Alerta falso diz que peixe panga tem vermes e faz mal à saúde

Boato sobre peixe panga se espalha na internet
Boato sobre peixe panga se espalha na internet

Boato – Comer m… é a mesma coisa que comer peixe panga. História fala de animal cheio de vermes.

Uma das iguarias mais contestadas nos boatos da internet novamente vem com uma história à tona. É, o peixe panga volta a atacar! Um texto que circula por blogs e redes sociais dá conta que a iguaria é um perigo para a saúde. O motivo: tem vermes e é muito sujo. Leia:

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): https://bit.ly/3cDxFZE

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

Curta também a nossa página no Facebook e não caia em boatos

PEIXE PANGA – ALERTA – TEM EM VÁRIOS SUPERMERCADOS DO BRASIL, DOS PEQUENOS AOS GRANDES E NOS RESTAURANTES QUE VOCÊ COME TODOS OS DIAS. ELE TEM UMA APARÊNCIA MUITO BONITA CONGELADO NO PACOTE.

Caros amigos,

Em algumas oportunidades tive o desprazer de observar o malfadado peixe branco, sempre servido em self-services e/ou “à la carte.” Em um self-service, tive a curiosidade de ver melhor o peixe no meu prato. Ao abrir a posta do peixe, notei que a massa estava impregnada de filamentos. Encostei o prato, retirei para o guardanapo parte do peixe e levei para análise. Os filamentos, na verdade, eram vermes de até dois cm.

PANGA

Procurei me informar, lá mesmo no caixa, sobre a origem do peixe e fui informado que se tratava de peixe asiático. Após análise da porção amostrada, tirei minhas conclusões que são coincidentes com as informações prestadas:

– peixe asiático de água doce, proveniente de rios extremamente poluídos de excrementos, dejetos e toda sorte de poluição biológica, física e química devido, entre fatores diversos, à maciça ocupação de barcos que servem de vias e moradias que constituem aglomerados populacionais de pessoas carentes de serviços sanitários e salutares.

Esse ambiente condiciona, por si só, o desenvolvimento e procriação de víveres adaptados a esse habitat degenerativo. O nível de poluição dessas águas é de tamanha magnitude e as próprias pessoas que, por lá vivem, têm nojo e repugnância dos víveres dessa água.

Deu um nojinho, não é? Esse e outros textos sobre os malefícios do peixe panga circularam há um bom tempo nas redes e agora voltaram a assombrar os internautas. Mas é claro que o Boatos.org já desmentiu tudo uma vez e volta a desmentir essa história cabeluda.

O primeiro ponto da história é o modo que ela é suspeitamente contada. Mais uma coisa, quem é essa pessoa que encontrou vermes no peixe? Onde isso aconteceu? E essa análise veio de onde? Já explicamos (e mais de uma vez) que textos que não trazem nenhuma referência sobre sua origem são os mais propícios a serem lorotas.

Quem, em sã consciência, tira filamentos de um alimento servido em um restaurante e “leva para análise”. É simples assim achar um laboratório disponível? Imagina só: “Saí para comer, mas resolvi ir no laboratório de análises para completar o meu dia”.

Além disso, todos os argumentos citados são falaciosos. No Brasil, o controle e fiscalização dos pescados é responsabilidade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Portanto, nada chega ao consumidor sem ser fiscalizado. Ou seja, se o produto é exportado do Vietnã há cinco anos, com certeza uma equipe foi ao outro continente para ver como é feita a verificação do produto.

Com a história bombando na internet, a Proteste resolveu fazer o teste com o tal peixe panga. Ela aponta que as amostras apresentaram resultados normais e não houve motivos para suspender a importação. O peixe panga é exportado para países do mundo inteiro e cada país manda seus órgãos de inspeção para verificar a higiene e qualidade do produto.

Resumindo e novamente afirmando. A história do peixe panga que circula na internet nada mais é do que uma besteira que está se espalhando pelos quatro cantos da web. Espero que, agora, os boateiros aprendam.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)