iFood foi hackeado e dados do cartão de crédito estão sendo roubados #boato

Boato – O iFood foi hackeado e estão roubando dados do cartão de crédito. Apaguem todos os dados do aplicativo.

Na noite de 2 de novembro, um incidente com o aplicativo iFood chamou atenção. Nomes de alguns estabelecimentos foram trocados por mensagens de cunho político, homofóbico e antivacinas. O caso chamou atenção e levantou uma hipótese: de que o aplicativo havia sido hackeado por algum simpatizante do presidente Jair Bolsonaro.

Em meio a isso, começou a circular a informação de que, além da invasão ao aplicativo, dados de cartão de crédito de usuários estavam sendo roubados. Em alguns casos, a mensagem apontava que seria preciso apagar todos os dados de cartão de crédito do aplicativo. Leia duas versões de textos que circulam online:

Versão 1: URGENTE O Ifood foi HACKEADO. Exclua os dados do seu cartão do aplicativo. Versão 2: IFOOD HACKEADO Se vc tentou usar o iFood hoje, deve ter encontrado problemas. Há avisos rolando pelas redes sugerindo que as pessoas apaguem os dados de cartão de crédito do app devido a uma invasão. Ainda não localizei pronunciamento do iFood a respeito. .

iFood foi hackeado e dados do cartão de crédito estão sendo roubados?

Não demorou muito para teorias da conspiração em relação ao assunto aparecerem. Porém, o próprio iFood já apontou que não se trata de uma “invasão hacker” ao aplicativo ou mesmo que dados foram roubados.

Por meio das redes sociais, a empresa comunicou que a mudança foi feita por um funcionário terceirizado que tinha autorização para modificar informações de registro. Vale apontar que a iFood negou que dados de clientes tenham sido acessados ou mesmo que é possível que o tal funcionário tivesse o tal acesso. Leia o comunicado:

O incidente foi causado por meio da conta de um funcionário de uma empresa prestadora de serviço de atendimento que tinha permissão para ajustar informações cadastrais dos restaurantes na plataforma, e que o fez de forma indevida. O acesso da prestadora de serviço foi imediatamente interrompido, e os nomes dos restaurantes já estão sendo restabelecidos.

É importante destacar que os meios de pagamento dos clientes estão seguros. Os dados de meios de pagamento não são armazenados nos bancos de dados do iFood, ficando gravados apenas nos dispositivos dos próprios usuários, não tendo havido comprometimento de dados de cartões de crédito. Também não há qualquer indício de vazamento da base de dados pessoais de clientes ou entregadores cadastrados na plataforma.

Vale apontar que, apesar das mensagens que foram colocadas terem bandeiras claras, não é possível dizer que a pessoa que fez a modificação é um “bolsonarista”, “um esquerdista querendo colocar culpa em Bolsonaro” ou mesmo “alguém neutro só querendo semear o caos”. Respostas para as motivações do cidadão que alterou os dados ainda estão pendentes.

Resumindo: apesar de não ser possível dizer o porquê, podemos cravar que é falsa a informação que aponta que um hacker invadiu o aplicativo iFood e acessou dados de cartão de crédito. A própria empresa apontou que o incidente ocorreu com um funcionário e que dados de clientes não foram acessados.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet