” só estão sendo utilizados neste texto para ilustrarmos e alertamos sobre algo muito importante: você nunca deve enviar códigos de verificação do WhatsApp recebidos por SMS.

Na realidade, a história de agendamento de vacinação do WhatsApp (que pode, com certeza, usar outros nomes que não sejam do Rafael Nunes ou do Ministério Público da Saúde) é só uma desculpa para que você envie o código para golpistas terem acesso ao seu WhatsApp.

O golpe funciona da seguinte forma. Alguém lhe envia uma mensagem. Pode ser, como no caso de hoje, um agendamento de vacinação, ou outra coisa (um convite para um grupo ou uma promoção). Independentemente do tema, o fato é que em algum momento, a pessoa vai pedir um “código”.

Neste instante, a pessoa, utilizando outro telefone, tenta cadastrar o WhatsApp. Caso você envie o código a ela, a pessoa vai poder fazer a verificação e terá acesso à sua conta no aplicativo. De posse da sua conta, ela poderá fazer coisas como pedir empréstimos para amigos e tentar outros golpes se passando por você. No ano passado, alguém tentou fazer isso em grupos do Boatos.org no WhatsApp e fizemos um alerta em texto e vídeo:

Voltando ao caso de hoje. A mentira de agendamento é tão deslavada que sequer existe um órgão chamado Ministério Público da Saúde. Temos o Ministério Público e o Ministério da Saúde (que são coisas bem diferentes).

Para além disso, Ministérios Públicos de alguns estados desmentiram a informação. O MPDFT (do Distrito Federal) apontou que “não faz agendamento de vacinação, não entra em contato por aplicativo de mensagem nem envia quaisquer tipos de códigos para a população”. Já o MPCE (do Ceará) relembrou que “esse trabalho é feito pelas prefeituras municipais”.

Vale lembrar que não temos qualquer informação de prefeitura que esteja entrando em contato com as pessoas em relação à vacinação. Cabe a você ficar informado por meio de canais oficiais e mídia para saber quando você estará apto a se imunizar.

Resumindo: não é verdade que há alguém chamado Rafael Nunes do Ministério Público da Saúde que está fazendo agendamento de vacinação. Se você receber a tal mensagem (seja do Rafael ou de outra pessoa) não acredite e, de forma alguma, envie códigos recebidos por SMS para o seu interlocutor.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2m2887O
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet