STF proibiu vacinação obrigatória para venezuelanos a pedido do PSOL em 2018 #boato

Boato – Em 2018, o STF proibiu a vacinação obrigatória contra o sarampo para venezuelanos. Na época, o pedido foi feito pelo PSOL.

A decisão do STF de permitir medidas restritivas para quem não se vacinar contra a Covid-19 causou revolta em grupos que, de forma insana, são contra a vacinação. Muitas dessas pessoas estão se agarrando em uma suposta notícia que começou a circular em redes sociais e foi publicada em sites favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o texto, o STF teria, em 2018, proibido a vacinação obrigatória contra o sarampo a pedido do PSOL. Uma das versões do texto ainda aponta como fonte uma matéria da Agência Brasil e destacou que a decisão diverge do que foi decidido em relação à vacina contra a Covid-19. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

Versão 1: Pais sem memória. Há 2 anos qdo o Ministério da Saude tentou obrigar os imigrantes venezuelanos a se vacinarem contra sarampo, pra entrarem no Brasil pela fronteira em Roraima, ocorreu aquela gritaria de Psol e companhia, e o Stf impediu alegando que é inconstitucional obrigar alguém a tomar vacina. Sem memória ou sem vergonha na cara??

Versão 2: Pouco deve ser lembrado, mas o mesmo STF já proibiu a aplicação compulsória do insumo, em 2018, quando o Ministério da Saúde optou pela obrigatoriedade para vacinar venezuelanos que entravam no Brasil. O principal responsável pela decisão em 2018 foi o PSOL. Políticos da sigla fizeram diversas manifestações e ações para impedir que o povo oriundo da Venezuela fosse prevenido com o insumo contra o sarampo.

STF proibiu vacinação obrigatória para venezuelanos a pedido do PSOL em 2018?

Os textos circularam muito em redes sociais e deixaram muitas pessoas prontas para criticar a suposta “hipocrisia” do STF. Porém, a informação que aponta para a tal vacinação obrigatória proibida em 2018 é falsa.

Apesar de ter muitas características de boatos online (como o caráter alarmista e erros de português), há a citação de uma fonte confiável em um dos casos: o link da Agência Brasil. Só há um detalhe: a reportagem em questão não fala nada sobre o STF proibir a vacinação para venezuelanos ou de o PSOL pedir isso. Leia o início da matéria (para ver de forma completa, clique aqui):

Ministério da Saúde quer vacinação obrigatória para venezuelanos Medida deve valer para todos que entrarem no Brasil O Ministério da Saúde está elaborando uma nota técnica em que recomenda a obrigatoriedade da vacina contra o sarampo para os venezuelanos que ingressarem em território brasileiro. A medida faz parte da mobilização para impedir a proliferação da doença no país.

Ao buscar pela suposta ação julgada pelo STF ou mesmo pelo pedido do PSOL (como era de se imaginar), nada encontramos. Não há notícias sobre a decisão e, na lista de ações movidas pelo PSOL no Supremo desde 2018, não há nada sobre vacinação de venezuelanos.

A Agência Lupa também desmentiu a informação. Ao site de checagem, as assessorias do STF e do PSOL confirmaram que a informação não procede. Não houve nenhum pedido ou decisão de proibição de vacinas para os venezuelanos.

Antes de terminar, é importante só deixar um recado. Essa história de vacinação obrigatória não deveria ser uma pauta de “direita” ou de “esquerda”. Toda a população ser vacinada é importante por um motivo de saúde: como as vacinas não têm 100% de eficácia contra a Covid-19 (algumas têm 90%, por exemplo) e nem todos podem tomar a vacina (no caso de algumas gestantes ou pessoas com alergias a componentes da vacina), quanto mais gente se vacinar maior será a chance de uma pessoa que não tomou a vacina também estar protegida.

Se as pessoas que podem tomar a vacina não tomarem, menor será a possibilidade da população atingir a “imunidade de rebanho” (situação no qual uma apenas pequena parcela da população está desprotegida e o vírus para de circular com força). Não querer se vacinar (ou se cuidar) em uma situação de doença infecciosa é fazer mal aos outros e não só a você mesmo.

Resumindo: a história que aponta que o STF, a pedido do PSOL, proibiu a vacinação obrigatória em 2018 é falsa. Em nenhum momento, o Supremo e o PSOL agiram para evitar que imigrantes venezuelanos fossem vacinados.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

– Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
– Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
– Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
– Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
– Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2XrGSBD
– Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet