Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > História que afirma que idosa brasileira, de 84 anos, teria descoberto que está grávida tem exageros

História que afirma que idosa brasileira, de 84 anos, teria descoberto que está grávida tem exageros

Idosa de 84 anos descobriu que está grávida, diz boato (Foto: Reprodução/Facebook)

Boato – Idosa brasileira, de 84 anos, de Natividade (TO) descobriu que estava grávida e surpreendeu os médicos

  Análise

Algumas histórias que estão circulando na internet causam espanto e estranheza. Exemplo disso é a história de hoje, que andou pegando muita gente de surpresa e deixando os internautas em choque.

De acordo com uma publicação que está sendo compartilhada na internet, uma idosa de 84 anos teria descoberto que estava grávida. Segundo o vídeo que acompanha a história, a idosa seria da cidade de Natividade (TO) e teria surpreendido os médicos. Confira:

Vídeo: é falso que assalto foi realizado com camiseta no retrovisor de carro

Versão 1: “IDOSA DE 84 ANOS DESCOBRE QUE ESTÁ GRÁVIDA. OLHA ISSO!”. Versão 2: “Idosa de 84 anos descobre que está grávida! comentem para a parte 2”.

A história de hoje teve um enorme engajamento, principalmente, no Tik Tok, onde apenas uma publicação tem mais de 14 mil compartilhamentos. Apesar disso, o vídeo apresenta características de fake news, como o caráter vago e alarmista (a reportagem em questão apenas suscita detalhes de que a mulher pode estar grávida, mas não fala que ela está esperando um bebê) e a falta de notícias sobre o assunto (que, com certeza, seria um escândalo).

A partir disso, separamos algumas questões para responder se essa história é verdadeira ou falsa: 1) Quem é a idosa de 84 anos que aparece no vídeo? 2) A idosa de 84 anos está grávida? 3) É possível alguém com mais de 80 anos engravidar?

Checagem

Quem é a idosa de 84 anos do vídeo?

A mulher que aparece no vídeo que acompanha a história de hoje é Joaquina Costa Leite. Ela é moradora da cidade de Natividade, interior do Tocantins, e tem 84 anos. A mulher se tornou conhecida após aparecer em um reportagem da TV Record. Joaquina foi protagonista de uma matéria do Domingo Espetacular, da TV Record, em 29 de junho de 2016.

A idosa de 84 anos está grávida?

Não exatamente. De acordo com a própria reportagem (não mostrada pela publicação), Joaquina, a mulher de 84 anos, descobriu que estava com um feto de 7 meses calcificado em seu corpo há mais de 40 anos. Segundo os especialistas, esse tipo de condição ocorre quando a gravidez acontece fora do útero. Ainda segundo eles, com o passar do meses, o bebê acaba morrendo e, se não retirado dali, o organismo acaba calcificando o corpo do feto.

Os especialistas também explicam que a condição é bastante rara e costumam acontecer em mulheres acima de 40 anos, geralmente não apresentando sintomas, o que dificulta a identificação do problema. Os médicos ainda destacam que esse tipo de condição acontece por falta de procura do médico quando o feto acaba morrendo, quando as pessoas acreditam que o próprio organismo será capaz de eliminar o feto (o que não ocorre).

É possível alguém com mais de 80 anos engravidar?

É bastante improvável, uma vez que a menopausa dificulta (e impossibilita) a gravidez de forma natural. Se já é difícil para uma mulher que está entrando na menopausa engravidar, imagine uma pessoa de 80 anos que já passou há muito tempo por essa fase. Ao procurar por mais informações na internet, descobrimos que o recorde de idade de gravidez ocorreu em 2019, na Índia. Na oportunidade, uma mulher de 74 anos deu à luz a gêmeas por meio de fertilização in vitro. Ou seja, não foi de forma natural.

Conclusão

Exagerado 🗣️

A idosa brasileira de 84 anos que aparece em um vídeo na internet não está grávida. Pelo menos, não do jeito que eu ou você imaginamos. Joaquina Costa Leite, a idosa de 84 anos, foi protagonista de uma reportagem do Domingo Espetacular, da TV Record, em 29 de junho de 2016. Na época, a mulher descobriu que estava carregando um feto calcificado dentro do seu corpo. O feto de 7 meses estava lá há mais de 40 anos. Na época, a mulher engravidou, mas acabou perdendo a criança, que estava se desenvolvendo fora do útero. Como não procurou ajuda de um médico na época, o organismo de Joaquina calcificou o feto e o manteve lá, no mesmo lugar. A condição é raríssima e ocorre quando um feto se desenvolve fora do útero, acaba morrendo e os pais não procuram ajuda especializada para remover o feto.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube https://bit.ly/3vZsrnd
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3ounmCN
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai http://bit.ly/3zGePPm