Máscaras da China compradas por Mandetta estão contaminadas com coronavírus #boato

Boato – As milhões de máscaras compradas da China pela gestão de Luiz Henrique Mandetta no Ministério da Saúde estão contaminadas com o novo coronavírus. Trata-se de uma estratégia de contaminação em massa para prejudicar Bolsonaro.

Em meio ao aumento diário de casos da Covid-19 no Brasil, as autoridades têm tentado diversas estratégias para diminuir a onda de infecção no Brasil. Medidas de isolamento social, reforço dos serviços médicos, busca de uma cura e compra de equipamentos de proteção estão entre essas medidas. O grande problema é que tem gente que parece que está jogando contra.

O último dos “gols contra” dá conta de denúncias contra as máscaras que estão sendo enviadas da China (se você não sabe, o Ministério da Saúde comprou 240 milhões de máscaras da China no início do mês, ainda na gestão Mandetta). De acordo com textos e um áudio dos mais suspeitos, as máscaras que estão vindo da China estão contaminadas com o novo coronavírus. O objetivo seria aumentar o número de casos no Brasil e prejudicar Bolsonaro. Leia a mensagem que circula online:

Confira o desmentido em vídeo

Versão 1: Não aceitem máscaras, luvas nada de procedência chinesa, estão vindo contaminadas para Bolsonaro ser culpado da pandemia ter se espalhado, Mandetta sábia que iria ser mandado em bora mandou vir da China 40 vôos com ,máscaras, luvas, remédios e equipamentos . Fiquem atentos. Versão 2: Fiquei preocupada agora recebi um áudio, que as máscaras que estão vindo da China estão contaminada!! Versão 3: TODAS AS MÁSCARAS VINDA DA CHINA CONTAMINADA ESTRATÉGIA PARA CONTAMINAÇÃO EM MASSA.

Transcrição do áudio: Atenção atenção Hoje dia 8 de Abril de 2020. Estou gravando esse áudio para alertar todos vocêsa. Façam com que esse áudio chega a milhões de pessoas gente. Veja bem de onde foi que surgiu o coronavirus. Foi na China, não foi? Da China que está partindo esse maior inferno do coronavirus. É lá onde eles comem Morcego, come tudo quanto é porcaria e vocês vejam bem, a estratégia que eles arrumaram para esparramar o coronavirus no mundo inteiro.

Estão exportando milhões e milhões de máscaras e em muitas daquelas máscaras, o vírus está vindo delas. Avisam as pessoas enviem este áudio para quem você puder. É um alerta. Vejam bem o coronavirus surgiu lá na China seria o novo coronavirus eles estão exportando mandando milhões e milhões de máscaras para todo mundo e muitas daquelas máscaras já estão contaminadas com coronavirus para esparramar epidemia no mundo todo, para dizer tá vendo a gente não disse para vocês ficar em casa.

As pessoas dentro de casa vai receber a máscara e vai ficar contaminada com coronavirus está OK? Eu sou cantor e compositor e estudante de medicina Rodrigues Filho. Isso aqui é um alerta para todos vocês eu não uso máscara que vem da China e você não deixa a sua família usada por que muitas dessas máscaras estão contaminadas com coronavirus, ok? Manda esse áudio para que você puder tá dado o recado.

Máscaras da China compradas por Mandetta estão contaminadas com coronavírus?

Muita gente saiu compartilhando a mensagem com o áudio e fazendo comentários contra “os chineses”. Mas será mesmo que as máscaras da China compradas pelo ministro Luiz Henrique Mandetta estão contaminadas com o novo coronavírus? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

As mensagens, por si só, já nos deixam desconfiados. Isso porque ela tem algumas das principais características de boatos online como ser vaga, alarmista, com erros de português, pedido de compartilhamento e sem citar fontes confiáveis. Ou seja, tem o pacote completo de uma fake news.

Como é possível perceber, a acusação contida nas mensagens são gravíssimas. Afinal, o envio de milhões de máscaras contaminadas seria o equivalente a um atentado terrorista. Porém, sabe quantas provas são apresentadas nas acusações? Zero (como você deve saber, o ônus da prova é de quem acusa).

Mais do que não haver provas, a tese em questão não tem lógica. Vamos fazer alguns questionamentos. 1) Por que o Ministério da Saúde iria querer importar máscaras contaminadas se muito da culpa por mortes recairia sobre o próprio Ministério? 2) Por que a China iria fazer isso? Só para “atacar Bolsonaro”? Será que Bolsonaro é tão relevante assim mundialmente? Ou será que ele só é importante para os “fãs”, chamados “carinhosamente” de “gado”? 3) Como que a China conseguiria “infectar as máscaras” sem que os próprios chineses fossem infectados? 4) Como que a trama “ficou em segredo” e só foi revelado por um áudio no WhatsApp?

E há uma quinta questão que derruba de vez a tese. Mesmo que as máscaras estivessem contaminadas em uma “grande trama quase secreta” para derrubar Bolsonaro, o coronavírus não conseguiria sobreviver o tempo de transporte e entrega para a população. Além disso, as máscaras não estão destinadas para entrega para a “população”. Elas estão destinadas a profissionais da saúde.

Vale dizer mais duas coisas. A primeira é que não faz muitos dias que tivemos que desmentir uma história muito parecida com essa (na ocasião, as máscaras “contaminadas” teriam vindo do Japão). A segunda é que a tese já foi desmentida por outros sites de fact-checking, como o do Projeto Comprova.

Ao Comprova, um médico classificou a tese de que máscaras poderiam vir contaminadas como “bobagem”. O site também entrou em contato com o autor do áudio, que disse que a “fonte era ele mesmo”. Ou seja: o cara inventou a balela “do nada”.

Resumindo: a história que aponta que máscaras compradas pelo Ministério da Saúde na gestão Mandetta estão vindo contaminadas da China é falsa. Não passa de mais um boato bizarro que circula durante a pandemia de Covid-19 no mundo.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2yOF9Hf

Confira também: 11 fake news sobre a China que circularam na web em 2020

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet