Moeda gruda no braço de quem tomou vacina contra Covid-19 #boato

Boato – Vacina contra Covid-19 é magnética, tem chumbo, microchip, nanopartículas e faz com que moedas grudem no braço de vacinados.

Nos últimos meses, a maior esperança dos brasileiros tem sido a vacina contra a Covid-19. Mas se engana quem pensa que a vacinação irá resolver todos os problemas da pandemia. Isso porque as fake news sobre a vacina tem incentivado muita gente a não se vacinar.

Depois de semanas sem muitas informações falsas sobre os imunizantes contra a Covid-19, parece que os disseminadores de fake news resolveram voltar com tudo. E de acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, as vacinas estariam causando problemas com magnetismo.

Segundo vídeos que estão sendo compartilhados por aí, pessoas que tomaram o imunizante contra a Covid-19 estariam apresentando um campo magnético ao redor do local da vacina. A prova ficaria por conta de inúmeras moedas que ficariam grudadas no braço das pessoas. E ainda de acordo com a história, as explicações seriam diversas: a presença de chumbo na vacina, imunizantes feitos com líquido magnético, a presença de nanopartículas nas vacinas etc. Confira:

Confira o desmentido em vídeo:

Versão 1: “Parece que tem gente achando que são fake… Magnetismo no local das vacinas. Até a Coronavac!”. Versão 2: “Vacinas magnéticas? Experimente em casa com um imã do frigorífico agora e fácil saber quem é tóxico…!”. Versão 3: “estranho efeito com imã no braço após vacina. Serão as nanopartículas?”.

Moeda gruda no braço de quem tomou vacina contra Covid-19?

A informação caiu como uma bomba nas redes sociais, em especial, no Facebook e no WhatsApp, e deixou muita gente preocupada. Apesar disso, a história não passa de balela e a explicação fica por conta dos componentes da vacina e de outras brincadeiras que já usaram o mesmo método.

Como já falamos anteriormente, informações falsas sobre as vacinas se tornaram uma constante na internet. A equipe do Boatos.org já desmentiu inúmeras delas, inclusive, informações usadas como justificativa na história de hoje.

Por exemplo, a que dizia que as vacinas contra a Covid-19 alteram o DNA e controlam as pessoas pelo 5G por meio de nanopartículas. Também a que indicava que uma foto mostraria o nanochip 5G que viria nas vacinas da China contra a Covid-19 e, por fim, a que apontava que Bill Gates teria afirmado que a vacina teria a enzima luciferase.

Pois bem, resolvemos procurar por mais informações sobre o assunto e descobrimos que nenhum dos materiais citados na história seriam capazes de atrair metais ou ligas metálicas (o que deixa a tese um tanto quanto absurda).

Além disso, também descobrimos que o mesmo boato se espalhou em outros países e, inclusive, virou um desafio chamado “magnet challenge”. Nele, pessoas vacinadas foram desafiadas a grudar um ímã no local da aplicação da vacina.

Entretanto, a história também foi desmentida lá na gringa. De acordo com o serviço de fact-checking Snopes, as vacinas não contêm nenhum tipo de nanopartícula ou líquido magnético em sua composição. Já segundo o site de checagem Fact-Check, as redes sociais onde os vídeos foram compartilhados acabaram sendo excluídos sob a alegação de conteúdo falso. O serviço de fact-checking Full Fact escutou um especialista que afirmou não ser possível que uma vacina transforme pessoas em campos magnéticos. O especialista chegou a comparar a situação com a ingestão de alimentos (não é só porque as pessoas comem alimentos com determinadas substâncias que se transformam em campos magnéticos ambulantes).

Por fim, encontramos duas explicações para o que ocorreu: uma fraude (utilizando uma substância que ajude a moeda a grudar, como saliva ou suor) ou apenas a compressão da moeda sobre a pele. Aqui no Boatos.org testamos a teoria do suor e tcharãn… Ela funcionou perfeitamente bem. Confira no vídeo:

Já a tese da compressão da moeda é explicada pelo físico Paulo Artaxo Netto. Em outra brincadeira que circulou na internet, pessoas estavam grudando moedas e outros objetos na testa. Na ocasião, o físico explicou que a pele é elástica. Dessa forma, ao comprimir um objeto contra a pele, ela cede e prende o objeto por segundos ou minutos.

Em resumo: a história que diz que moedas grudam no local da aplicação da vacina contra a Covid-19, porque elas contêm substância que atrai metais é falsa! Ao pesquisar sobre a informação, encontramos diversos desmentidos em serviços de fact-checking internacionais. Ao analisar as substâncias presentes nas vacinas, não encontramos nenhuma que possa atrair metais ou ligas metálicas. Além disso, encontramos as possíveis soluções para a história: o uso de saliva ou suor para ajudar a moeda a ficar grudada ou a simples compressão do objeto sobre a pele (que é elástica e cede, fazendo a moeda ou o ímã grudar por segundos ou minutos). Ou seja, a história não passa de balela e não tem nada a ver com a vacina.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3aIzl5T
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3w3sv3d
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3wa3LY1