Doação de Imbruvica, remédio para tratamento da leucemia (câncer) #boato

Boato – Estão doando uma caixa de Imbruvica, remédio usado para tratamento quimioterápico da leucemia. Compartilhe mensagem porque medicamento custa mais de R$ 50 mil.

Só quem já teve um câncer ou passou por um caso na família sabe o quão doloroso é o tratamento da doença. Mais do isso, trata-se de um tratamento muito dispendioso. Talvez seja por isso que uma postagem que está viralizando no WhatsApp e no Facebook está fazendo tanto sucesso na internet.

De acordo com uma mensagem, há uma pessoa querendo fazer uma doação de uma caixa do medicamento Imbruvica, indicado para o tratamento de leucemia e que custa cerca de R$ 50 mil. De acordo com a mensagem, o medicamento está parcialmente utilizado e vence em março de 2019. Leia a mensagem:

Bom dia! Medicamento quimioterápico usado para Leucemia para doar. A caixa que custa o preço de um carro (entre 50 e 60 mil reais) está aberta e parcialmente usada, mas ainda tem muitas drágeas intactas, em perfeito estado. Está disponível para doação, mas a validade vai só até 03/2019. Me ajuda a postar nos seus grupos.

Há uma doação de Imbruvica, medicamento quimioterápico para leucemia?

A tal mensagem se espalhou muito pela internet e está fazendo muita gente achar que está ajudando o outro “postando nos grupos”. Só tem um detalhe: não adianta sair postando a mensagem porque ela (do jeito que está sendo compartilhada) não passa de um trote. Vamos aos fatos.

Alguns detalhes nos fazem chegar à conclusão. O primeiro deles está na própria mensagem. Além de ter as principais características de um boato (vaga, alarmista, pedido de compartilhamento e sem citar fontes confiáveis), a mensagem peca em um “pequeno (#sqn) detalhe”: não há qualquer contato da pessoa que está doando a medicação).

Reflita: caso alguém, de fato, precise da medicação e se interesse em receber a doação, como ela vai entrar em contato com a pessoa que está doando o Imbruvica se nem o contato da pessoa tem na mensagem? Para piorar, “números aleatórios” começaram a serem inclusos em algumas versões da mensagem e está confundindo quem realmente precisa do medicamento.

Se você acha que essa é uma situação irreal, te convido a ler essa matéria do jornal Cruzeiro do Sul na qual um senhor de Sorocaba relata não conseguir entrar em contato com pessoas que teriam “se interessado” em doar o Imbruvica.

Vale dizer que, só para ter certeza de que não se tratava de um caso que em algum momento foi real, mas se transformou em um boato, resolvemos pesquisar sobre a origem da mensagem. Não foi possível saber se a mensagem nasceu como real e nem quem foi a pessoa que realmente tinha o remédio. Mas temos uma tese: de tanto que a história se espalhou, se (veja bem, se) ela fosse real, com certeza a doação já teria sido feita.

Resumindo: por mais que haja boas intenções em fazer com que uma medicação como essa ajude a salvar uma vida, a mensagem que aponta para a doação do remédio Imbruvica não passa de um boato. Não há qualquer contato da pessoa que está fazendo a doação e os números que vimos nas mensagens não têm nada a ver com o caso.

Em tempo: se você é uma pessoa que tem um remédio como o Imbruvica ou qualquer outro medicamento contra o câncer para doar, há algo mais eficiente do que postar uma mensagem no WhatsApp (que corre o risco de ser distorcida): doe a medicação para alguma associação de apoio a pessoas em tratamento contra o câncer. Com uma rápida pesquisa, você deve achar alguma em sua região.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

3 comentários em “Doação de Imbruvica, remédio para tratamento da leucemia (câncer) #boato

  • 23/01/2019 em 08:54
    Permalink

    Sobre o boato do medicamento,a mensagem no WhatsApp que eu recebi veio com um contato de Campinas.

    Resposta
  • 22/01/2019 em 13:44
    Permalink

    Além disto, doação de medicamentos de pessoa física para pessoa física é perigoso. Melhor doar de volta ao hospital ou falar com o médico no caso de sobra.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)