Hospital Santa Casa de Cuiabá distribui cápsulas de ivermectina vazias #boato

Boato – O hospital Santa Casa de Cuiabá distribuiu cápsulas de ivermectina vazias. Por isso, muitas pessoas doentes com Covid-19 estão morrendo e ouvimos dizer: “A ivermectina não funciona. Fulano tomou e morreu”.

Após a saga da cloroquina, parece que é a vez da ivermectina ser cotada à mais nova bala de prata contra a Covid-19. E se depender de alguns internautas, a falta de informação e compartilhamento de fake news só deverão impulsionar o uso indiscriminado do medicamento pela população.

É o nosso caso de hoje. Depois de a prefeitura de Cuiabá (MT) autorizar a distribuição do chamado “Kit Covid-19” a pacientes com sintomas iniciais da doença nas unidades básicas de saúde do estado, composto por azitromicina, ivermectina e um analgésico/antitérmico, o assunto está dando o que falar na internet. Um vídeo que está circulando nas redes sociais dá conta de que o hospital Santa Casa de Cuiabá estaria distribuindo cápsulas de ivermectina vazias à população.

De acordo com a mulher que denuncia a situação e mostra o remédio no vídeo, ela e a filha teriam buscado o kit na Santa Casa da cidade e, depois de abrir uma das cápsulas para administrar a segunda dose indicada, teriam se deparado com o medicamento sem nenhum conteúdo dentro. Confira, agora, a transcrição do conteúdo que está circulando online:

“Olá! Boa tarde para todos. Eu fui na Santa Casa para pegar uma ivermectina para poder tomar mais a minha filha. Aí nós tomamos a primeira dose, né? E hoje era a data certa de tomar a segunda dose, com 15 dias. Aí minha filha, hoje, após o almoço, foi pegar uma ivermectina para poder tomar a segunda dose. Ela tomou um comprimido e o outro, por curiosidade ela, eu acredito, ela foi e abriu. Olha o que tinha dentro da cápsula. Nada! A cápsula está totalmente vazia. Só tem a cápsula de plástico por fora e não tinha nada dentro. Isso significa que o peso dela, de 60 quilos, teria que ser dois comprimidos. Então, ela tomou só um, de 30 quilos. E olha para você ver. Quantas pessoas também não tomaram esse comprimido dessa forma, sem nada dentro? Porque ele está lacradinho. Ninguém nem imagina, né? Que você vai tirar do saquinho e, quando você vai abrir, não tem nada. Aí por isso que eu estou fazendo esse vídeo mostrando para as pessoas ficarem alertas, né? Verem, na hora de tomar certinho, se realmente está a dose certa de ivermectina. Porque senão não resolve, porque não tomou a medida certa. Não funciona”.

Hospital Santa Casa de Cuiabá distribuiu cápsulas de ivermectina vazias?

O vídeo viralizou e deixou muita gente revoltada com a situação causada supostamente pelo próprio governo e autoridades de saúde na cidade mato-grossense. Mas será mesmo que o hospital Santa Casa de Cuiabá distribuiu cápsulas de ivermectina vazias? A resposta é não! E o porquê nós te mostramos a seguir, a partir de fatos.

Antes de falar do caso em si, precisamos relembrar “um detalhe”: Ainda não existe comprovação científica de que a ivermectina é eficaz no combate ao novo coronavírus. O estudo que mostrou a ação da ivermectina sobre o novo coronavírus, realizado pela Universidade Monash em parceria com o Hospital Real de Melbourne, na Austrália, referiu-se à eficácia do medicamento em células in vitro (isto é, dentro do laboratório), e não em humanos. A dosagem que mostrou resultados positivos nessa investigação é cerca de 50 a 100 vezes maior do que o limite considerado seguro para o ser humano. Inclusive, no site oficial da Universidade Monash foi publicado um alerta à população sobre o uso indiscriminado da ivermectina. Ou seja: mesmo sendo utilizado como “remédio” em algumas cidades do Brasil ainda não há provas de que o fármaco cure as pessoas do coronavírus.

Dito isso, vamos à análise de hoje. Para começar, a mensagem do vídeo carrega todas as características de fake news: é vaga (não diz quando aconteceu), alarmista (tem o intuito de causar alvoroço entre os internautas), possui erros de português e não cita fontes confiáveis que possam confirmar o que está sendo dito.

Em segundo lugar, sabemos que boatos contra prefeituras e governos já são bastante comuns na internet. Inclusive, nós já desmentimos vários deles aqui no Boatos.org, como aquele que dizia que governos e prefeituras do PT do Nordeste teriam contratado máquina para destruir asfalto feito pelo Exército; outro que denunciava que a Prefeitura de Nova Tóquio teria envenenado mil cães e mataria outros dois mil; ou, ainda, o fake sobre a Prefeitura de Fortaleza ter criado cartilha que supostamente incentiva a sexualização infantil em escolas.

Além disso, ao buscarmos sobre o assunto, descobrimos um desmentido da própria Secretaria de Saúde de Cuiabá, publicado no perfil oficial do Governo do Mato Grosso no Instagram, alegando que, além de a Santa Casa da cidade não ter distribuído a ivermectina, o setor responsável por distribuir o Kit Covid-19 faz a distribuição do medicamento na versão comprimido, e não em cápsulas:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Governo de Mato Grosso (@govmatogrosso) em

Mensagem: É FAKE NEWS VÍDEO DE MEDICAMENTO AO HOSPITAL ESTADUAL SANTA CASA É fake news o vídeo que está circulando nas redes sociais, atribuído ao Hospital Estadual Santa Casa, que mostra medicamento em cápsula vazia. Neste vídeo, a farmacêutica Cristiane Oliveira mostra os medicamentos prescritos pelos médicos do Centro de Triagem Covid-19.

Transcrição: “Referente ao vídeo que está circulando na cidade, de que a Santa Casa está distribuindo o kit com a ivermectina em cápsula vazia, isso é uma mentira, porque a Santa Casa ainda não está distribuindo o kit. O kit está sendo distribuído para os pacientes que estão passando pelo Centro de Triagem, na Arena Pantanal. Vou mostrar para vocês do que é composto o nosso kit e qual é a apresentação da ivermectina que nós estamos distribuindo. O kit é composto pela azitromicina, dipirona, dexametasona… E a ivermectina nossa, a apresentação dela é em comprimido, e não em cápsula, conforme mostrou o vídeo. Pode verificar: a nossa etiqueta tem o nome do medicamento, lote, validade, totalmente diferente da forma que estão divulgando”

Mais que isso, resolvemos pesquisar mais um pouco sobre o tal vídeo e descobrimos que a denúncia em questão foi feita em outras cidades do estado, como em Pontes e Lacerda. Neste município, a responsável pelo enfrentamento ao coronavírus em um dos hospitais da cidade disse que iria apurar o caso.

Resumindo: A publicação que dá conta de que o hospital Santa Casa de Cuiabá distribuiu cápsulas de ivermectina vazias não é verdadeira. A própria Secretaria de Saúde desmentiu tudo, já que a distribuição do kit tampouco é feita pela Santa Casa, além do fato de que o setor responsável pela ação conta com um kit composto por ivermectina em comprimidos, e não em cápsulas, como mostra o vídeo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2Faip9f
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK