ONU se declara inimiga da igreja cristã e diz que criará a religião mundial Onuísmo #boato

Boato – A Organização das Nações Unidas (ONU) se declarou inimiga da igreja cristã e comunicou que criará uma religião mundial chamada Onuísmo.

Não raras as vezes que notícias falsas sem pé nem cabeça (ou mesmo são relacionadas ao contexto do Brasil) que surgiram em outros países acabam viralizando entre internautas por aqui. É o caso da história de hoje, que aponta para um “comunicado” da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre a “igreja cristã”.

De acordo com um extenso texto que está circulando por aí, a ONU acabou se declarando como “inimiga” da igreja cristã. Isso teria sido por meio de um anúncio que a ONU estaria criando uma religião mundial, trabalhando em um projeto chamado ID 2020, acabaria com a religião cristã e apoiaria o “homossexualismo” e criaria pandemias para diminuir a população mundial. Leia trechos da mensagem que circula online (que tem um link de um artigo no site da ONU):

A ONU DECLARA-SE INIMIGA DA IGREJA CRISTÃ: https://news.un.org/en/story/2020/03/1058411 “A ONU afirma que a igreja cristã é inimiga dos direitos humanos. A ONU comunica que se tornará uma religião mundial e imporá leis humanitárias, não espirituais, para que o mundo não esteja sujeito à doutrina cristã para que os cristãos não possam impor a sua espiritualidade nas leis. A ONU declara que os seus princípios e declarações servem como religião mundial para assumir o controle da humanidade. Em seu projeto ID 2020, a ONU dize que é obrigatório encurralar os cristãos para dividir as suas crenças e fé, eles não podem continuar a ganhar mais adeptos para a sua doutrina cristã, devemos tirar o poder da Igreja. […]

A ONU afirma que eles serão a verdadeira religião que permitirá aos cidadãos do mundo serem felizes da maneira como desejam viver a vida sob a Nova Ordem Mundial, sob a religião humanística. A nova religião onuísta declara que devemos bloquear o caminho dos cristãos e dispersar as suas ovelhas, para que deixem de ser grupos de poder e convocação. Os cristãos são um obstáculo e uma oposição ao excelente trabalho da ONU para a Ideologia de Gênero e é hora de tirar os seus direitos, de formar uma religião com direitos humanísticos, constitucionais e morais e não espirituais.

A ONU reitera: as Igrejas Cristãs e as demais religiões do mundo não têm escolha a não ser aceitar a nossa posição, porque este será o sistema que será implementado no projeto ID 2020, para enquadrar os nossos opositores e eles ficarão sujeitos à lei. Com este projeto poderemos implementar o Aborto e neutralizar o crescimento global da humanidade através do HOMOSSEXUALISMO E DO LESBIANISMO, e vacinaremos crianças e adolescentes para que nasçam apenas 10% das crianças, para uma redução equitativa da população. O nosso objetivo é preparar 1.000 milhões de lésbicas e 1.500 milhões de homossexuais, para evitar o nascimento de 5.000 milhões de crianças e levar à morte de 500 milhões de pessoas por meio de: VÍRUS, EPIDEMIAS, PANDEMIAS e outras manipulações que não declararemos por enquanto. […]

ONU se declara inimiga da igreja cristã e diz que se tornará uma religião mundial?

Não demorou para a mensagem se espalhar em alguns perfis brasileiros. Só que, como falamos anteriormente, a história começou a circular em inglês e, por sinal, foi também desmentida em língua inglesa.

Além do fato do texto em questão levantar teorias conspiratórias falsas e já batidas (como a de que há entes globais lutando pela redução populacional), o texto já é desmentido pelo link contido nele. Ao olhar a página da ONU apontava como a prova da “declaração de guerra”, vimos que a coisa não é bem assim.

Na realidade, a página apenas cita uma fala de um membro da ONU que diz que o uso de crenças religiosas (vale apontar que ele não cita uma em especial) não pode ser utilizada como justificativa para ações de intolerância religiosa. Não tem nada de nova religião única, redução populacional ou outras coisas do tipo.

O assunto chegou a virar desmentido em sites internacionais de checagem. O Africa Check, por exemplo, explicou que a ONU não falou, em documento oficial algum, sobre virar uma religião ou mesmo sobre o tal “Onuísmo”. Já o site Check Your Fact ressaltou que a própria ONU defende o preceito de liberdade religiosa (o que vai contra a ideia de “única religião”).

Resumindo: é falso que a ONU declarou guerra à religião cristã e apontou que vai criar uma religião única chamada “Onuísmo”. Trata-se de um boato que surgiu em inglês e não demorou muito para fazer sucesso no Brasil.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

Ps2: Confira a nossa nova seção “Oportunidades” clicando aqui. Na página, você pode acesso a promoções, descontos e sites que dão brindes.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3vN6CET
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet