OMS aprova e dá certificado de excelência à vacina cubana Soberana (Sovereign) #boato

Boato – A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou e deu certificado de excelência à vacina cubana Soberana 2 (Sovereign 2).

Com o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, em janeiro deste ano, muitas teorias conspiratórias começaram a circular as redes sociais colocando dúvidas nos internautas em relação à tecnologia, eficácia e efeitos colaterais de cada vacina. E, é claro, várias informações que estão sendo espalhadas não passam de boatos para enganar os mais desinformados.

Uma publicação que está rodando os quatro cantos da web nos últimos dias, principalmente no Facebook, dá conta de que a Organização Mundial da Saúde (OMS) teria aprovado e emitido certificado de excelência à vacina cubana Soberana (Sovereign 2).

De acordo com a postagem, o imunizante seria o primeiro da América Latina a passar na fase 2 dos testes clínicos e, diferente das demais vacinas, teria a vantagem de poder ser aplicado também em crianças. Confira, a seguir, o texto original da publicação que está sendo espalhada nas redes sociais:

AVISO IMPORTANTE . A OMS acaba de atribuir categoria de excelência à vacina cubana contra o coronavírus Sovereign 2 “, que, (serve até para uso pediátrico, algo que nenhuma vacina atual conseguiu) “O Sovereign 2 foi desenvolvido em Cuba, é a primeira vacina latino-americana contra o coronavírus e após os testes de fase III estaria pronta em maio”. O Cuban Sovereign 02 começou a correr no continente. Está na seleta lista de vacinas da Organização Mundial da Saúde (OMS), é a primeira elaborada na América Latina que passou na fase 2 dos ensaios clínicos e tem uma vantagem distinta: (pode ser aplicada na população pediátrica) […]

OMS aprovou e deu certificado de excelência à vacina cubana Soberana (Sovereign)?

A história que aponta para a aprovação da vacina cubana e o uso em crianças viralizou rapidamente, rendendo compartilhamentos e comentários elogiosos ao governo de Cuba no Facebook. No entanto, não é verdade que a vacina em questão foi aprovada pela OMS (pelo menos por enquanto).

Para começo de conversa, é fato de que a vacina Soberana está na terceira fase dos testes clínicos (a última antes da aprovação) – e não na segunda, como aponta o boato – e tem resultados promissores, sendo a primeira latino-americana a chegar tão longe. A testagem vai acontecer no Irã, nos próximos dias, e envolverá 24 mil voluntários de sete províncias do norte, centro e sul do país.

Porém, a vacina não foi aprovada pela OMS e, tampouco, recebeu a categoria excelência. Apesar de estar listada no site oficial da Organização Mundial de Saúde, ainda não chegou sequer à primeira fase de submissão. Consta na plataforma a seguinte informação “EOI accepted – In discussion on submission strategy and timelines”, que significa “Em discussão sobre estratégia de envio e cronogramas”. Ou seja, a fabricante ainda está vendo estratégias para pré-qualificar a vacina.

Para você entender melhor, a apresentação EOI é aberta às vacinas candidatas em ensaios clínicos de fases IIB/III, que devem ser submetidas para avaliação por uma autoridade reguladora nacional nos próximos seis meses. Além disso, de acordo com o site da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), as vacinas aprovadas e autorizadas pela OMS, até agora, são essas:

  • Vacina contra a COVID-19 mRNA – COMIRNATY® (Pfizerz/BioNTech)
  • AstraZeneca/SKBio – vacina contra a COVID-19 (ChAdOx1-S [recombinant])
  • Serum Institute of India Pvt Ltd – vacina contra a COVID-19 (ChAdOx1-S [recombinant]) – COVISHIELD™
  • Janssen–Cilag International NV (Belgium) vacina contra a COVID-19 (Ad26.COV2-S [recombinant])

Também é verdade que a vacina Soberana está sendo testada para uso pediátrico. No entanto, diferente do que diz o nosso fake desmentido de hoje, não é a única. Além do imunizante cubano, a vacina contra Covid-19 da farmacêutica Moderna também iniciou a fase 2/3 dos testes clínicos em crianças no mês passado e a Pfizer/BioNTech lançou ensaio clínico para testar a vacina pediátrica em voluntários a partir dos seis meses de idade. Vale apontar que “ser testada” não significa que é eficaz.

Resumindo: A publicação que dá conta de que a OMS aprovou e deu certificado de excelência para a vacina cubana Soberana 2 (Sovereign 2) não é verdadeira. O imunizante, apesar de realmente estar na última fase dos testes clínicos com resultados promissores e ter a possibilidade de ser aplicada em crianças, ainda não foi aprovada pela agência e tampouco recebeu certificado de excelência. No site da OMS, ela ainda consta como candidata à pré-qualificação.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3tP2fIR
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/38hcBcy