Padre pedófilo com HIV que estuprou 30 crianças é perdoado pela Igreja Católica #boato

Boato – Papa Francisco perdoa padre pedófilo com HIV que violentou 30 crianças e diz que “precisamos de uma igreja mais misericordiosa”.

Desde o início dos anos 2000, centenas de casos de abusos sexuais de crianças e adolescentes cometidos por membros da Igreja Católica foram revelados. Alguns casos emblemáticos chegaram a virar filmes, como “El Bosque de Karadima”, que reunia relatos de abusos sexuais cometidos pelo padre Fernando Karadima, e “Spotlight: segredos revelados”, com relatos de pedofilia praticados por membros do clero na cidade de Boston, nos Estados Unidos.

Mas a trama sobre os escândalos de pedofilia envolvendo sacerdotes acaba de ganhar mais um capítulo. O motivo está na informação de que um padre pedófilo com HIV que estuprou 30 crianças foi perdoado pela Igreja Católica. Mais do que isso: o papa Francisco teria dito que “precisamos de uma igreja mais misericordiosa”. Leia trechos da notícia:

Padre pedófilo com HIV que violou 30 crianças é perdoado e Papa Francisco diz: “Precisamos de uma igreja mais misericordiosa” Igreja católica absolveu sacerdote depois de quem não enfrenta acusações criminais por estuprar jovens menores de 10 anos. O padre não enfrentará acusações por estuprar 30 crianças. Um sacerdote católico foi absolvido pela igreja depois de ter admitido violar quase 30 raparigas entre 5 e 10 anos de idade.

O padre, José Garcia Ataulfo, foi liberado de qualquer erro e não enfrentará acusações criminais, apesar de saber que ele estava infectado com o HIV quando abusou de todas as crianças que ele admitiu violar. A mãe de uma das vítimas do sacerdote escreveu uma carta ao Papa pedindo para se encontrar com ele em Roma para discutir o caso, mas foi evitado pelo Vaticano que declarou que “o assunto está fechado” […]

Padre pedófilo com HIV que estuprou 30 crianças é perdoado pela Igreja Católica?

É claro que a informação deixou muitos fiéis indignados com a postura do pontífice. Mas será mesmo que o papa Francisco perdoou o sacerdote e cobrou uma igreja mais misericordiosa? A resposta é não? Vamos aos fatos.

Para desmontar a farsa, nós buscamos pela origem da informação e descobrimos que ela não é tão recente quanto parece. Pois bem, tudo começou em 2016, quando um site publicou a informação e a história foi “comprada” por alguns portais de notícias, como o Daily Mail, que citou o site espanhol Urgente24.com, que, por sua vez, citou um site atribuído a um grupo de hackers como a fonte da informação.

Ora, vamos pensar: se o padre assumiu a autoria dos estupros, não cabe só a igreja perdoar ou culpar alguém. Aliás, a essa altura do campeonato o sacerdote já deveria estar preso e condenado. Porém, não há sequer uma notícia sobre a investigação e tampouco a condenação do suposto padre pela Justiça do México.

Mas não é só isso: após a repercussão da história, a Arquidiocese do México se pronunciou sobre o caso e afirmou que o suposto sacerdote José Ataulfo não pertence ao quadro de padres do país. Vale dizer que, pela própria imagem do sacerdote, é possível notar que não se trata de alguém real. Após o pronunciamento da Arquidiocese do México, o próprio Urgente24.com corrigiu a informação (ao contrário do Daily Mail). Por sinal, a história também foi desmentida em outros países.

No entanto, isso não foi suficiente para acabar com o boato. Em 2018, a história voltou a circular em um blog e, mais uma vez, viralizou. Agora, um detalhe: o blog é um velho conhecido no mundo da boataria. Inclusive, já desmentimos diversas notícias falsas que saíram de lá, como a de que 37 milhões de abelhas morreram por causa do plantio de milho transgênico.

Por fim, vale lembrar que, de fato, o papa Francisco pediu por uma igreja mais misericordiosa. Mas, ao contrário do que se imagina, o pedido partiu da sua exortação apostólica “Evangelii Gaudium” e não em defesa do “padre pedófilo com HIV” (como afirma a mensagem).

Resumindo: a história de que o padre pedófilo com HIV que estuprou 30 crianças foi perdoado pela Igreja Católica é falsa. A história é antiga e já foi desmentida, mas voltou a circular em 2018. Quanto a fala de Francisco, ela existiu. Porém, não tem nada a ver com padres acusados de pedofilia. Ou seja, mais uma vez: é boato!

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)