Carregador de celular com chip rouba dados de telefone, diz boato

Boato – Cuidado com carregadores de celular que você compra no camelô. Eles têm um espaço para chips telefônicos e roubam dados de usuários.

Alertas de crimes que bandidos estão praticando na praça são comuns na internet. O detalhe é que (infelizmente ou felizmente) muitas dessas histórias não passam de balelas criadas por mentes criativas. O último desses contos aponta que camelôs estão vendendo carregadores de celular modificados para hackear dados de usuários.

Carregador de celular hackeia telefones, diz boato
Carregador de celular hackeia telefones, diz boato

A história começou com uma postagem no Facebook da página “Serviço Reservado de Inteligência e Contrainteligência P2”. Ela mostrava a foto de um carregador de telefone que, quando aberto, revelava um chip de celular da empresa Vivo. Leia o texto que acompanha a postagem:

Vc compra um carregador, ai qnd pensa q está apenas carregando ele está enviando os seus dados
Cuidado ao comprar carregadores em camelôs, a mais nova dos bandidos

A mensagem foi repassada por outras páginas como a “Isso é Brasil”, que colocou a seguinte mensagem:

ATENÇÃO NOBRES AMIGOS MUITO CUIDADO. #COMPARTILHE PARA O CONHECIMENTO DE TODOS.
AMIGOS, TENHAM MUITO CUIDADO AO COMPRAR CARREGADOR DE CELULAR NAS BARRACAS DE CAMELÔS, VOCÊ COMPRA O CARREGADOR E PENSA QUE ESTA CARREGANDO A BATERIA DO APARELHO , MAIS NA VERDADE ESTA ENVIANDO SUAS INFORMAÇÕES, SEUS DADOS BANCÁRIOS,SUAS SENHAS DE CARTÕES DE CRÉDITO, TUDO QUE ESTA ARMAZENADO EM SEU APARELHO PARA UMA CENTRAL DE UMA QUADRILHA ESPECIALIZADA EM CLONAGEM DE CARTÕES. ACONSELHAMOS A COMPRAR CARREGADOR SOMENTE ORIGINAL. É MAIS CARO ? SIM É MAIS CARO, MAS SUA CONTA BANCÁRIA, SUAS TRANSAÇÕES FINANCEIRAS ESTÃO EM JOGO.. PENSE NISSO! ESSA É MAIS UMA DAS ESTRATEGIAS DOS MARGINAIS QUE AGEM EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL.. FIQUEM ATENTOS.

Caramba, agora a casa caiu, hein. Não podemos nem comprar um carregador que alguém vai inserir um chip de celular no nosso telefone, roubar todos os nossos dados e dinheiro? É, não é bem assim. Para entender do que realmente se trata, resolvemos partir para a lógica.

O primeiro ponto é saber se alguém conseguiria hackear um telefone usando um mecanismo com chip de celular sem ter acesso ao mesmo. Por mais que procuramos, o máximo que conseguimos encontrar foram entrevistar falando da possibilidade de alguém hackear chips. Detalhe: o próprio texto aponta que ninguém ainda o fez.

Partindo desse pressuposto, o único jeito de alguém hackear um chip seria “roubando” o carregador novamente e recuperando o chip. Só com essas informações, poderíamos descartar qualquer hipótese daquele mecanismo ser para hackear um telefone.

Mas então, o que seria aquele chip no carregador. Pelo o que tudo aponta, trata-se de um mecanismo de rastreamento GPS. Ele seria colocado para rastrear onde estaria o carregador. Muito provavelmente, é utilizado em grandes cargas para evitar roubos.

Um detalhe: o tal GPS custaria muito mais caro do que o preço do carregador. Então fica a pergunta: porque um camelô introduziria um mecanismo que custa mais de dez vezes o valor do carregador pirata para usar em um cliente que, talvez, nem coloque dados bancários em seu telefone? Não haveria formas mais fáceis de roubar esses dados?

Sim, há. E aí, não precisa de chip em carregador. Uma das formas seria por meio de redes públicas de Wi-Fi. Outra seria com carregadores ligados a um computador central. Por fim, há a forma mais direta de roubar um dado de telefone: roubando o aparelho. Em todos os casos, os mecanismos são mais simples e menos arriscados do que na história do carregador com chip.

Resumindo: comprar carregadores de camelô tem sim seus riscos. Como o produto tem menos qualidade, pode estragar o telefone. Porém, os riscos passam longe de roubos de dados, contas bancárias e etc. Isso aí não passa de mais uma balela que circula por aí.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet