Turma da Mônica é declarada embaixadora oficial do espiritismo #boato

Boato – Personagens da Turma da Mônica vão aparecer em livro sobre espiritismo e ser embaixadores oficiais da doutrina.

A Constituição Brasileira define em seu Art. 5º, inc. VI que “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.

Está lá, dessa forma estabelecido desde 1988, mas quase no fim da segunda década do século XXI ainda assistimos pasmados (nós, pelo menos) aos casos de discriminação, intolerância religiosa e decisões políticas nada baseadas na laicidade do Estado.

Portanto, considerando que nem o alto escalão da política brasileira respeita a liberdade religiosa e de crença, como esperar que a população faça diferente? Pois bem, o que as pessoas têm feito é espalhar uma mensagem “denunciando” que a Turma da Mônica se tornou um risco para as crianças.

Segundo a postagem que está correndo o Facebook, Maurício de Sousa vai lançar um livro sobre o espiritismo com a participação das personagens da Turma da Mônica, logo os famosos nomes da Turma se tornaram embaixadores oficiais do espiritismo. E pior, isso é obra do Satanás! Confira a mensagem:

Esta semana a Turma da Mônica foi declarada embaixadores do Espiritismo e da Magia no Brasil. Se você é cristão repasse está informação ao maior número de pessoas possível, temos que tomar cuidado com o que deixamos nossas crianças lerem. Deus tenha misericórdia de nós pais e não nos deixe cair nas armadilhas de Satanás e enganar nossas crianças com falsos ensinamentos.

Turma da Mônica é embaixadora oficial do espiritismo?

Em alguns textos nós costumamos rodear um pouco antes de ir ao ponto, mas o absurdo dessa mensagem requer objetividade. 1. Não, a Turma da Mônica não é embaixadora oficial do espiritismo; 2. Espiritismo não tem nada a ver com o Satanás (para quem acredita nele).

As pessoas estão compartilhando, curtindo e comentando esse “absurdo” quando na verdade publicações da Turma da Mônica relacionadas ao espiritismo sequer são recentes. Antes do livro sobre Chico Xavier, que será lançado em abril, o livro intitulado Meu Pequeno Evangelho, em que a Turma da Mônica de fato aparece em uma história que traz ensinamentos espíritas, foi lançado em 2014. O projeto foi uma parceria de Mauricio de Sousa e do Instituto Beneficente Boa Nova.

Às vésperas do lançamento Mauricio de Sousa deu uma entrevista esclarecendo curiosidades sobre a proposta desse livro. Na entrevista o cartunista destacou a importância de transmitir mensagens de amor, fé, solidariedade e etc às crianças, independente da crença religiosa que se tenha. Só a título de curiosidade, Mauricio de Sousa é católico.

Também, não foi a primeira vez que a Turma da Mônica fez parte de uma produção com teor doutrinário. O livro Minha primeira Biblia lançado em 2011 as personagens da turma aparecem encarnando (sim, o trocadilho é proposital) os personagens bíblicos.

Aliás, personagens recorrentes da Turma da Mônica trazem apelos religiosos e até filosóficos. Chico Bento, por exemplo, é nitidamente católico. Enquanto Penadinho é um fantasma que é amigo da Morte. Esses personagens existem há décadas e nem por isso a Turma da Mônica foi eleita embaixadora do Catolicismo ou do Além, nem nada do tipo.

Resumindo, a Turma da Mônica não foi declarada embaixadora do espiritismo coisa nenhuma, e não há nada de errado no livro que a mensagem chama de “armadilha do Satanás”. Trata-se de uma parceria da qual Mauricio Sousa e, consequentemente, seus personagens, fizeram parte.

Entre ensinar as crianças a serem intolerantes com informação falsa, ou oferecer uma forma didática de aprendizado sobre diferentes crenças, reflitam sobre o que é melhor. De qualquer forma, vamos ensinar as mentes do futuro que boato não faz bem algum.

PS.: Esse artigo é uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp no telefone (61) 99331-6821.

Atualização em 14/03/2017: a página do Facebook oficial do livro Meu Pequeno Evangelho entrou em contato com o Boatos.org e endossou a informação que Maurício de Souza não é embaixador do espiritismo. Leia:

Como você sabe, o Mauricio é católico. Ele vê uma oportunidade de que as crianças possam conhecer um pouco sobre o espiritismo, sobre o catolicismo, sobre outras culturas, artes, como tem feito em todos esses anos. Provavelmente, se outras religiões como judaísmo, islamismo, protestantismo propusessem historinhas com a turminha, o Mauricio avaliaria com carinho também.

A Maurício de Sousa produções também se manifestou ao Boatos.org. Leia nota (atente-se para o final):

Reconhecido por sua contribuição para a alfabetização de milhões de brasileiros, Mauricio de Sousa é o maior autor infanto-juvenil do Brasil, tendo recebido do UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância e a Adolescência) o título de escritor para crianças. Criada por Mauricio há mais de 50 anos, Mônica, sua principal personagem possui diversos títulos, como embaixadora do UNICEF, embaixadora da Cultura e embaixadora do Turismo. Há décadas, Mônica e sua turma vêm falando diretamente com as famílias brasileiras sobre a importância da educação, da amizade, do respeito à diversidade, entre outros assuntos importantes. Os personagens são reconhecidos por famílias e escolas como facilitadores na comunicação de valores positivos. A Turma da Mônica comunga de valores universais a todas as religiões, como fraternidade, respeito, solidariedade, tolerância, mas não se vincula a nenhuma delas especificamente, respeitando as escolhas de cada família. Somos contra qualquer tipo de intolerância. No Bairro do Limoeiro, onde vivem nossos personagens, o respeito às diferenças é um dos principais valores, seja em relação a religião, origem, local de moradia ou gênero, entre outros fatores.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)