Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Saúde > César Tralli não se posicionou contra a vacina da Covid-19 e não disse que ela mata

César Tralli não se posicionou contra a vacina da Covid-19 e não disse que ela mata

César Tralli se posicionou contra a vacina da Covid-19 e disse que elas matam, diz boato (Foto: Reprodução/TikTok)

Boato – Durante apresentação de jornal, César Tralli afirmou que vacina da Covid-19 mata e se posicionou contra o imunizante

Análise

O aumento no número de casos por Covid-19 voltou a crescer na região Nordeste e tem mobilizado as autoridades. A mortalidade pela doença tem predominado entre crianças menores de 2 anos e idosos acima dos 65 anos. A situação acendeu um sinal de alerta para que pessoas aptas a se vacinarem com a segunda dose da vacina bivalente procurem os postos de saúde.

Entretanto, em meio às orientações das autoridades, uma história que está circulando nas redes sociais está chamando a atenção. De acordo com ela, o jornalista César Tralli teria dito, em um jornal ao vivo, que não apoia a vacina contra a Covid-19. Segundo a publicação, Tralli também teria dito que a vacina contra a Covid-19 mata e se posicionou contra o imunizante. Confira:

Versão 1: “Gente, é importante lembrar o seguinte: A vacina tem sim contra indicações. Tem riscos à saúde. O secretário municipal da Saúde aqui de São Paulo, Wilson Pollara, me confirmou agora pouco por telefone que duas pessoas já morreram aqui em São Paulo depois de tomar a vacina, um homem e uma mulher. Os médicos suspeitam que eles estavam com a imunidade baixa.

Vídeo: é falso que chá de mamão cure a dengue hemorrágica

E outras três mortes de pessoas que tomaram a vacina também estão sendo investigadas, uma delas deve-se confirmar mais um homem. Todas essas pessoas tomaram vacina de Outubro para cá”. Versão 2: “VACINAS (A VERDADE PROIBIDA). SP TV. VACINAS MATAM. 2 pessoas morreram depois de tomar a vacina aqui na Capital”.

A história não demorou muito para se espalhar nas redes sociais, como no Tik Tok e no X (antigo Twitter), e deixou muita gente assustada. Apesar disso, a história apresenta a velha narrativa de fake news na internet, como o caráter vago, alarmista, a falta de fontes confiáveis e a ausência de notícias sobre o assunto.

A partir daí, investigamos um pouco mais essa história e vamos te responder, em três etapas, se você deve ou não acreditar nela: 1) César Tralli se posicionou contra a vacina da Covid-19 e disse que elas matam? 2) Qual é o contexto do vídeo que o César Tralli fala que as vacinas têm contra indicações? 3) O que ele fala é falso e isso significa que não devemos nos vacinas contra a Covid-19?

Checagem

César Tralli se posicionou contra a vacina da Covid-19 e disse que elas matam?

Não. Até porque o jornalista César Tralli apoia (e muito) a vacina contra a Covid-19. Quando recebeu a primeira dose do imunizante, em 2021, ele publicou uma foto recebendo a vacina e agradeceu à Ciência, aos profissionais e ao SUS. Na oportunidade, ele disse se sentir aliviado por ter chegado a vez dele de se vacinar. Em 2022, Tralli voltou a publicar imagens de sua vacinação contra a Covid-19. Dessa vez, o jornalista recebeu a quarta dose e afirmou que aquele momento trazia alívio e gratidão. Já o vídeo que está circulando nas redes sociais foi retirado de contexto e não tem nada a ver com a Covid-19.

Qual é o contexto do vídeo que o César Tralli fala que as vacinas têm contra indicações?

O vídeo é uma transmissão do SPTV, em 2018. Na oportunidade, César Tralli falava sobre a vacinação contra a febre amarela. Entre 2017 e 2018, diversos estados do Brasil viveram um surto da doença, levando muitas pessoas a óbito. A vacinação, em dose única, se tornou uma das principais formas de combater a doença. A vacinação contra a febre amarela foi estendida e recomendada pelo Ministério da Saúde a todas as pessoas que viviam em áreas de risco. César Tralli relatava a morte de três pessoas que tiveram uma reação à vacina.

O imunizante contra a febre amarela é feito a partir do vírus atenuado, isto é, um pedaço vivo do vírus, mas que passou por um processo de enfraquecimento. Por conta disso, seu uso só é recomendado para quem realmente precisa do imunizante. As pessoas que vieram a óbito em São Paulo tiveram uma reação onde seus organismos não conseguiram conter a multiplicação do vírus que estava na vacina. Com isso, o vírus atenuado começou a atacar os organismos da mesma forma que o vírus selvagem.

O que ele fala é falso e isso significa que não devemos nos vacinas contra a Covid-19?

O que o jornalista César Tralli disse não é falso. Como já explicamos, as mortes, de fato, ocorreram. Elas foram causadas por uma reação à vacina contra a febre amarela. E assim como César Tralli lembrou, os imunizantes também têm riscos e cada caso deve ser avaliado individualmente. Na ocasião, as autoridades alertaram que pessoas com alergia a ovos não se vacinassem contra a febre amarela. Além disso, o próprio mecanismo de ação da vacina contra a febre amarela representava mais riscos, por se tratar de um vírus atenuado.

Nesses casos, os profissionais indicam que apenas as pessoas que estejam em áreas de risco ou expostas à doença em questão se vacinem (ou seja, casos onde o risco é justificado pelo benefício que a ação pode trazer). Mas a situação não tem nada a ver com a vacina contra a Covid-19. Os imunizantes contra a Covid foram recomendados para todo o território. Além disso, nenhuma das vacinas contra a Covid-19 foram feitas a partir de um vírus vivo. Atualmente, temos vacinas com vírus inativado (morto), mRNA e adenovírus.

Conclusão

Fake news ❌

César Tralli não afirmou, ao vivo, que é contra a vacina da Covid-19 e nem disse que o imunizante mata. O vídeo usado na história de hoje foi retirado de contexto. As imagens em questão são de uma transmissão do SPTV, onde o Tralli falava sobre as mortes decorrentes pelo uso da vacina contra a febre amarela. O jornalista não falou sobre a Covid-19 (que sequer existia naquela época) e muito menos se posicionou contra o imunizante. César Tralli fez questão de mostrar todas suas vacinações contra a Covid-19, elogiando a Ciência, os profissionais e o SUS.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610)