Apagão no CNPq resultou em perda de dados por falta de backup na placa do servidor #boato

Boato – CNPq perdeu dados de cientistas por não ter backup de dados armazenados na placa do servidor que queimou.

Se a vida não anda fácil para os cientistas e pós-graduandos brasileiros que, nos últimos anos, vêm sofrendo com os inúmeros cortes de verbas e bolsas destinadas à pesquisa, parece que a situação dos órgãos de fomento do governo também não é das melhores.

Desde o dia 24 de julho de 2021, os pós-graduandos estão sofrendo com a instabilidade no sistema do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ontem (dia 27), o acesso à Plataforma Lattes completou seu 4º dia seguido de “apagão” e preocupou os cientistas.

E não demorou muito para que o pânico fosse instalado na internet (e as fake news também). De acordo com uma história que começou a circular nas redes sociais, o “apagão do CNPq” teria resultado na perda de dados de diversos cientistas e pós-graduandos brasileiros. Ainda segundo a publicação, isso teria acontecido, porque o CNPq não mantém um backup das informações contidas na “placa do servidor” (que teria queimado).

Apagão no CNPq resultou em perda de dados por falta de backup na placa do servidor?

A informação pegou muita gente de surpresa e causou um verdadeiro rebuliço nas redes sociais, em especial, no Facebook. Apesar disso, a história não é real. A explicação fica por conta da posição oficial do CNPq e do desencontro de informações na internet.

Antes de entrarmos no desmentido, é preciso falar sobre o problema enfrentado pelo CNPq nos últimos dias. A tal “placa que queimou” citada pela história, na realidade, não tem backup de dados. Isso porque os dados ficam armazenados em um HD e não em uma “placa do servidor”. Já a declaração divulgada na internet foi desmentida pelo próprio CNPq.

Na primeira explicação oficial, o Conselho não citou em nenhum momento a perda de dados. Na oportunidade, a agência de fomento informou que estava trabalhando junto ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) para resolver o problema e restabelecer o acesso à Plataforma Lattes.

Já no segundo comunicado oficial, o CNPq foi enfático: não houve perda de dados na Plataforma Lattes (onde a instabilidade e o apagão foram inicialmente registrados). De acordo com a agência de fomento, a migração dos dados já estava ocorrendo antes do apagão total. Ainda segundo o CNPq, independente da migração, o Conselho mantém backups de todas as informações (que estão sendo utilizados para o restabelecimento dos sistemas). No comunicado, a agência ainda destacou que o pagamento das bolsas que já foram implementadas pelo CNPq não será afetado pelo problema.

Em resumo: a história que diz que o CNPq perdeu dados de cientistas brasileiros por falta de backup na placa do servidor que queimou é falsa! Nos dois comunicados oficiais divulgados pelo Conselho, a agência informou que não houve perda de dados, que a migração de informações já estava sendo feita antes do apagão total e que o CNPq mantém backups das informações armazenadas no sistema que foi afetado.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso