Cuba fabricou vacina contra o novo coronavírus #boato

Boato – Governo de Cuba acaba de anunciar que desenvolveu uma vacina para combater o novo coronavírus (Covid-19).

Em meio ao crescimento de casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, uma notícia vinda de Cuba acabou animando muita gente. De acordo com uma publicação de um site em espanhol (que foi muito replicado por aqui), Cuba anunciou que desenvolveu uma vacina contra o novo coronavírus. Leia a mensagem que circulou online (em espanhol e traduzida automaticamente para a língua portuguesa):

Original: Anuncia Cuba que ya fabricó vacuna contra el coronavirus LA HABANA. El presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, destacó el uso del gobierno chinopara combatir al coronavirus 2019-nCoV con ‘Interferón alfa 2B’ (IFNrec) en el tratamiento contra la enfermedad.

Desde su cuenta de Twitter, Díaz-Canel celebró la víspera el uso del medicamento cubano que se elabora desde el 25 de enero en la planta china-cubana ChangHeber, ubicada en la localidad de Changchun, provincia china de Jilin.

“Nuestro apoyo al gobierno y pueblo chino en sus esfuerzos por combatir el coronavirus», dijo. Hasta el momento se sabe que ha logrado curar a más de mil 500 pacientes y es uno de los 30 fármacos escogidos por la Comisión Nacional de Salud china para curar la afección respiratoria.

Tradução: Cuba anuncia que já fabricou a vacina contra o coronavírus HAVANA. O presidente cubano Miguel Díaz-Canel destacou o uso do governo chinês para combater o coronavírus 2019-nCoV com o ‘Interferon alfa 2B’ (IFNrec) no tratamento da doença.

Em sua conta no Twitter, Díaz-Canel comemorou o uso do medicamento cubano desde 25 de janeiro na fábrica chinesa cubana ChangHeber, localizada na cidade de Changchun, província de Jilin, na China.

“Nosso apoio ao governo chinês e às pessoas em seus esforços para combater o coronavírus”, disse ele. Até agora, sabe-se que conseguiu curar mais de 1.500 pacientes e é um dos 30 medicamentos escolhidos pela Comissão Nacional de Saúde da China para curar a condição respiratória.

Cuba fabricou vacina contra o novo coronavírus?

Aqui no Brasil a publicação teve muita repercussão e valeu títulos em portais no estilo “Coronavírus: Sem nenhum caso, Cuba desenvolve vacina e pode salvar planeta” e “Vacina contra o coronavírus que já curou 1.500 pessoas é anunciada por Cuba”. Mas será mesmo que a informação que fala sobre vacina é real? A resposta é não. Vamos aos fatos.

Nem precisamos ir muito longe para perceber que a informação é falsa. Bastou ler com atenção o texto que circula online. Isso porque, apesar de o título do artigo falar em vacina, o texto não fala nada sobre a tal “invenção”.

Na realidade, o corpo do texto se refere a uma medicação que já existia e era utilizada no tratamento de infecções virais: o “Interferon Alfa 2B”. O remédio, assim como tantos outros, foi utilizado no tratamento de infecções mais graves do coronavírus na China. Isso é possível ver, inclusive nos jornais ligados ao governo cubano.

Vale dizer que, apesar de pesquisadores estarem desenvolvendo uma vacina contra a doença (há tentativas em países como Estados Unidos, Israel e China), ainda não existe uma vacina contra o coronavírus. A própria OMS reafirma isso em seu site oficial. Leia:

Ainda não. Até o momento, não há vacina nem medicamento antiviral específico para prevenir ou tratar o COVID-2019. As pessoas infectadas devem receber cuidados de saúde para aliviar os sintomas. Pessoas com doenças graves devem ser hospitalizadas. A maioria dos pacientes se recupera graças aos cuidados de suporte.

Atualmente, estão sendo investigadas possíveis vacinas e alguns tratamentos medicamentosos específicos, com testes através de ensaios clínicos. A OMS está coordenando esforços para desenvolver vacinas e medicamentos para prevenir e tratar o COVID-19.

As maneiras mais eficazes de proteger a si e aos outros contra o COVID-19 são limpar frequentemente as mãos, cobrir a tosse com a parte interior do cotovelo ou lenço e manter uma distância de pelo menos 1 metro (3 pés) das pessoas que estão tossindo ou espirrando.

Outros sites de fact-checking aqui do Brasil também verificaram essa informação. O G1 apontou que um pesquisador do governo de Cuba afirmou que o país não tem nenhuma vacina contra o coronavírus desenvolvida. O Estadão e o e-Farsas ressaltaram que ainda não há uma previsão de prazo para o desenvolvimento de uma vacina contra o vírus.

Resumindo: o texto que circula na internet e aponta que Cuba desenvolveu uma vacina contra o coronavírus é falso. O que está sendo “vendido como uma vacina” é, na realidade, um remédio que já existia e era utilizado contra outras enfermidades.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/38EOwt0

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet