Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > Ministro da Saúde da Itália não está sendo investigado por mortes por conta da vacina contra Covid-19

Ministro da Saúde da Itália não está sendo investigado por mortes por conta da vacina contra Covid-19

Ministro da Saúde da Itália está sendo investigado por causa de mortes por conta da vacina contra Covid-19, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Mortes causadas por vacina contra Covid-19 levaram à investigação do ministro da Saúde da Itália

Análise

A Covid-19 assombrou o mundo todo entre 2020 e 2022. E deixou de ser um grande problema com a chegada das vacinas contra a doença. Apesar disso, em 2023, observamos um aumento de casos e, inclusive, internações por conta da Covid-19 e isso se deve, principalmente, pela falta de vacinação.

E se isso não bastasse, as fake news sobre a situação ainda seguem sendo compartilhadas. De acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o ministro de Saúde da Itália estaria sendo investigado por ordenar a ocultação de mortes e efeitos adversos graves por conta da vacina contra Covid-19. Confira:

Vídeo: é falso que Sadia esteja dando prêmios para quem compartilhar no WhatsApp

Versão 1: “Itália. Ministro da Saúde italiano sob investigação por assassinato por ocultação de mortes por vacina COVID-19. “Ele sabia que os tiros estavam matando pessoas e deu ordens às autoridades de saúde locais para ocultar mortes e efeitos colaterais graves”. Versão 2: “O Ministro da Saúde italiano deu ordens para ocultar as mortes por vacinação. Agora sob investigação por assassinato”. Versão 3: Olha Só a BOMBA QUE ESTA CHEGANDO NO BRASIL E QUE VAI CHEGAR NO RESTO DO MUNDO. ELE SEMPRE ESTEVE CERTO! Está chegando o inferno na Itália e Grã-Bretanha. Descobriram toda a farsa do C19, e agora vão milhares para a cadeia. Estão fazendo o que podem para evitar essa CPI da verdade do comitê com direito a mandar para a cadeia. Esperemos que agora a verdade prevaleça. Diante de tal barbaridade é necessária a volta da pena de morte para os envolvidos nessa chacina, inclusive da Mídia cúmplice, esse lixo das TVs brasileiras no Brasil. Que deveriam se espelhar nesta verdadeira jornalista que mostra ao mundo este verdadeiro genocídio. Preste atenção, TODAS AS TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO estão se tornando realidade. TODAS são verdades que o governo mundial quis esconder de você, de Todos nós! 

Não demorou muito para a história se espalhar pelas redes sociais, em especial, no Facebook e deixar muita gente assustada. Apesar disso, a história apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, a falta de fontes confiáveis e a ausência de notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis.

A partir daí, vamos te responder em três etapas o motivo para não acreditar nessa história: 1) É verdade que o ministro da Saúde da Itália está sendo investigado por mortes por conta da vacinação? 2) O que ocorreu para falarem que o ministro da Saúde da Itália está sendo investigado por conta das mortes das vacinas? 3) A vacina contra a Covid-19 causa morte em massa como defendem os antivax?

Checagem

É verdade que o ministro da Saúde da Itália está sendo investigado por mortes por conta da vacinação?

Não. O homem citado na história é Roberto Speranza. Ele é um político italiano e foi ministro da Saúde da Itália do dia 5 de setembro de 2019 até o dia 22 de outubro de 2022. Porém, ele não está sendo investigado.

O que ocorreu para falarem que o ministro da Saúde da Itália está sendo investigado por conta das mortes das vacinas?

Não. Essa história começou a circular em dezembro de 2023, quando veículos de comunicação supostamente tiveram acesso à parte de um documento que mostraria que Roberto Speranza teria sido incluído na lista de suspeitos do Ministério Público de Roma, na Itália. Entretanto, ninguém confirmou a veracidade do documento. Além disso, a história se originou de notícias publicadas em veículos de comunicação sensacionalistas ou ultra conservadores. O site de fact-checking Lead Stories desmentiu toda a história.

Posteriormente, outros veículos de comunicação relataram que a ação de incluir alguém na lista de suspeitos do Ministério Público não significava que o instituição de Justiça teria decidido processar Speranza ou que uma investigação já tivesse sido iniciada. No dia 23 de novembro de 2023, um veículo de comunicação italiano informou que, apesar da denúncia, o Ministério Público teria decidido não prosseguir com a investigação. No mesmo dia, a RAI, emissora pública italiana, publicou uma matéria onde informava que o tribunal de ministros do Ministério Público ainda teria que tomar uma decisão sobre o caso, dentro de 90 dias. E essa decisão ainda não foi tomada ou divulgada.

A vacina contra a Covid-19 causa morte em massa como defendem os antivax?

Definitivamente não. Depois de tantos anos tomando a vacina da Covid-19, podemos concluir com certeza que os imunizantes não causam problemas de saúde, como apontam grupos antivacina. O único objetivo desses grupos é fazer com que você não tome a vacina e fique vulnerável ao vírus, podendo desenvolver complicações por conta da doença, ser internado e até morrer. Grupos antivacina apenas divulgam teorias da conspiração e não se baseiam em dados científicos. O objetivo é causar pânico e medo.

Conclusão

Boato sem comprovação 👎

O ministro da Saúde da Itália não está sendo investigado (pelo menos por enquanto) por mandar ocultar as mortes ocasionadas pela vacina contra Covid-19. Essa história surgiu a partir de informações mal checadas e veículos de mídia sensacionalistas, endossados por grupos antivacina. A denúncia chegou a ser feita e o nome de Roberto Speranza, ex-ministro da Saúde, chegou a ser incluído na lista de suspeitos do Ministério Público (por causa da denúncia), mas o tribunal de ministros decidiu não dar prosseguimento às investigações. Ainda falta que a decisão seja tomada formalmente e publicada. Até o momento, o Ministério Público ainda não divulgou formalmente seu parecer.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610)