Pediatra cubano maltrata bebê em hospital na Venezuela #boato

Boato – Um vídeo mostra a brutalidade dos pediatras cubanos. As imagens mostram um cubano que trabalha na Venezuela e maltrata um bebê.

Desde o anúncio da vinda dos médicos cubanos no Brasil, começaram a surgir diversos rumores e textos polêmicos na internet sobre os estrangeiros. Depois que eles vieram pra cá, vários boatos continuaram se espalhando, com muitas críticas e suposições sobre as atitudes dos profissionais.

As redes sociais, como vocês sabem, são uma arma. Principalmente quando se trata de viralizar imagens e vídeos polêmicos. No Facebook, está sendo espalhado um vídeo com imagens fortes, onde mostra um médico maltratando um bebê em um hospital. A legenda que acompanha o post do vídeo diz o seguinte:

Repassando… VÍDEO de um PEDIATRA CUBANO na VENEZUELA ! VCS NÃO VIRAM CENAS SEMELHANTES, DÓI NA ALMA, SERÁ QUE É ESTE TIPO DE ANIMAL QUE ESTÃO ENVIANDO PARA O BRASIL? Repassando…

As imagens são realmente chocantes, não tem como não se revoltar ao assistir. Mas mesmo assim, devemos sempre checar a veracidade daquilo que é divulgado sem fontes de informação. Primeiro, sobre a identidade do médico, como é possível afirmar que ele é mesmo cubano? Só de acordo com as imagens, é impossível saber de onde é o profissional.

Mais importante que sair acusando o médico é dar voz a ele, e foi isso que fez o jornal Panorama, da Venezuela. O médico chama-se Marcos Tulio Torres Finol e não é cubano, mas sim venezuelano e trabalha em Maracaibo, capital do estado de Zulia, na Venezuela. O profissional atua há 32 anos na medicina e há 25, como professor e pós-graduação Universidade de Zulia.

O médico que aparece na gravação é Marcos Tulio Torres Finol, um especialista reconhecido no capital do estado de Zulia, Maracaibo. Ele deu uma declaração ao jornal Panorama para esclarecer o conteúdo do vídeo, que segundo ele, é forjada. A matéria completa, em espanhol, pode ser vista aqui.

O médico afirma que o vídeo foi forjado, que a técnica que foi mostrada nas imagens não é do jeito que apareceu, pois na edição, foi aumentada a velocidade com que o médico examinava o paciente. Ele não nega que fez diversos movimentos com o bebê, no pescoço, tórax e membros, mas bem mais devagar do que no vídeo.

Segundo o médico, o procedimento realizado com o bebê é aprovado por mais de 26 mil pacientes e serve para afastar problemas neurológicos na área cognitiva e psicomotora da criança, assim como identificar patologias.

Depois da repercussão do vídeo, o Ministério da Saúde de Venezuela realizou uma reunião com o médico, para saber mais sobre o procedimento. Na ocasião, o doutor Marcos expôs os motivos, de forma científica e técnica e foi compreendido pelo Ministério. O doutor Marcos ainda diz que as imagens foram feitas pelo celular da mãe da criança.

Ou seja, a acusação é falsa, as imagens são reais, porém, foram alteradas, modificando o sentido do vídeo. O vídeo trata-se de um procedimento médico, não há violência. O post é falso, assim como diversos outros boatos que envolvem médicos cubanos, como Governo proíbe Doze anos de Escravidão em cidades com Mais Médicos, Médicos cubanos vão ter que usar tornozeleiras eletrônicas e Médica cubana faz diagnóstico de virose bacteriana no Amapá. Pelo jeito, não vão deixar os médicos cubanos em paz e livres de boatos tão cedo.

PS: esse artigo foi uma sugestão do leitor Alessandro Cyrino. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook.  

One thought on “Pediatra cubano maltrata bebê em hospital na Venezuela #boato

  • 12/07/2014 em 23:49
    Permalink

    Bom, tudo bem o médico não é cubano, mas é um animal, li a matéria do jornal Panorama da Venezuela, e sério não me convenceu, tanto porque o mais sensato seria publicar o vídeo bruto sem edição. isso não é boato é polemico e as explicações não são convincentes o respaldo na matéria do jornal nada mais é que o nojento corporativismo médico nas cagadas.

Fechado para comentários.