Remessa de injeções para matar pessoas está vindo do exterior para o Brasil #boato

Boato – Médicos que estão em um ônibus falaram que uma remessa de injeções para matar pessoas está vindo do exterior para o Brasil. Por isso, não devemos ir ao médico se tivermos sintomas de gripe.

A iminência da chegada de uma vacina contra a Covid-19 está fazendo com que muita gente tenha esperança de que “as coisas voltem ao normal”. Ao mesmo tempo, boatos sobre a vacina também estão viralizando. E hoje vamos falar de um dos mais toscos.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Um áudio de uma mulher que se diz de Santarém (PA) e que estava indo para Rondonópolis (MT) aponta que um “grupo de médicos que estava em um ônibus” denunciou que “uma remessa de injeções está chegando ao Brasil”. Na mensagem, ainda é apontado que as injeções foram enviadas para “matar todo mundo”. No final, a mulher alerta que as pessoas não devem tomar “a injeção” e não ir ao médico se sentir sintomas de gripe. Leia a transcrição do áudio:

Confira também: 6 fake news sobre vacinas que circularam na web

Oi irmão Francisca, boa noite, a paz do senhor. Amada, eu já cheguei já aqui em Rondonópolis, a cidade aonde eu ia ficar e eu quero lhe passar algo, irmã, que durante essa viagem, Eu, eu soube, eu e eu quero lhe passar pra senhora, pro máximo de pessoas que a senhora, a senhora puder avisar, eu já avisei a minha família, eu já avisei a minha mãe que mora aí no Laranjal do Jari e tô passando pro máximo de pessoas que eu possa também. Eu tava, eu saí na segunda-feira, Laranjal do Jari, aqui pra Rondonópolis, que é onde eu, eu moro e trabalho.

Eu, Lu de Santarém, pra pra cá, pra minha cidade, eu, no mesmo ônibus que eu vinha, vim numa equipe de médicos, aonde vinha também enfermeiros, e eles tavam pro Pará, eh, trabalhando com algumas pessoas que infectada com o vírus, com o coronavírus. Eles estavam trabalhando, é dando assistência. E eles falaram pra todo mundo que vinha naquele ônibus, aqueles médicos falaram e os enfermeiros também, que vai vim agora uma nova remessa de injeções.

E essa injeções, elas tão todas contaminadas, elas são todas pra matar. Quando eles chegarem, eles falaram que vão anunciar dizendo que é pra você ir pro hospital, pro posto, tomar que é pra você se prevenir contra o vírus, pra você não gripar, pra você que tá aqui com imunidade baixa, essa injeção ela vai aumentar, mas na verdade não é verdade, é tudo mentira, essa injeção ela vai afetar o teu, o teu coração, teu rim e o teu braço. Eles falaram que são esses três órgão que ela afeta e que para tudo e te mata na hora. Então, eles falaram que não é pra gente deixar ninguém, ninguém da nossa família, ninguém mesmo, amigo, quem a gente puder não deixar ir pro hospital, porque tá tudo contaminado, é tudo experiência e é pra matar. Eh eles falaram também que tem muitos médicos, muitos enfermeiros de dentro dos hospitais que tão tudo comprado, tão tudo vendido, tão ciente disso e eles falaram também que tem muitos médicos, muitos enfermeiro, que eles tão pedindo pra sair, já se afastaram porque tem muitos que não não compactuam com isso e não aguenta pressão.

Então amados, eh eu tô eu tô fazendo áudio, porque Deus, Deus, ele tá no controle de tudo, o homem, o homem pensa que que ele tá no controle, mas Deus tá no controle de tudo nós temos que confiar no senhor. Então, não vá, não deixe ninguém na sua família ir, não tome essa injeção, Deus ele, ele permitiu, Deus ele faz o homem abrir a boca dele, Deus ele permite com que eles falam, fala, nós não sabemos o que tá acontecendo ali dentro, mas Deus ele permite com que esses médicos, eles abrem a boca e falam pra gente, pra gente não ficar, pra gente não ser pego de surpresa.

Então, então, eu tô gravando esse áudio, eu tô avisando o máximo de pessoas que eu e você que tá ouvindo esse áudio, não vá, não vá, fique em casa, se você gripar, se você não tiver bem, se você tiver com febre, não vá pro hospital e se eles chegarem também na porta da sua casa pra te dar injeção, não aceite, não aceite, fale que não quer tomar, não toma essa injeção, porque isso aí não provém do senhor, a gente tem que se guardar, tem que se cuidar e confiar no senhor e continuar orando, amados, porque não é brincadeira, Deus ele, Deus ele cuida de nós, Deus ele cuida dessa nação, deletá no controle de tudo, nós temos apenas que confiar no senhor.

Remessa de injeções para matar pessoas está vindo do exterior para o Brasil?

O áudio se espalhou muito no WhatsApp e deixou muita gente meio cabreira em relação às vacinas. Porém (e como muita gente deveria imaginar), a história sobre as tais injeções é mais falsa do que nota de três reais.

A mensagem, por si só, já é um indício de que a história mereceria um segundo olhar. Além de o áudio (que só por ser um “áudio do zap”, já tem aquela cara de boato) ter características como ser vaga, alarmista, com erros de português e falta de citação de fontes confiáveis (não, os médicos do ônibus de Santarém para Rondonópolis não é uma fonte confiável), ela bate na tecla de uma fake news recorrente: o ataque às vacinas.

Na realidade, o áudio em questão só reproduz um senso comum de muita gente “normal” que está sendo atingida por fake news: de que as vacinas foram criadas para “matar todo mundo”. Além de a história não fazer nenhum sentido e carecer de provas, não há nenhum indício de “vacinas que chegaram para matar todo mundo”.

A única “remessa de injeções” que chegou nos últimos dias são a das 120 mil vacinas Coronavac que serão aplicadas na população caso os testes do imunizante que está sendo desenvolvido pela empresa chinesa Sinovac e o Instituto Butantan sejam concluídos com sucesso. Até o momento (e ao contrário do que muitos que se utilizam politicamente da pandemia apontam), não há qualquer informação de que a vacina “mate”. Ao contrário, testes até o momento apontam para a eficácia da vacina.

Vale dizer que, além de tudo, a “dica” de não ir ao médico se a pessoa tiver sintomas de gripe é furada. O próprio Ministério da Saúde aconselha que, aos primeiros sintomas, as pessoas devem ir ao médico e fazer o teste da Covid-19. 

Resumindo: a história que aponta que uma “injeção está chegando para matar todo mundo é falsa”. Além de não existir nada sobre essa informação em fontes confiáveis (ao contrário, só está em fontes não-confiáveis), não há provas (ou mesmo lógica) de que as vacinas chegaram para “matar todo mundo”.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet