Vídeo mostra Arca de Noé encontrada por cientistas turcos e chineses #boato

Boato – Grupo de pesquisadores turcos e chineses encontram Arca de Noé no monte Ararat, divisa da Turquia com o Irã. Vídeo mostra estrutura intacta.

Segundo o que narra o livro de Gênesis, depois do “dilúvio” a Arca de Noé encalhou no topo do monte Ararat. O relato bíblico alimenta a imaginação de fiéis que buscam explicações sobre o que aconteceu com o meio de transporte. Para alguns, ela já apareceu.

De acordo com uma mensagem que circula na internet, cientistas turcos e chineses encontraram a Arca de Noé em uma altitude 4 mil metros no monte Ararat, divisa da Turquia com o Irã. O vídeo que acompanha a mensagem mostra detalhes da arca, enquanto uma mulher explica a estrutura dela. Leia o que diz a mensagem e assista o vídeo:

Um grupo de cientistas Turcos e chineses, encontraram a arca de Noé, isto foi na década de 80, no monte ARARAT, eles encontraram uma estrutura de madeira em uma altitude de 4 mil metros no monte que fica no leste da Turquia, na fronteira com o Irã. Os cientistas são membros de uma organização internacional, dedicados a busca pela arca em que, conforme a bíblia sagrada, Noé e sua família, escaparam do dilúvio universal. Segundo Cing, um cientista chinês, a estrutura encontrada, tem 4, 8 mil anos. Agora vocês vão ver restaurada, pois o governo da Turquia, com ajuda de muitos países, a restauraram por completo, veja que emoção, alí Deus deu a continuação da raça humana.

Vídeo mostra Arca de Noé encontrada por cientistas turcos e chineses no monte Ararat?

Apesar da quantidade de gente acreditando nessa história com base na tese de que “as imagens não mentem”, ela é falsa. Não porque o vídeo é fake, mas por que está fora de contexto. Entenda os porquês.

Primeiro, vamos falar da tese de que encontraram a Arca de Noé. Em 2010, pesquisadores chineses afirmaram que haviam encontrado a arca (que não tem nada a ver com a arca do vídeo de 2018) no monte Ararat. Apesar da euforia inicial, não demorou muito para a informação ser desmentida.

Na época, o biólogo criacionista Todd Wodd afirmou que, apesar de acreditar na existência da Arca de Noé, ela não poderia ser encontrada porque foi destruída após o dilúvio. Nesta matéria, a Fox News, aponta outro “furo” na história da arca turca: a madeira deveria estar mais deteriorada do que mostravam os pesquisadores na época.

Ou seja: a história de cientistas chineses e turcos terem encontrado a Arca de Noé é balela comprovada. Mas tem mais. Como dito antes, as imagens divulgadas em 2010 não têm nada a ver com a estrutura apresentada no vídeo. Isso porque trata-se de uma réplica construída no Museu da Criação, em Kentucky, Estados Unidos, como mostra este vídeo:

Criada por um grupo de cristãos criacionistas, a obra é o maior modelo de Arca de Noé do mundo. A estrutura construída com as especificações do texto bíblico possui 150 metros de comprimento, 25 metros de largura e 15 metros de altura. Em seu interior, há réplicas de animais e da família Noé. Depois que o vídeo gravado nos EUA começou a circular, alguns “jênios” o ligaram à fake news dos cientistas.

Resumindo: a informação de que cientistas chineses e turcos encontraram a Arca de Noé é falsa. A história já é antiga e já foi desmentida aqui. Quanto ao vídeo, sequer é da Turquia. É de uma réplica e e foi relacionado ao boato por “mero acidente” (ou não). Ou seja, tudo balela.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)