Médico militar descobre a cura do câncer, a fosfoetanolamina, mas é boicotado #boato

Boato – Dr. Renato Menegelo criou pílula do câncer, a fosfoetanolamina, mas foi impedido de fabricar e foi preso por medicar pacientes. Médico militar fez apelo ao povo brasileiro.

A cada ano, o câncer mata cerca de 8,8 milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Não é à toa que a ciência se concentra no desafio de chegar a sua cura. Apesar dos esforços, ainda não temos a fórmula perfeita que nos livre do câncer.

Ou temos? Nós últimos dias, uma história sobre o câncer que tem voltado a circular na internet anunciou a cura da doença. O responsável pela fosfoetanolamina (pílula do câncer) seria o médico militar Renato Menegelo. De acordo com o texto, a medicação de baixo custo foi proibida de ser fabricada e comercializada e, por isso, o médico militar estaria fazendo um apelo para a aprovação do medicamento. Há versões que apontam que o médico foi “preso por continuar fornecendo a medicação aos seus pacientes”. Confira trechos das publicações:

Versão 1: Renato Menegelo é Segundo Tenente da reserva do Exército Brasileiro. O médico militar que descobriu a fosfietalonamina é especialista em oncologia, cardioligia e nevrologia. Pesquisa a fosfoetalomina há dezessete anos e luta pelo direito de participar dostestes de aprovação do medicamento pela ANVISA. Tem encontrado resistência por parte da indústria farmacêutica provavelmente por não ser uma proposta lucrativa. […]

Versão 2: ESSE MÉDICO, DR. RENATO MENEGUELO, É O CRIADOR DA FOSFOETALONAMINA, A PÍLULA DO CÂNCER. ATRAVÉS DESSA MEDICAÇÃO, DE CUSTO MUITO BAIXO, PESSOAS FORAM CURADAS E OUTRAS ESTAVAM EM PROCESSO DE CURA, MAS ELE FOI IMPEDIDO DE FABRICAR E DE MEDICAR AS PESSOAS, PQ SE RECUSOU SE VENDER A EMPRESAS FARMACÊUTICAS, E FOI ATÉ PRESO POR CONTINUAR FORNECENDO A MEDICAÇÃO AOS SEUS PACIENTES QUE APRESENTAVAM MELHORAS SIGNIFICATIVAS… VEJAM OS VÍDEOS, CONHEÇAM ESSE BOM HOMEM, QUE TRATAVA DE GRAÇA AS PESSOAS E ESTÁ SENDO IMPEDIDO DE CONTINUAR E PIOR, ESTAM BOICOTANDO O SEU TRABALHO! QUEM TIVER DEUS EM SEU CORAÇÃO, COMPARTILHE COM TODOS OS SEUS CONTATOS E GRUPOS, E VAMOS JUNTOS AJUDAR A LIBERAR A CURA DO CÂNCER!!!! DEUS ACIMA DE TODOS!!!

Médico militar descobre a cura do câncer, fosfoetanolamina, e é boicotado?

Mas e aí, o médico militar descobriu mesmo a cura do câncer e foi boicotado? A resposta é não. Sem rodeios, a suposta “pílula do câncer” não passa de mais um boato sobre a cura da doença. Entenda os porquês.

O próprio texto denuncia a farsa pois, além de seguir as características básicas de boatos (vaga, alarmista, sem fontes confiáveis, com erros de português e pedidos de compartilhamento), apresenta diversas informações equivocadas (isso sem contar com a cura do câncer). A primeira delas é dizer que Renato Menegelo é militar. Renato Meneguelo (esse é o nome certo) é um médico que, de fato, fez parte da equipe de pesquisa sobre a “pílula do câncer”. Porém, ele não é tenente (como aponta a mensagem) e nem a pessoa da imagem que está viralizando. A imagem do suposto médico militar, na verdade, é do coronel da Polícia Militar de Minas Gerais Márcio Martins Sant’Ana.

Outro ponto: ao contrário do que aponta a mensagem, ele não é o “inventor da pílula do câncer”. As pesquisas começaram com o químico Gilberto Chierice, que distribuiu a substância no Instituto de Química de São Carlos (IQSC-USP) como tratamento de câncer. Na época, o próprio IQSC se pronunciou sobre o assunto e explicou que a substância foi estudada de forma independente pelo químico e que Chierice não fazia mais parte do Grupo de Química Analítica e Tecnologia de Polímeros.

Tempos depois, o médico e o biólogo Marcos Vinícius de Almeida, que faziam parte do grupo de pesquisa, romperam com o químico. A partir daí, a fosfoetanolamina sintética começou a ser comercializada como um suplemento alimentar fora do país.

Agora, a cereja do bolo: a cura do câncer não foi descoberta. Isso mesmo! Apesar da repercussão do caso, a fosfoetanolamina sintética não teve a eficácia comprovada.  Em 2017, o Icesp informou que não foram apontadas evidências científicas da eficácia da substância no combate ao câncer. Nesta matéria, o próprio Meneguelo disse que não buscava uma pílula que curava o câncer e sim um remédio que melhorasse a qualidade de vida de quem tem a doença.

Resumindo: apesar de a publicação dar informações sobre o médico e sobre a fosfoetanolamina, não há comprovação de que a substância cure o câncer (pelo menos por enquanto). Ou seja, a história de que um médico militar descobriu a cura do câncer e é boicotado não passa de #boato.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

4 comentários em “Médico militar descobre a cura do câncer, a fosfoetanolamina, mas é boicotado #boato

  • 15/12/2018 em 20:11
    Permalink

    Esse boatos.org tá cada vez pior. A “fosfo” ainda não tem “eficácia comprovada” para a Anvisa, por pura pressão da indústria. Mas a eficácia já está mais que comprovada para portadores de câncer que fizeram seu uso. Isto já foi demonstrado em comissões especiais do Senado Federal e tá no Youtube para todos verem.

  • 28/11/2018 em 21:35
    Permalink

    Como se explica porque o médico citado, suposta vítima, não desmentiu o boato?
    Eu no lugar dele imediatamente desmentiria o boato.
    Como posso saber se vocês estão realmente contando a verdade? Não estão sendo pago para desmentir. Complicado não?

  • 27/11/2018 em 11:01
    Permalink

    Pode ser até boato esse vídeo, mas o meu tio toma esse suplemento a dois meses e melhorou mto.
    Duas semanas após o uso parou de tomar remédio para dor, ele estava prostrado , não queria mais levantar, mto fraco.
    Acho que deveria ser feito os testes sim.
    O paciente tem uma melhora de qualidade de vida vem expressiva.

Fechado para comentários.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)