Consumir alimentos de microondas faz mal à saúde #boato

Boato – Ao esquentar uma comida no microondas, os nutrientes do alimento se perdem e são criados compostos radiolíticos, elementos que não podem ser encontrados na natureza.

O forno microondas é uma das maiores vítimas dos mitos que circulam dentro e fora da internet. Periodicamente, alguns textos falando dos males do alimento circulam pela web. Um desses textos, que pode ser lido na íntegra aqui, alerta sobre os perigos que estaríamos passando ao consumir alimentos esquentados em fornos microondas.

De acordo com o texto, que circula principalmente em blogs, um dos grandes problemas do microondas é que ele “corrompe” o DNA dos alimentos e acaba fazendo com que o corpo não reconheça as substâncias que a pessoa consome. Essa nova substância seria chamada de “compostos radiolíticos”. Para se proteger, o corpo transformaria o alimento em gordura.

O texto também cita alguns estudos que falam dos males do microondas como o do suíço Hans Hertel e da Universidade de Stanford. O texto ainda conta que um processo aberto depois da morte de um paciente que recebeu sangue esquentado no forno microondas e que o aparelho havia sido proibido na Rússia.

Por fim, o texto mostra uma experiência feita com duas plantas. Uma delas foi regada com água fervida no microondas e outra com água sem ser fervida. Em nove dias, a planta regada com água fervida morreu enquanto a outra estava saudável.

Ok. Agora vamos separar o que é fato e mito no gigantesco texto descrito. Realmente houve um estudo do professor Hertel acerca do microondas. Porém, o estudo nunca chegou a ser publicado tampouco goza de prestígio na comunidade científica. É isso que aponta este texto.

Também é fato que a antiga União Soviética baniu o microondas. Mas vale lembrar que isso foi feito no período da Guerra Fria e que o microondas é um “artefato feito no ocidente”.

Já em relação à questão da água aquecida e as plantas. Este texto do Snopes mostra outras experiências de plantas regadas com água aquecida no microondas em que nenhuma morre.

Em relação à teoria de que o DNA é corrompido pelo microondas: ela também é derrubada em uma rápida pesquisa na internet. Este texto da Universia mostra que não há modificação de DNA em comidas aquecidas. Até existe certa perda de nutrientes, mas isso acontece com todos os tipos de comidas aquecidas.

Esta outra matéria do Hyperscience mostra inclusive que comida de microondas perde menos nutrientes do que alimentos cozidos em panela de pressão.  Sendo assim, chegamos à conclusão de grande parte do que é descrito no texto não passa de mito. O problema está muito mais no que você come do que qual a forma que foi feita.

Este texto foi sugerido pela leitora Elza Augusta. Para sugerir um texto para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo Facebook ou pelo site. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet