Câncer é apenas uma deficiência de vitamina B17 e não uma doença #boato

Boato – O câncer, um negócio multimilionário, nada mais é do que deficiência de vitamina B17. Cura da doença pode ser obtida com semente de damasco, trigo e laetrile.

Em setembro de 2017, o jornalista e apresentador de televisão Marcelo Rezende morreu vítima de um câncer no pâncreas. Nos últimos meses de vida, Rezende (que havia sido diagnosticado com um quadro quase irreversível) havia apelado para medicina alternativa afim de obter a cura. O exemplo de Rezende, que apenas sofreu e não se curou, parece que não serviu como alerta. Sim, porque mais uma vez estamos aqui para falar de uma “cura mágica” do câncer que circula na web.

Um texto que viralizou no WhatsApp dá conta de que a cura do câncer está em apenas uma vitamina: a B17, também conhecida como laetrile (tratada no texto como laetril). No início, a mensagem trata o câncer como um negócio multimilionário e não uma doença. “Câncer: NEGÓCIOS MULTIMILIONÁRIOS. O câncer não é uma doença, mas um negócio. Você merece saber disso: não há doença chamada câncer”, diz o início.

Em seguida, a mensagem começa a falar da vitamina B17. “O câncer é nada mais do que uma deficiência de vitamina B17. Então, por que não evitar quimioterapia, cirurgia ou tomar medicamentos com efeitos colaterais fortes, para tratar algo que não é uma doença, mas uma deficiência de vitamina B17”, diz. O texto compara a doença ao escorbuto (que “não mata mais ninguém”).

Depois do alarde, o texto dá a “fórmula mágica”. “Uma vez que o câncer é apenas deficiência de vitamina B17, é suficiente comer diariamente 15 a 20 sementes de damasco ou pêssego; comer rebentos de trigo; o broto de trigo é uma medicina milagrosa contra o câncer, é uma rica fonte de oxigênio líquido e o mais forte contra o câncer, chamado Laetril (substância derivada de tonsilar)”, diz.

Por fim, o texto cita uma dieta tratada pelo “Dr. Harold Manner”. “A indústria médica americana começou a incentivar a lei a proibir a produção de Laetril. Este medicamento está sendo fabricado no México e contrabandeado para os Estados Unidos. Dr. Harold W. Manner, no livro “A morte do câncer”, afirmou que o sucesso do tratamento com Laetril contra o câncer é superior a 90%”, diz. Leia trecho do texto (reprodução do Facebook):

Reprodução da notícia falsa que fala que o câncer é apenas uma deficiência de vitamina B17 e não uma doença
Reprodução da notícia falsa que fala que o câncer é apenas uma deficiência de vitamina B17 e não uma doença

Câncer é apenas uma deficiência de vitamina B17 e é curado com laetrile?

A mensagem, que no final ainda dá um link para um site norte-americano dos mais suspeitos, viralizou muito na internet. Mas será mesmo que o câncer é apenas uma deficiência de vitamina B17 e não uma doença? A resposta é não. Vamos aos fatos.

O primeiro ponto que denuncia a farsa está (como na maioria das vezes) na própria mensagem. Apesar de extensa (e prolixa), ela segue o roteiro de boatos online: alarmista, com informações vagas (acaba sendo mais opinativa do que informativa), tem erros de português (menos do que, normalmente, os boatos têm) e pede compartilhamento.

Com base nisso, fomos procurar mais a respeito da tese de que a falta de vitamina B17 é a causa da patologia. Descobrimos que a origem deste texto foi uma entrevista do Dr. Manner (que não era médico e sim professor de biologia) em 1978. Temos que convir que, 40 anos depois, a ciência na área da saúde evoluiu muito. Mesmo assim, a tese dele não teve progressos. Se tivesse algum fundo de verdade, com certeza as pesquisas se aprofundariam. Isso não ocorreu. E não foi por falta de tentativas.

A tese já foi refutada pela própria medicina na década de 70 (antes mesmo da entrevista de Manner). Este artigo de 1973 já citava o tratamento com laetrile como um “embuste”. O próprio artigo aponta que a tese é baseada na suposta longevidade do povoado Hunza (já desmentida neste outro texto) e que foram feitos estudos com pessoas que supostamente haviam sido curadas e não foram encontradas evidências.

O próprio livro citado na mensagem (Um Mundo sem Câncer) é considerado como “não recomendado para pacientes com câncer”. Este outro texto denuncia que praticamente todas referências do livro são retiradas de opiniões e nenhuma é de um artigo considerado “sério” pela comunidade científica. Além disso, o texto cita que “coincidentemente” o Dr. Manner tem uma clínica de tratamentos alternativos.

Não bastasse isso, a história foi desmentida em inglês também pelo Snopes (uma espécie de Boatos.org norte-americano). O site cita um estudo de 1982 com pacientes de câncer que chega à conclusão de que o tratamento não é efetivo. Por sinal, não encontramos nenhum caso de pessoa que, de fato, tenha se curado do câncer só comendo sementes e trigo. Em mais de 40 anos, já era para ter aparecido alguém.

Resumindo: a tese que aponta que o câncer não é uma doença e que pode ser curada com a ingestão de laetrile (ou laetril) é ultrapassada, antiga e já foi refutada pelo meio científico. Mais do que isso: induzir uma pessoa com câncer a se curar só com alimentação não só é errado como também é cruel. Pelo seu bem, não caia nessa.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 994325485.

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)