Menina com feridas no corpo vai ganhar 1 centavo por vídeo no WhatsApp #boato

Boato – Menina com feridas no corpo vai ganhar 1 centavo por cada vez que sua foto ou vídeo é enviado no WhatsApp para a sua cirurgia. 

Tem alguns tipos de boatos que precisam ser desmentidos diversas vezes. Dentre todos os boatos, o que mais se encaixa nesta categoria é o que fala que o WhatsApp ou o Facebook ou qualquer rede social vai dar dinheiro por imagem compartilhada ou repassada de crianças (normalmente com doenças). No futuro, vamos uma página fixa para não precisar desmentir caso a caso. Mas hoje vamos falar de mais um deles.

Circula no WhatsApp um vídeo terrível de uma menina com o corpo cheio de feridas (parecem queimaduras). Durante cerca de um minuto e meio ela ora pedindo a cura e chorando de dor: “Hey senhor, toda essa dor, meu Deus. Eu não estou aguentando meu Deus, eu estou sofrendo senhor. Por favor meu Deus, me ajude meu pai, por favor senhor”. Obviamente, não vamos compartilhar o vídeo.

Junto à filmagem, circula um áudio que fala que o WhatsApp vai dar um centavo por cada vez que “a foto” for compartilhada no WhatsApp para uma cirurgia de medula óssea. Escute o áudio e leia a transcrição do arquivo logo abaixo (o arquivo foi enviado por um dos leitores do Boatos.org no WhatsApp):

Gente, esta menininha aí que postei agora precisa fazer uma cirurgia de medula óssea. Então cada vez que a gente manda a foto dela em um grupo, ela ganha um centavo que ela tá fazendo a campanha dela pra isso aí. Um centavo por foto enviada por ela pelo zatzaps, zatzap… se alguém puder contribuir mandando a fotinha dela para todas as pessoas e grupos, ela ganha um centavo pra poder fazer essa cirurgia.

Menina com feridas vai ganhar 1 centavo por vídeo enviado no WhatsApp?

Nós, do Boatos.org, estamos acostumados a receber todo o tipo de material para checagem e, por conta disso, até acabamos perdendo um pouco a capacidade de se comover ou revoltar com as notícias falsas. Porém, essa história bateu forte. E aí fica a pergunta: o quão sádica é uma pessoa que cria uma notícia falsa para expor o sofrimento de uma criança? Que tipo de gente é essa?

Há erros em diversos níveis na tal história. O primeiro é de quem filmou e postou o momento de dor da menina. O segundo é de quem gravou o áudio falando que o WhatsApp vai doar dinheiro (provavelmente, o áudio foi gravado para ser postado com outro vídeo, o da menina que dançava com o médico tocando). O terceiro é o que de quem relacionou o vídeo e a foto. Desabafo feito, vamos aos fatos.

Ponha isso na sua cabeça: o WhatsApp não doa dinheiro para crianças por causa de fotos e vídeos postados no aplicativo. O primeiro motivo é que seria, no mínimo, bizarro o app contabilizar imagens que expõem a doença dos outros para doar. O segundo é que as conversas no aplicativo são criptografas. Ou seja, não há sequer como contabilizar quantas vezes algum arquivo foi repassado.

O terceiro motivo está no próprio histórico. Já desmentimos uma dezena de vezes a informação de que o WhatsApp estaria doando dinheiro para crianças doentes (assista um dos casos no vídeo abaixo). E, ao contrário do que diz o dito popular, uma mentira contada mil vezes continua sendo mentira.

Sobre a menina do vídeo. Ao procurar sobre a personagem do arquivo, não encontramos nada a respeito dela. O próprio vídeo em si não parece ser de uma campanha (parece ser mais um momento de intimidade da menina com Deus). Achamos alguns casos de meninas com feridas no corpo (ocasionadas por doença de pele) que pediram ajuda, mas nenhuma se assemelha à da filmagem.

Atualizado em 06/11/2017. Identificamos a menina do vídeo. Recebemos da leitora Delfa Neves, no WhatsApp do Boatos.org, a informação de que a menina do vídeo é Larielly, de 11 anos. A mãe da menina, que sofre de epidermólise bolhosa, publicou um vídeo desmentindo a informação de que o WhatsApp vai dar dinheiro. 

Mesmo sem identificar a pessoa no vídeo, há mais um ponto que “não casa com o áudio”. O primeiro é que a mulher (que parece estar alterada pelo álcool) fala em “foto compartilhada” (o que não tem nada a ver com o vídeo). O segundo é que ele fala em cirurgia de medula (o que também não tem nada a ver). Se as pessoas tivessem se atentado a esses dois pontos, o vídeo não seria tão compartilhado.

Resumindo: não compartilhe no WhatsApp o vídeo da menina que está com feridas no corpo. Além de a rede social não dar um centavo por vídeo postado, você vai estar expondo (sem autorização) a imagem de alguém. Importante: nem sempre vamos conseguir desmentir este tipo de boato. Então, se você vir qualquer mensagem que fale sobre doação por compartilhamento de foto e vídeo, ignore.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet