Colesterol não faz mal à saúde e consumo de alimentos com está liberado #boato

Boato – Os alimentos com colesterol estão liberados. Estudo descobriu que comidas com alto nível de colesterol não fazem mal.

Vivemos em tempos muito loucos. Seja pelas reviravoltas no mundo político, pelas drásticas mudanças sociais ou mesmo pelas constantes novidades tecnológicas, vivemos tempos de, pelo menos, bastante controvérsia, não? Se você discorda, talvez mude de ideia com a história muito viral que estão compartilhando na internet.

Segundo publicações principalmente no Facebook, o colesterol está liberado! Isso mesmo, de acordo com informações divulgadas em diversos perfis,  um órgão estatal dos Estados Unidos teria esclarecido que alimentos com colesterol não fazem mal à saúde. Junto com o texto enorme estão compartilhando uma notícia do Washington Post, supostamente provando tudo. Confira partes do text(ão) que estão compartilhando por aí:

O colesterol é finalmente removido oficialmente da Naughty List. O governo dos EUA finalmente aceitou que colesterol não é um nutriente de preocupação fazendo uma inversão de marcha em suas advertências para nos mantermos longe dos alimentos ricos em colesterol desde a década de 1970 para evitar doenças cardíacas e artérias entupidas.

Isso significa que ovos, manteiga, laticínios integrais, nozes, óleo de coco e carne foram classificados como seguros e foram oficialmente removidos da lista de ingredientes da lista de preocupação.

O Departamento de Agricultura dos EUA, responsável pela atualização das diretrizes a cada cinco anos, afirmou em suas conclusões para 2015: “Anteriormente, o Dietary Guidelines for Americans recomendava que o consumo de colesterol fosse limitado a não mais do que 300 mg / dia. […]

O colesterol é a maior fraude médica de todos os tempos. Não existe um mau colesterol. Então você pode parar de tentar mudar seu nível de colesterol. Estudos comprovam, sem dúvida, que o colesterol não causa doenças cardíacas e não impede um ataque cardíaco. A maioria das pessoas que têm ataques cardíacos têm níveis normais de colesterol. […]

Se o teor de gordura é menor em nossa comida, nós comemos nosso fígado Tem que trabalhar mais para manter o nível de 950 mg. Se o nível de colesterol estiver alto em nosso corpo, isso mostra que o fígado está funcionando perfeitamente. Especialistas dizem que não há nada como LDL ou HDL.

Consumo de alimentos com colesterol está liberado e não faz mal à saúde?

Muita gente está comemorando, e claro, caçando briga, por causa dessa história. Os contentes com a novidade estão fazendo a festa enquanto os adeptos à dietas mais saudáveis estão condenando a informação. Mas, quem está certo? É verdade que o colesterol está liberado e não faz mal à saúde? Não é bem assim. Agora vamos entender melhor.

Bom, primeiro comecemos pelo textão. A mensagem enorme que estão compartilhando não tem relação verdadeira com o conteúdo divulgado pelo Washington Post. Basta ler a matéria original publicada no jornal de renome norte-americano para perceber que fizeram uma tradução/interpretação bastante particular da notícia.

A matéria original, que é de 2015, informa que os estudiosos do governo norte-americano reavaliaram os efeitos do colesterol para a saúde humana e que concluíram não haver riscos eminentes  “para adultos saudáveis”. O estudo ainda indica que há sim problemas no consumo excessivo de alimentos com alto índice de colesterol como gorduras saturadas (leite e manteiga, por exemplo). Ipsis literis, a notícia do Washington Post diz o seguinte:

[…] A descoberta segue uma evolução do pensamento entre muitos nutricionistas que agora acreditam que, para adultos saudáveis, a ingestão de alimentos ricos em colesterol pode não afetar significativamente o nível de colesterol no sangue ou aumentar o risco de doenças cardíacas.

Não bastasse o trecho totalmente mal interpretado, nos EUA o estudo segue causando polêmica, com direito a processo na justiça e tudo. Acontece que o órgão governamental responsável pela publicação está sendo acusado de ter sido financiado pela indústria de alimentos, obviamente muito interessada na informação de que “colesterol não faz mal”. Sites gringos já analisaram a versão deturpada do estudo, classificaram a mesma como fake news e ainda apontam que a origem da “má interpretação” proposital pode ter ligação com a indústria alimentícia.

Apesar do clima conspiratório, vale destacar que no Brasil não há qualquer liberação do colesterol ou indicação de que alimentos com alto índice do mesmo não fazem mal. Aliás, o calendário de saúde do país continua tendo o Dia Nacional de Combate ao Colesterol, realizado em 08 de agosto.

Resumindo, não é verdade que os alimentos com colesterol estão liberados e não fazem mal à saúde. Em 2015 lançaram um estudo analisando que o consumo pode não afetar muito os níveis no sangue de adultos saudáveis. De uma coisa para outra há um universo de diferença. Por isso, notícia verdadeira, informação falsa. Isso também é #boato.

PS: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, no Facebook e WhatsApp no telefone (61) 991779164

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)