Informação de que Kit Kat é feito de óleo de palma é desatualizada

Greenpeace fez campanha contra a Nestlé em 2010
Greenpeace fez campanha contra a Nestlé em 2010

Boato – A empresa Nestlé utiliza óleo de palma de florestas da Indonésia na fabricação do chocolate Kit Kat. O uso estaria ameaçando espécies de orangotangos da região.

A história que será apresentada hoje no Boatos.org já foi real, mas é desatualizada. Isso acontece muito na web, visto que conteúdos lançados há anos podem ter perdido a validade.

Curta também a nossa página no Facebook e não caia em boatos

Lançada em 2010, uma campanha do Greenpeace acusava a empresa Nestlé de utilizar óleo de palma de florestas da Indonésia como matéria-prima para o chocolate Kit Kat. Junto à campanha de que o Kit Kat é feito de óleo de palma, foi lançado um vídeo no qual um funcionário de uma empresa abre uma embalagem do chocolate e come um dedo de orangotango. Nas redes sociais, o seguinte texto foi descrito:

BOMBA! SAIBA DO QUE É FEITO KIT KAT , VOCÊ NUNCA MAIS VAI QUERER COMER!

Gosta de Kit Kat? Não assista o video a seguir. A iniciativa veio Greenpeace com mais uma de suas campanhas polêmicas contra alguma marca. A marca da vez é a Kit Kat, da Nestlé, que utiliza oléo de palma como matéria prima para o chocolate. O problema é para cultivar o óleo de palma as florestas da Indonésia estão sumindo, ameaçando todas as espécies da fauna e causando a extinção dos orangotangos do local. Utilizando o famoso conceito “Have a Break?” daKit Kat, o Greenpeace lançou um vídeo pra lá de bizarro, pedindo para que o mundo se informe sobre toda a situação e que a própria marca ‘dê um tempo’ para as florestas e lançaram um site sobre o assunto

A campanha fez muito sucesso na época e, em 2013, ela voltou com força para as redes sociais. A motivação foi, provavelmente o lançamento do sistema operacional Android Kit Kat. No vídeo, continua a campanha de que comer o chocolate ajuda a “matar os orangotangos”.

Apesar de realmente a Nestlé ter utilizado a matéria-prima, a empresa anunciou que parou de produzir os chocolates com qualquer produto que promova o desmatamento em 2010. O próprio Greenpeace acabou comemorando a decisão da empresa na página oficial da campanha. O compromisso da empresa com as florestas foi firmado em documento oficial em 2012.

Ou seja, o vídeo que circula por redes sociais fala de um fato que está desatualizado. Para terminar, o chamado óleo de palma citado na denúncia nada mais é do que o azeite de dendê. O alimento é muito utilizado na culinária nordestina no Brasil.

Esse texto foi uma sugestão do leitor Leonardo Rodrigues. Se você quiser sugerir artigos para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pela nossa página do Facebook. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)