Pauta da Globo para Covid é revelada por apresentador demitido #boato

Boato – Um apresentador demitido da Globo revelou a pauta sinistra da emissora para cobertura da pandemia da Covid-19. Orientação de documento é dar ênfase às mortes e culpar o governo.

Prestes a enfrentar uma CPI que apura responsabilidades na pandemia da Covid-19, o governo tem tentado fazer com que a culpa pelo desastre sanitário que o Brasil está enfrentando não recaia na figura do presidente Jair Bolsonaro. Neste sentido, um suposto documento começou a circular na internet.

De acordo com mensagem que circula online, um “apresentador demitido” da Globo teria revelado a pauta da emissora para cobertura da Covid-19. Dentre as orientações estão usar 80% dos jornais na pandemia, não falar sobre outras doenças, destacar os gráficos de mortes e nunca de recuperados, desacreditar “remédios de prevenção” da doença, focar nas mortes e fazer minutos de silêncio, não culpar governadores e prefeitos, falar dos problemas nos leitos de UTIs e oxigênio e não dar espaço ao governo para “se defender”.

O documento é acompanhado da seguinte mensagem: “Vazou… Apresentador demitido pela Globolixo distribui a sinistra pauta da Covid 19. Vamos compartilhar nos grupos para todos saibam como esses facínoras agem”. Leia o conteúdo que circula online:

Confira o desmentido em vídeo:

Redeglobo 04.20 INTERCHEFIAS PAUTA PARA COVID – REDE GLOBO 2020 1 – Utilizar 80% do tempo dos jornais e noticiários somente com a temática da COVID 19; 2 – Proibido mencionar outros tipos de doenças e mortes, somente aquelas provocadas pela Covid; 3 – Enfatizar e destacar, com gráficos estatísticos, o número de pessoas mortas ou contaminadas diariamente e o total acumulado; 4 – Nunca comentar ou divulgar o número de pessoas recuperadas; 5 – Desacreditar o uso de procedimentos médicos e kits de remédios destinados à prevenção da doença.

6 – Entrevistar, diariamente, as pessoas recuperadas e as pessoas que perderam familiares e fazer minutos de silêncio, estampando por trás o número de mortos; 7 – Não envolver os governadores e prefeitos nas discussões sobre as operações de combate ao Covid nos Estados e Municípios, somente o presidente da república, o ministro da saúde e a ANVISA 8 – Destacar a falta de leitos e UTIs, a falta de oxigênio, a falta de remédios e kits para intubação, colocando sempre a responsabilidade no presidente da republica e no ministro da saúde:

9 – Mostrar as filas para vacinação e a lentidão do processo de aquisição e distribuição de vacinas, responsabilizando sempre o presidente da república e o ministério da saúde, 10 – Não dar espaço para autoridades, servidores ou pesquisadores que defendam a politica de combate ao Covid implementada pelo governo bolsonarista NOTA: Esta Diretoria acompanhará os respectivos editores, apresentadores e jornalistas com vista ao fiel cumprimenta desta pauta e adotará, no caso de descumprimento, as medidas cabíveis Editor-Chefe Cláudio Marques

Pauta sinistra da Globo para Covid foi revelada por apresentador demitido?

A história circulou com muita força na internet e deixou, inclusive bolsonaristas revoltados com a suposta injustiça que o presidente estaria sofrendo. Porém, nem o documento é real tampouco é possível ver que a emissora (e outros veículos de mídia) está cobrindo a pandemia apenas para prejudicar Bolsonaro.

Não é de hoje que simpatizantes do presidente apresentam ilações contra a mídia colocando Bolsonaro como um injustiçado. Falando no âmbito da pandemia, é possível dizer que errado está o veículo de mídia (sim, há alguns deles) que fecha os olhos para cobertura da pandemia e dos erros do governo e de bolsonaristas. Imagina só se o Boatos.org deixasse, por exemplo, de falar sobre as mentiras espalhadas sobre a Covid-19? Pode ter certeza que estaríamos em um caos informativo pior no que o de hoje.

Analisando o que está no documento e as ações dos jornais da TV Globo, podemos ver algumas contradições. Resolvemos colocar os cálculos na “ponta do lápis”. Vamos usar como base o Jornal Nacional do dia 23 de abril de 2021. De acordo com o site do programa, a edição teve 20 vídeos (entre reportagens e notas lidas por apresentadores). Desses, 7 estavam relacionados de forma direta ou indireta à pandemia. Ou seja, 35% (e não 80%) das reportagens. Bem menos do que a “cota”.

É possível ver vídeos falando de outras doenças (como o câncer no prefeito de São Paulo) ou causas de morte (como de policiais mortos) e denúncias de desvios em cidades (como em uma ação da PF em Embu das Artes e Itapecerica da Serra). Ou seja: a orientação não está sendo “vista na prática”.

Há reclamações sobre coisas que devem, sim, ser pautadas na pandemia. É preciso, sim, enfatizar a informação de casos, mortes, colapso no serviço de saúde e falta de medicamentos. É duro, mas não se pode silenciar quanto a isso. Falar sobre “número de recuperados” (o que é ridículo porque o número de recuperados está ligado diretamente número de casos e, consequentemente, controle da pandemia) ou de “tratamentos bolsonaristas” (como chamado “tratamento precoce”) seria maquiar a realidade ou desinformar.

Há, ainda algumas contradições no suposto documento. Como é possível ver, o documento seria relativo ao ano de 2020 e seria do dia 20/04. Porém, os “minutos de silêncio”, problemas com oxigênio e kit intubação só surgiram depois. Será que o documento previa o futuro?

Há ainda um problema com a “logo da Globo” no documento. A identidade visual da emissora utilizada no documento é, de acordo com essa linha do tempo, a utilizada em 2008. De lá para cá, a logo passou por duas modificações (em 2014 e 2020). Ou seja: sequer a logo correta está no “documento”.

Por fim, a mensagem não apresenta nenhuma prova de que o documento seja verdadeiro. Quando falamos em “apresentadores da Globo” falamos de pessoas públicas e conhecidas. E aí só falta um detalhe: qual foi o apresentador demitido que teria vazado o tal documento? E se ele o fizesse? Não seria por WhatsApp, né (com certeza faria uma revelação pública para fazer um “barulho”).

Resumindo: a história que aponta que um apresentador vazou a pauta “sinistra” da Globo na cobertura da Covid-19 é falsa. Além de o documento não refletir completamente a cobertura da emissora (e da mídia em geral) sobre a pandemia, há contradições que revelam que o documento e seu vazamento não são legítimos.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet