Chocolate não deve se consumir com leite porque prejudica absorção de cálcio #boato

Boato – Não devemos consumir chocolate com leite porque faz mal para a saúde. Absorção de cálcio é prejudicada.

Querido em todo o mundo, o chocolate é um dos alimentos mais controversos. Dizem que o doce não pode ser consumido todos os dias, que ele aumenta as acnes no rosto e muito mais. Um dos últimos boatos que surgiu foi o de que ele não pode ser consumido com o leite, porque diminui a absorção de cálcio. Porém, se isso fosse verdade, não faria sentido tomar leite com achocolatado, certo?

Para celebrar o Dia do Chocolate, que é comemorado em 7 de julho, confira abaixo o porquê esse mito se popularizou e o que ele tem de verídico. Não se preocupe, você poderá continuar consumindo a sua bebida!

Chocolate não deve se consumir com leite porque prejudica absorção de cálcio?

É verdade que o chocolate pode prejudicar a absorção de cálcio, mas não da forma que se vê pelas redes sociais. Isso porque o cacau tem uma substância chamada oxalato que, consumida em excesso, prejudica o acesso ao cálcio.

A concentração, porém, não é alta. Ou seja, quem come um pedaço de chocolate depois de beber leite puro ou bebe achocolatado não irá ficar sem o mineral – que é responsável pela formação e manutenção dos ossos.

No entanto, é sempre importante ficar de olho na quantidade, pois nenhum excesso é benéfico. No caso dos achocolatados, eles contam com bons nutrientes, mas com uma grande quantidade de açúcar. Dessa forma, se a pessoa não se cuidar, poderá aumentar os níveis de glicose no sangue e ter outros problemas.

De qualquer forma, o chocolate sozinho não é capaz de prejudicar a absorção de cálcio, nem de causar diabetes ou outra condição. Estudos já demonstraram até que o doce é benéfico, quando consumido com moderação. Veja só!

Engana-se ou mente quem não aponta os benefícios do chocolate. Embora seja rico em calorias – o que, para muitos, é motivo de moderação -, o cacau, que é o principal componente, pode melhorar a saúde de pessoas de todas as idades.

Quando o assunto é consumo saudável de chocolate, especialistas são unânimes em dizer que quanto maior a concentração de cacau melhor. Isso porque o alimento tem menos açúcar e mais as propriedades do fruto.

No entanto, os chocolates amargos costumam não ser os mais baratos. Além do mais, nem todas as pessoas gostam do sabor. Nesses casos, a quantidade de chocolate é o que irá determinar se ele é um vilão ou não.

Para o café da manhã, por exemplo, a melhor opção pode ser o achocolatado. A mistura de uma ou duas colheres com leite não irá prejudicar a absorção de cálcio, nem causar outros danos – a menos que a pessoa tenha alguma condição, como diabetes. Os diabéticos podem consumir chocolate, mas desde que sigam as recomendações médicas.

De acordo com este Folheto Tenda, um pacote de achocolatado de Nescau sai por R$ 15, sendo que ele possui 1,2 kg. Considerando que é um alimento para ser consumido em vários dias, o custo-benefício é alto. Uma barra com 100 gr de chocolate meio amargo da Hershey’s, por exemplo, está R$ 5 em mercados como Pão de Açúcar e Extra.

Na hora de consumir barras de chocolate, é importante também estar de olho na quantidade. Dois ou três quadradinhos costumam ser o suficiente para um dia inteiro, em termos de nutrientes e até de açúcar. Vale a pena olhar a embalagem para saber mais detalhes.

Viu como nem tudo o que está na internet é verdade? Você pode continuar consumindo chocolate – e com leite – sem perder nutrientes. Só tome cuidado com a quantidade!