Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > Remédio sem autorização para ser vendido como emagrecedor usa teoria não comprovada de que bactéria parasita causa obesidade

Remédio sem autorização para ser vendido como emagrecedor usa teoria não comprovada de que bactéria parasita causa obesidade

Remédio que mata bactéria parasita acaba com gordura e emagrece milagrosamente, diz boato (Foto: Reprodução/Internet)

Boato – O engordamento das pessoas é causado por uma bactéria parasita e que a solução seria um remédio natural vendido em redes sociais como Facebook e Instagram

Análise

A obesidade é um problema cada vez mais presente na sociedade. Por conta de diversos motivos (como falta de tempo para exercícios e má alimentação), o Brasil tem cada vez mais pessoas acima do peso.

Pesquisas apontam que 55% dos brasileiros estão acima do peso e 20% da população é considerada obesa. Infelizmente, muitas destas pessoas apelam para fórmulas milagrosas. Uma delas aponta para uma “revelação chocante” e um “solução milagrosa”.

Vídeo: é falso que Lula parou doações em Lajeado e Encantado destruiu donativos

Links com um site com o título “A “Bactéria Parasita” que está causando o engordamento em massa de milhares de brasileiros!” estão circulando por meio de links pagos em redes sociais (como o Instagram e Facebook).

Ao entrar no site, você se depara com um vídeo extenso, que não tem a opção de pular ou voltar e está com a velocidade acelerada. Nele há um suposto programa de “informação em saúde” no qual um suposto médico teria encontrado a “solução” para o excesso de peso.

No vídeo, o suposto programa chamado “Saúde & Você” entrevista um suposto médico da USP e Harvard. Ele contou uma experiência pessoal com a mãe (que teria excesso de peso e infartou por isso) e que buscou estudos.

Ele teria descoberto que a obesidade é causada por uma “bactéria mortal chamada firmicute e que a solução para isso seria a matar com ácido clorogênico. Ele conta que, depois de muitas pesquisas, deu o remédio para a mãe e ela perdeu seis quilos na primeira semana, nove na segunda e 11 na terceira (uau).

No final, ele fala que o remédio está “disponível” para as pessoas e há o link do “milagre”: o remédio se chamaria Floraxil, seria aprovado e recomendado pela Anvisa. Depois disso, você é encaminhado a um site no qual o preço é uma bagatela.

Checagem

Esse tipo de história é muito convincente e, infelizmente, engana pessoas (mesmo com promessas irreais de perda de dezenas de quilos em poucas semanas). Por isso, estamos aqui para fazer a checagem do conteúdo. As perguntas para serem respondidas são essas: 1) É verdade que a obesidade é causada por uma bactéria parasita chamada firmicute? 2) É possível emagrecer apenas tomando o remédio que promete matar a bactéria parasita chamada firmicute? 3) O que mais podemos falar do remédio anunciado na propaganda?

É verdade que a obesidade é causada por uma bactéria parasita chamada firmicute?

Não. Todo o enredo da propaganda (que é disfarçada de discurso de especialista) foi criado para dissuadir a pessoa a comprar o produto. Em português claro, a enrolar o internauta. É óbvio que a obesidade não é causada por uma bactéria parasita.

Foram utilizados estudos que analisavam a relação entre firmicutes e bacteroidetes e obesidade. Alguns estudos apontam que pessoas acima do peso têm mais firmicutes na flora intestinal. Porém, não é o firmicute que causa o excesso de peso.

Outra coisa: o firmicute não é uma “bactéria do mal”. Na realidade, ela (assim como outras) é importante para a flora intestinal. Tentar “acabar com ela” (o que não vai acontecer com o “remédio” em questão) poderia prejudicar a sua saúde.

É possível emagrecer apenas tomando o remédio que promete matar a bactéria parasita chamada firmicute?

Não. Apesar da enrolação e das promessas, é falso que isso ocorrerá. A perda de peso com saúde é um processo que exige mudança de hábitos e alimentação e uma rotina de exercícios físicos. Em casos mais extremos, há a recomendação de medicamentos (que sempre têm efeitos adversos) ou, ainda, cirurgia bariátrica. O Floraxil e nem qualquer outro medicamento natural “milagroso” vai ser a solução.

O que mais podemos falar da propaganda do remédio para emagrecer?

Ela consegue superar todos os limites éticos que seriam regulamentados por órgãos como o Cade. Ela engana ao dizer que o Floraxil (oferecido por R$ 360 o frasco para um mês) é aprovado pela Anvisa para emagrecimento milagroso.

Não consta nas páginas de registro qualquer nome do Floraxil como remédio aprovado. Mais do que isso: a Anvisa tem uma lista gigantesca de falsos emagrecedores anunciados na internet. Todos com promessas muito similares.

Além disso, não existe programa algum chamado Saúde & Você com o logotipo apresentado. Também não existe qualquer estudo do Renato Braga chefe de pesquisa da USP e Harvard.

Tem outras coisas, mais vamos citar só mais uma. Em certa parte do vídeo são mostrados casos como da Maria e do Diogo, que teriam emagrecido muito com o remédio. Só que a Maria é a Iva (que emagreceu treinando na academia) e o Diogo é o Marcelo (que, na realidade, mudou hábito e emagreceu). Ou seja: se tratam de casos falsos com fotos de pessoas que, com certeza, não autorizaram o uso.

Conclusão

Golpe ⚠️

Não caia nessa. A gordura corporal não é causada por causa de uma “bactéria parasita” e o segredo para perder peso não está em comprar um remédio sem aprovação e vendido em uma propaganda cheia de mentiras. Se você vir algum remédio com este ou outros nomes prometendo isso, caia fora.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610).