Doces da Turquia estão com comprimidos que causam paralisia #boato

Boato – Vídeo mostra que doces da marca Luppo, sabor Coconut, que são fabricados na Turquia, possuem comprimidos que causam paralisia.

Nos dias de hoje, saber a procedência do que se está comendo é muito importante, especialmente para a saúde. Seja para sabermos se a comida é de qualidade, seja para sabermos o que, de fato, é colocado na comida.

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org
Siga o Boatos.org no Twitter:

Se inscreva no nosso canal no Youtube

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/33KpUO3

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Entretanto, algumas pessoas costumam fazer alarde sobre determinadas comidas e sua procedência e acabam assustando outras tantas. Recentemente, o Boatos.org desmentiu uma história que andava causando espanto entre os internautas. Segundo o caso, uma seita satânica e bruxas estariam distribuindo doces envenenados a crianças.

E a história de hoje não poderia ser diferente. Um vídeo está aterrorizando diversas pessoas. O motivo? Doces envenenados. As imagens mostram uma pessoa abrindo uma embalagem fechada de um bolo da marca Luppo, sabor Coconut. Ao abrir o bolo, a pessoa indica que o doce possuiria dois comprimidos de uma substância paralisante. Confira:

Confira o desmentido em vídeo:

ATENÇÃO!!!!! LEIAM QUE É MUITO IMPORTANTE! Na Turquia foram feitos aqueles doces que vocês verão no vídeo a seguir. POR FAVOR NÃO COMPREM E NÃO COMAM. Dentro deles tem dois comprimidos que causam paralisia. Vejam o vídeo e mandem para todos os seus conhecidos. Isto é diabólico.

Doces da Turquia estão com comprimidos que causam paralisia em que os ingere?

A informação logo viralizou e começou a espalhar o medo entre os internautas. Assustadas, diversas pessoas começaram a repassar a suposta informação. Mas será que essa história de doces da Turquia envenenados com uma substância paralisante é real? A resposta é não!

Vamos aos fatos! Basta uma rápida leitura nas mensagens que acompanham o vídeo para ficarmos desconfiados. Elas são vagas, alarmistas, possuem erros de português e não citam fontes confiáveis. Ou seja, várias características de boatos online.

Além disso, a equipe do Boatos.org já desmentiu diversas histórias envolvendo comidas contaminadas, como o caso das balas envenenadas do jogo Baleia Azul que estariam sendo distribuídas em escolas e também a história de que motoristas de Uber estariam colocando sonífero nas balas para dopar passageiras.

Vale ressaltar que envenenar doces seria algo bastante sem noção, uma vez que envolveria um risco bastante grande em relação às pessoas. Além disso, qual a facilidade de se encontrar doces turcos industrializados no Brasil?

Ao procurar por mais informações sobre essa história, descobrimos que ela se trata de um boato mundial. Antes de chegar ao Brasil, esse caso circulou na Turquia, também em Israel, na Itália e em países de língua espanhola, onde foi desmentido.

Dentre os desmentidos, há aqueles que apontam que o produto sequer é vendido na região onde o boato viralizou. Outros afirmam que os supostos comprimidos poderiam ser do próprio coco utilizado para a confecção do produto e até que o bolinho estaria vencido. Ou seja, explicações muito mais plausíveis do que um suposto envenenamento. Por fim, vale reforçar que não encontramos nenhum caso de paralisia ou morte por conta do bolo de Coconut da Luppo.

Atualização em 13/11/2019: Após a publicação desse texto, a leitora Aline Domingos (graduada em química, estudante de engenharia de produção e que atua há 10 anos em controle de qualidade de alimentos) nos apontou que o produto no vídeo pode ser sorbato de potássio ou algum conservante similar.

“São utilizados na indústria alimentícia diversos tipos de conservantes. Este com certeza não foi bem dissolvido no processo ou entupiu algum bico injetor, o que ocasionou esta falha na qualidade deste lote. Nada de mais, nem perigoso”, afirmou. Deixamos mais essa hipótese porque é mais plausível do que “bolos envenenados”.

Em resumo: a história que diz que doces da Turquia estão com comprimidos que causam paralisia em que os ingere é falsa! Toda essa história já havia viralizando na Turquia, em Israel, na Itália e em países de língua espanhola. Além disso, não faz sentido nenhum uma empresa tentar envenenar seus clientes, uma vez que seria facilmente identificada. Por fim, os supostos comprimidos parecem mais o recheio de coco do produto. Ou seja, tudo não passa de balela. Até a próxima!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/32o6L2N
error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)