Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > Vídeo da imprensa mostra que cloroquina é eficaz contra Covid-19, vacina não e Bolsonaro tem razão #boato

Vídeo da imprensa mostra que cloroquina é eficaz contra Covid-19, vacina não e Bolsonaro tem razão #boato

Vídeo da imprensa mostra que cloroquina é eficaz contra Covid-19, vacina não e Bolsonaro tem razão, diz boato

Boato – Vídeo da imprensa brasileira mostra que cloroquina pode curar Covid-19, vacina não é eficaz e Bolsonaro tinha razão

A pandemia da Covid-19 causou muito medo e sofrimento nos brasileiros. Só no país, foram quase 700 mil mortes pela doença. Mas com a chegada da vacina contra Covid-19, o mundo viu uma nova esperança e, aos poucos, as rotinas foram voltando ao normal.

Em 2023, veio então o anúncio da vacina bivalente que protege não só contra a cepa original do vírus, como também contra a variante Ômicron. Mas mesmo assim, histórias falsas sobre a Covid-19 ainda insistem em circular.

Exemplo disso é a história de hoje. De acordo com uma publicação que está sendo compartilhada nas redes sociais, um vídeo da imprensa mostraria que o medicamento cloroquina seria a cura para a Covid-19. Segundo a história, o vídeo também mostraria que as vacinas não seriam eficazes e que o ex-presidente Jair Bolsonaro teria razão sobre a pandemia.

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

Versão 1: “Veja até o final. BOLSONARO TINHA RAZÃO! EMPRENSA BRASILEIRA SOBRE CLOROQUINA, MENOS A GLOBO”. Versão 2: “Como é? Será que estou ouvindo direito?”. Versão 3: “Vejam o que a Grande Mídia, mais conhecida como O Consórcio, está divulgando em massa: A CLOROQUINA e a INVERMECTINA são EFICAZES, e que As VACINAS não funcionam, e quem era o genocida, e quem vai ser punido pelas mortes?”.

Versão 4: “A VERDADE ESTÁ NA SUA CARA SEU ESQUERDISTA QUE FEZ O L E NUNCA ACREDITOU NO CAPITÃO BOLSONARO ! CLOROQUINA FUNCIONA E IVERMECTINA TAMBÉM QUANTAS PESSOAS MORRERAM PELA POLITICAGEM DA ESQUERDA E DA MÍDIA BRASILEIRA , PRINCIPALMENTE REDE GLOBO DE TELEVISÃO”. Versão 5: “Diz aí “aceitacionista”, capacho de marginal corrupto , como é  ter certeza de vc não passa de uma massa de manobra , idiotizada e útil até a página 2? Levei Block, perdi contas, fui censurada ,tudo isso pq defendi o uso da cloroquina, tão defendida por meu eterno PR Bolsonaro”.

Vídeo da imprensa mostra que cloroquina é eficaz contra Covid-19, vacina não e Bolsonaro tem razão?

A informação causou um verdadeiro burburinho nas redes sociais, em especial, no Twitter e agitou grupos bolsonaristas. Entretanto, a história não é real. A explicação está na falta de provas e na própria ciência, que já provou que a cloroquina não funciona contra a Covid-19.

Ao assistir o vídeo, percebemos que a pessoa que editou as imagens fez diversos recortes de chamadas de jornais brasileiros. Além disso, o vídeo não prova que a cloroquina funciona contra a Covid-19. Muito menos que as vacinas não são eficazes contra a doença. Desde que as histórias sobre uma possível eficácia da cloroquina ou da hidroxicloroquina contra a Covid-19 começaram a circular pelo mundo, cientistas de diversas universidades e a própria Organização Mundial da Saúde (OMS) começaram a realizar pesquisas sobre o medicamento. Entretanto, os resultados não foram positivos: os cientistas não encontraram evidências de que a cloroquina pudesse ser eficaz contra a Covid-19. Ainda em 2020, a OMS encerrou seus estudos com a hidroxicloroquina e, em 2021, a OMS confirmou que o medicamento não é eficaz para prevenir e nem para curar a Covid-19.

Por outro lado, as vacinas contra a Covid-19 passaram por diversos estudos e testes antes de serem desenvolvidas. Se isso não bastasse, antes de serem distribuídas, as vacinas precisam passar pela aprovação das agências reguladoras, que analisam todo o estudo, a metodologia e os resultados das pesquisas antes de aprovarem as vacinas. Dessa forma, as vacinas precisam provar que funcionam antes de serem desenvolvidas e distribuídas. Ou seja, não há discussão sobre isso: a cloroquina não funciona contra a Covid-19, mas as vacinas sim previnem contra a doença.

Sobre os trechos que aparecem no vídeo, a grande maioria são recortes de transmissões antigas. Além disso, nenhum deles prova que a cloroquina seria a cura para a Covid-19. Nos trechos, os apresentadores aparecem falando sobre pesquisas e declarações de políticos sobre o assunto,

O primeiro trecho que aparece no vídeo é do Jornal da Band, exibido no dia 22 de janeiro de 2022. Na oportunidade, a reportagem informava que uma nota técnica emitida pelo Ministério da Saúde afirmava que a cloroquina seria eficaz contra a Covid-19, enquanto as vacinas não. Na mesma matéria, a reportagem ainda apontava que a nota técnica ia contra a Ciência, os estudos e os especialistas.

E após a repercussão do caso, o próprio Ministério da Saúde retirou a nota técnica do seu site e uma nova nota técnica foi publicada no site da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec). A tabela que questionava a eficácia e segurança das vacinas foi excluída.

Já o segundo trecho que aparece no vídeo é da emissora Record. A reportagem falava, na época, sobre um estudo publicado na revista The Lancet sobre o risco de morte na utilização da cloroquina para o tratamento da Covid-19. Após a publicação, a revista decidiu retirar o estudo do ar. Isso ocorreu, porque cientistas descobriram que a base de dados utilizada pelos pesquisadores não era confiável. Com isso, a revista fez uma retratação.

Outro trecho é do jornal SBT Brasil, exibido no dia 22 de março de 2020. Na época, o ex-presidente dos EUA Donald Trump fez uma declaração leviana sobre a suposta eficácia do medicamento contra a Covid-19. Após a declaração, o ex-presidente Jair Bolsonaro determinou o aumento da produção do medicamento (e esse era o assunto da reportagem).

O trecho seguinte foi retirado do Jornal da Record, no dia 24 de julho de 2020. A reportagem em questão falava sobre um estudo que concluiu que a cloroquina não era eficaz para pacientes com sintomas leves e moderados da Covid-19.

Já o trecho que mostra o jornal da CNN fala sobre o mesmo assunto abordado na reportagem da Band. Isto é, sobre a nota técnica emitida pelo Ministério da Saúde que contrariava os estudos científicos e os especialistas.

Enquanto isso, o outro trecho que mostra o Jornal da Record fala sobre o estudo da revista The Lancet que foi retirado do ar por conta de problemas na base de dados utilizada na pesquisa.

Já o outro trecho do Jornal do SBT foi retirado da transmissão do dia 28 de janeiro de 2021. Na oportunidade, o ex-presidente Jair Bolsonaro defendeu o uso da cloroquina contra a Covid-19. A reportagem em si foi feita em um tom crítico às declarações do ex-presidente.

Por fim, temos o trecho da revista Veja. O vídeo em questão é recente e foi alvo de um desmentido recente do Boatos.org. Na ocasião, uma história apontava que o coronavírus teria saído de um laboratório chinês.

Em resumo: a história que diz que um vídeo da imprensa mostraria que a cloroquina seria eficaz contra a Covid-19, as vacinas não e Bolsonaro estaria certo sobre a pandemia é falsa! O vídeo compartilhado nas redes sociais é um amontoado de cortes de jornais brasileiros que não provam absolutamente nada (nem que a cloroquina funciona contra a Covid-19, nem que a vacina não é eficaz contra a doença). O vídeo em questão apenas reforça fake news já desmentidas e faz um desserviço para as pessoas.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 9275-5610

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/41sX0QS
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso