Padre Fábio de Melo diz, em texto, que não estamos no mesmo barco e defende fim da quarentena #boato

Boato – O padre Fábio de Melo disse, em texto, que não estamos no mesmo barco e defendeu o fim da quarentena. “Sairemos cada um de um jeito desta tempestade. Julguem menos. Tanto o que quer voltar a trabalhar, quanto o que quer ficar em casa”, pediu.

Apesar da recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a adesão ao isolamento social em meio à pandemia de coronavírus, parece que o dilema entre ficar em casa ou voltar às atividades normais do dia a dia continua sendo alvo de debate entre os internautas nas redes sociais, inclusive, com direito a argumentos baseados em textos supostamente de artistas e pessoas conhecidas na mídia.

Recentemente, começou a circular principalmente no Facebook um texto em tom metafórico atribuído ao padre Fábio de Melo em que ele teria falado que não estamos no mesmo barco (referindo-se à crise gerada pela pandemia do Covid-19) e defendendo o fim da quarentena. Nele, o padre supostamente explicou que, mesmo estando na mesma “tempestade”, ninguém está no mesmo barco.

Isso porque cada um estaria passando por este momento com percepções, experiências e necessidades completamente diferentes e, portanto, o melhor seria julgar menos tanto quem quer voltar a trabalhar quanto quem quer ficar em casa em quarentena. Confira, a seguir, o texto original que está rodando online:

Confira o desmentido em vídeo

Padre Fábio de Melo Cada um sabe de sua vida e de sua situação. Então, não julgue! Me irrita essa frase “estamos no mesmo barco” Não, não estamos. Não seja ridículo. Estamos na mesma tempestade, mas não no mesmo barco. O seu barco pode afundar.. e o meu não, e vice versa. Pra alguns a quarentena tá sendo ótima! Momento de reconexão.. trabalho tá indo suave, etc…Para alguns tá sendo uma crise! Para outros uma paz… tempo de descanso. Férias. Para outros tempo de tortura: “como vou pagar minhas contas?!” Alguns estão preocupados com qual ovo de Páscoa vão comer hoje.. kinder ou Lacta.. Alguns estão preocupados se vai ter pão pra comer até o final da semana, se o arroz e o feijão serão suficientes. Alguns estão no home office na fazenda.. outros estão catando lixo pra sobreviver. Alguns querem voltar trabalhar porque não tem mais dinheiro. Alguns querem matar quem quer voltar trabalhar porque ele não tá pensando em dinheiro, afinal ele já tem uma reserva não precisa se preocupar com isso. Uns estão com Fé em Deus que veremos muitos milagres ainda em 2020. Outros dizendo que o pior nem chegou. Então…Não amigo, nós não estamos no mesmo barco. Estamos passando pelo mesmo momento mas com percepções, experiências e necessidades COMPLETAMENTE diferentes. E sairemos cada um de um jeito desta tempestade. Por isso neste momento é muito importante enxergar além do que se vê. Enxergar além de partido político, além de religião, além do próprio umbigo… não menospreze a dor do outro porque você não a sente, não julgue a vida boa do outro porque você não sabe o que ele passou pra chegar lá… simplesmente não julguem. Julguemos menos. Tanto o que não tem, quanto o que tem de sobra. Tanto o que quer voltar trabalhar, quanto o que quer ficar em casa. Afinal.. estamos em barcos diferentes irmão! Fale por você… Pe Fabio de Melo

Padre Fábio de Melo disse, em texto, que não estamos no mesmo barco e defende fim da quarentena?

O texto viralizou rapidamente, principalmente entre pessoas pró-governo e contrárias às recomendações da OMS sobre ficar em casa. Mas será mesmo que o padre Fábio de Melo disse que não estamos no mesmo barco e defendeu o fim da quarentena? A resposta é não! E o porquê você confere a seguir.

Para começar, a mensagem da publicação carrega todas as características de fake news: é vaga (não cita quando e onde o padre divulgou o tal texto), alarmista, possui erros de português e não cita fontes confiáveis que possam confirmar que a autoria é realmente dele.

Em segundo lugar, já não conseguimos mais nem contar nos dedos a quantidade de textos atribuídos ao padre Fábio de Melo, em diferentes situações, para espalhar boatos na internet. Aqui no Boatos.org, nós desmentimos muitos deles, como o que dizia que o padre teria o texto “Aprenda a nunca mais ser idiota” sobre a vida, casamento e filhos; outro que ele supostamente escreveu sobre o massacre de Suzano, armas e famílias; ou, ainda, como você deve se lembrar, do falso texto de Fábio de Melo criticando a esquizofrenia social e o movimento gay.

Da mesma forma que estes textos, ao procurarmos pelo que fala sobre o fim da quarentena, descobrimos que ele não está nas redes sociais do padre. Além disso, a mensagem circula desde antes de ser atribuída a ele, com o rodapé assinado como “autor desconhecido”.

Por fim, a agência Lupa, que também faz o trabalho de fact-checking, verificou a informação e a empresa que faz a assessoria de Fábio de Melo negou a autoria do tal texto. A Talento Produções enviou por e-mail ao responsável pela checagem uma nota afirmando que o padre não redigiu a mensagem.

Resumindo: A publicação que dá conta de que o padre Fábio de Melo escreveu um texto falando que não estamos no mesmo barco e defendendo o fim da quarentena não é verdadeira. A assessoria dele negou a autoria, fora o fato de que a mensagem começou a circular bem antes de ser atribuída ao padre com o rodapé assinado como “autor desconhecido”.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164.

Confira a lista de todas as fake news sobre o novo coronavírus

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2oQa6tD