Bebê que nasceu com dois pênis ganhará R$ 1 por foto no WhatsApp #boato

Boato – Um bebê nasceu com dois pênis e precisa de R$ 18 mil para fazer o tratamento de saúde. O WhatsApp vai pagar R$ 1 por cada vez que a foto é publicada no WhatsApp.

Caramba, as pessoas conseguem ser escrotas. Isso pode ser visto quando falamos sobre um tipo específico de boato na internet: o que aponta que o compartilhamento de fotos de crianças doentes faz com que redes sociais doem dinheiro para elas.

Há poucos dias, desmentimos uma história que falava que uma criança com o rosto cortado iria ganha a doação por foto postada. Não passaram nem dois dias do nosso desmentido e a foto mudou: agora, uma foto de um bebê com dois pênis circula junto com um áudio. Não vamos mostrar a foto, mas confira a transcrição:

Meus irmãos. É o irmão Antônio. Eu recebi essa mensagem. Essa coisa trágica aqui de uma criança que estava paralisada e ela precisa de R$ 18.000 para fazer a cirurgia. A criança se não fazer a cirurgia logo ela vai perder a vida. E é R$ 1 é R$ 1 de cada um de vocês que passaram essa mensagem para frente. Não é você que vai pagar não é o zap que vai pagar. O zap vai pagar R$ 1. Eu gostaria que todos vocês colaborassem, por favor, por caridade. Vamos passar para frente aí. Gente vamos ajudar essa criança a fazer essa cirurgia, se não ela vai desencarrar. Então, vamos ajudar ela.

Bebê que nasceu com dois pênis ganhará R$ 1 por foto publicada no WhatsApp?

A tal mensagem e a tal imagem estão circulando muito na internet. Mas será mesmo que o tal bebê da foto precisa de R$ 18 mil para retirar um dos órgãos genitais e que o WhatsApp vai doar esse dinheiro por compartilhamento? A resposta é não. Para você entender tudo, vamos aos fatos.

A parte que fala do compartilhamento de fotos “dar dinheiro” para crianças doentes já foi desmentida uma dúzia de vezes. Como o tempo urge e muitas fake news estão aí para serem desmentidas, vamos colocar a mesma explicação utilizada há exatamente dois dias. Confere aí:

O primeiro e mais óbvio está no fato de a mensagem seguir o enredo clássico de boatos online: cheio de informações vagas, alarmista, sem datas e fontes confiáveis e pedidos de compartilhamento. Além disso, a história é mais do que manjada e já foi desmentida diversas vezes pelo Boatos.org, inclusive, em vídeo. Confira:

Como você pode ver, as redes sociais não doam por compartilhamento (seria uma sandice pensar que alguém iria calcular a doação pela quantidade de exposição que a criança teve). E mais, no caso do WhatsApp, as mensagens são criptografadas e nem mesmo os administradores do aplicativo conseguiriam contabilizar quantas vezes a imagem foi compartilhada.

Mas não é só isso: a tese dos R$ 18 mil é de outra fake news com outra imagem. Na época, a história apontava que um bebê com cirrose de Fátima do Sul ganharia R$ 1 por foto compartilhada. Por sinal, os pais da criança comentaram o episódio e, como você deve imaginar, chegamos à conclusão que não passava de #boato.

Deu para entender, né? Agora vamos falar sobre a imagem. Não conseguimos descobrir a origem exata dela (alguns textos apontam para um caso na cidade de Gujrat, na Índia). Mesmo sem saber o caso exato e se a imagem é real, é fato que existe uma patologia chamada diphalia e há alguns relatos ao redor do mundo. Em tudo isso, duas coisas são fatos: a foto é antiga e, com certeza, não é do Brasil.

Resumindo: a história que aponta que um bebê nasceu com dois pênis no Brasil vai ganhar R$ 1 por foto publicada no WhatsApp é falsa. A imagem é antiga e o enredo mais do que manjado. Não acredite nesta história.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

3 comentários em “Bebê que nasceu com dois pênis ganhará R$ 1 por foto no WhatsApp #boato

  • 30/06/2018 em 21:11
    Permalink

    Verifiquei o caso está no G1…é boato só sobre o watzap pagar ….mas o caso é verídico …é de Pernambuco 2014…não coloquei o link aqui porque não dá opção de colar ….eu tentei mas não dá….quem quiser é só pesquisar no Google que aparece no g1

    Resposta
  • 29/06/2018 em 01:38
    Permalink

    O Google deveria valer-se do Boatos.org para alertar sobre boatos, por antecipação, quando alguém fosse pesquisar o assunto, se é que já não o faz.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)