Papa proibe que fieis beijem sua mão porque tem nojo deles #boato

Boato – Ao tentarem beijar mão de papa Francisco, fiéis se surpreendem quando pontífice recolhe a mão. Motivo para o ato é nojo e está proibido beijar a mão do papa.

No último dia de 2019, o papa Francisco surpreendeu. Ao participar do encontro de fieis que se reuniram na Praça São Pedro, no Vaticano, na noite do dia 31 de dezembro de 2019, uma peregrina tirou o pontífice do sério.

Após visitar o presépio que havia sido montado no centro da praça, o papa Francisco começou a cumprimentar as pessoas, dando atenção especial às crianças. Porém, em um determinado momento, uma mulher segurou o braço do pontífice e o puxou em direção à grande que separava o papa do público. Irritado, Francisco deu um tapa na mão da fiel para se soltar.

Isso foi o suficiente para que diversas histórias sobre o papa Francisco começassem a circular nas redes sociais. Mas uma, em especial, nos chamou a atenção. De acordo com as publicações, o papa teria proibido os fieis de beijar sua mão por ter nojo deles. A prova disso seria um vídeo em que Francisco é visto tirando as mãos na hora em que os fieis se curvam para beijá-las. Confira:

Versão 1: “Com nojo de fiéis o papa não deixa ninguém beijar suas mãos”. Versão 2: “Esse é o Papa mesmo??? Não acredito..não faria isso…esse vídeo tá estranho…sei lá…Vou descobrir..se for fake.. até sei de que povo vem isso…”. Versão 3: “Mais um ataque de violência do FDP do Bergódio. Com nojo dos fiéis, o precursor do anticristo puxa a mão violentamente para que os fiéis não a possam beijar. Isso é um cavalo batizado. Essa estupidez humilha os fiéis e os deixa sem graça e surpresos”.

Versão 4: “26/03/19: As imagens estão a correr mundo e a chocar muitos católicos. No final de uma missa no Santuário de Loreto, em Itália, o chefe da igreja católica desviou a mão aos fiéis que queriam cumprir a tradição de beijar a mão e o anel papal. As imagens estão a correr mundo e a chocar muitos católicos. Papa Francisco recusa beija-mão”.

Papa proibiu que fieis beijem sua mão porque tem nojo deles?

Muitos fieis ficaram revoltados com a informação, especialmente aqueles que já não concordavam com muitas declarações do papa Francisco. Mas será que essa história de que o papa Francisco teria proibido que as pessoas beijassem suas mãos, porque tem nojo delas é verdade? A resposta é não!

Vamos aos detalhes! Mesmo após se desculpar por determinados atos ou tentar explicar os motivos para agir de determinada forma, o papa continua a ser criticado. Porém, essa história dele proibir que fieis beijem suas mãos tem uma explicação bastante racional.

O fato é que Francisco não fez isso motivado pelo nojo e muito menos teria proibido as pessoas de beijarem suas mãos ou o anel papal. O vídeo, na verdade, foi gravado em março de 2019, na Itália. E logo que o fato aconteceu, a rede BBC fez uma matéria que derruba toda a tese.

De acordo com o veículo de comunicação, o vídeo completo, disponibilizado pela TV do Vaticano, mostra que o papa Francisco passou 13 minutos cumprimentando cerca de 113 monges, freiras e paroquianos. Vale ressaltar que ninguém informou como as pessoas deveriam cumprimentar o pontífice.

Durante os primeiros 10 minutos, o papa Francisco cumprimentou 65 pessoas. Dentre elas, 14 apenas apertaram a mão do pontífice. Já 41 delas se curvaram e fizeram o gesto simbólico de beijar as mãos. Houve até quem beijasse as duas mãos e quem ainda abraçasse o papa, sem nenhuma intervenção do pontífice.

Porém, após os dez minutos, o papa Francisco mudou de comportamento. A fila de saudação ficou mais rápida e, durante 53 segundos, o pontífice recolheu a mão quando algum fiel tentava beijar sua mão e o anel. Ao total, 19 pessoas não conseguiram fazer o gesto simbólico.

É importante destacar que o ritual beija-mão é realizado há muito tempo. Os fieis se curvam diante do papa e beijam o Anel do Pescador (um símbolo oficial do pontífice, que é um sucessor de São Pedro que, por sua vez, era um pescador) como forma de respeito. Entretanto, durante o evento que mostra o vídeo, o papa Francisco não fazia uso do Anel do Pescador, mas sim de um anel que ele teria recebido durante sua ordenação episcopal em 1992, em Buenos Aires (Argentina).

Retornando ao vídeo, dias depois do evento, o Vaticano emitiu uma nota explicando o caso. Segundo o Vaticano, a explicação para o papa retirar as mãos no momento do ritual foi higiene. Ainda de acordo com o gabinete de imprensa do Vaticano, o papa teria ficado preocupado com a disseminação de germes entre as pessoas da fila, que eram muitas.

Dias depois, o papa Francisco apareceu em outro evento onde foi beijado pelos fieis, mostrando que não proibiu o ritual, mas só que se preocupa com a saúde dos fieis. Além disso, não é novidade para ninguém que o papa Francisco adora o contato com os fieis e gosta de abraçar as pessoas.

Em resumo: a história que diz que o papa Francisco proibiu o ritual do beija-mão por nojo é falsa! O caso ocorreu em março de 2019, na Itália. Dias depois do ocorrido, o Vaticano explicou que o pontífice fez isso para evitar que as pessoas ficassem doentes. Vale ressaltar que, dias depois, em um evento, Francisco foi visto sendo beijado pelos fieis. Ou seja, a história é apenas #boato. Não compartilhe.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/36oLGIe