Cidades do Brasil vão parar por 3 meses no dia 16/11 (depois das eleições municipais) #boato

Boato – As cidades do Brasil vão parar por 3 meses no dia 16/11 (depois das eleições municipais). Devido à segunda onda de Covid-19, o lockdown nesta data acontecerá em estados onde não houver segundo turno. Onde houver, começará em 30/11.

Com a segunda onda de casos de Covid-19 na Europa, muitos brasileiros já ligaram o sinal de alerta com a possibilidade de a mesma situação acontecer também aqui no Brasil. Afinal, enquanto a primeira onda atingiu principalmente idosos, uma segunda, mesmo que menos letal, poderia alcançar também jovens.. Porém, mesmo com a queda de casos (pelo menos por enquanto, por aqui), tem gente “colocando a carroça na frente dos bois” e espalhando fakes na internet sobre um segundo lockdown em terras tupiniquins.

Várias publicações (inclusive, em áudio) que circularam em redes sociais nos últimos dias, especialmente no Facebook, apontam que as cidades do Brasil vão parar por 3 meses no dia 16/11, após o primeiro turno das eleições municipais. De acordo com as postagens, devido a uma suposta segunda onda da Covid-19, o lockdown nesta data acontecerá em estados onde não houver segundo turno do pleito eleitoral. Onde houver, a paralisação supostamente começará em 30/11. Confira, a seguir, as versões das publicações que estão rodando online:

Versão 1: Próximo lockdown devido a Covid 19 no Brasil, previsto para o dia 16 de novembro. Versão 2: A partir do Dia 16 de novembro. Lockdown novamente??? Acorda povo a manipulação tá na cara. Querem atrapalhar o progresso. Versão 3: Vem ai a segunda onda do Covid-19 a partir de 16 de novembro para municípios que não tiver 2 turno e a partir 30 de novembro para onde tiver 2 turno.

Versão 4 (transcrição do áudio): “Amigos, bom dia! Eu tenho uma notícia não muito boa para dar para os colegas. Eu atendo a coordenadora-geral da epidemiologia do estado do Ceará. O governo já tem um plano de paralisação por três meses, “tá”, depois das eleições. Os amigos se preparem financeiramente, se preparem psicologicamente. Tudo vai parar novamente. Dia 16 de novembro vai ocorrer um lockdown em Fortaleza novamente. Europa já está fechando. Estados Unidos já “está” fechando também. Eu ia para os Estados Unidos e meu amigo me pediu para que eu não fosse, porque existe um plano que o governo já está fechando as fronteiras. Então, eu só queria avisar para os colegas se “preparar”, porque, da primeira vez, nós fomos pegos com as calças nas mãos. E essa informação é quente. Veio da coordenadora-geral da epidemiologia do estado do Ceará. Quem puder já começar a fazer uma reserva financeira, seu negócio ir programando. Eu “tô” avisando para que depois os amigos não passem pelo que passaram na primeira onda, “tá”?. Ceará já está com a capacidade quase à 100% de ocupação de leitos por conta da Covid e “tá” para colapsar o sistema novamente, tá?”

Cidades do Brasil vão parar por 3 meses no dia 16/11 (depois das eleições municipais)?

As publicações viralizaram e deixaram muitos internautas preocupados com a informação. No entanto, essa história de lockdown aqui no Brasil após as eleições municipais não procede.

Para começar, as versões da mensagem que está sendo compartilhada seguem a linha padrão de fake news: são vagas (não fornecem informações que comprovem a segunda onda de Covid-19 nessas cidades), alarmistas (têm o intuito de assustar alguns internautas e revoltar outros com essa história de “retrocesso” devido à suposta paralisação), possuem vários erros de português e não citam fontes confiáveis de notícias que possam confirmar a informação.

Em segundo lugar, ao buscarmos sobre o assunto, nada encontramos. Não há qualquer notícia em fontes confiáveis sobre lockdown (fechamento total) de cidades no Brasil, muito menos, se pararmos para analisar, teria lógica “programar” isso para daqui a algumas semanas. Até porque o objetivo principal de paralisar todas as atividades e aderir ao isolamento social é diminuir a transmissão do coronavírus e evitar o colapso em hospitais. Logo, não faria qualquer sentido “programar” algo tão urgente somente para depois das eleições.

Além disso, só achamos textos curtos alertando sobre o suposto lockdown. E precisamos concordar que, por se tratar de uma acusação pesada, careceria, no mínimo, de provas, o que não temos. E no caso específico do suposto “colapso no sistema de saúde do Ceará”, que aponta o homem no áudio que está sendo compartilhado, a informação também não tem nada a ver. Tanto que já foi até desmentida por outras agências de checagem, como a Lupa. Ao site, a Secretaria Estadual de Saúde cearense confirmou que não há previsão de paralisação, lockdown ou medidas similares programadas pelo governo do estado. Inclusive, o próprio governador, Camilo Santana, emitiu nota desmentindo tudo.

Por estar relacionado ao pleito eleitoral, o fake até entrou como mais um desmentido no site Fato ou Boato, da Justiça Eleitoral, uma coalizão de agências de checagem (inclusive o Boatos.org) para combater fake news nas eleições.

Resumindo: As publicações que dão conta de que as cidades do Brasil vão parar por 3 meses no dia 16/11 (depois das eleições municipais) não são verdadeiras. No Ceará, por exemplo, a Secretaria de Saúde e o próprio governo do estado desmentiram a informação. Além disso, não faria qualquer sentido “programar” o fechamento total nas cidades, já que a ideia do lockdown seria a de evitar aumento de casos de Covid-19 e o colapso dos sistemas de saúde, o que seria estranho se fosse feito somente após a eleições.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2QvB43t
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK