Pular para o conteúdo
Você está em: Página Inicial > Religião > Janja não organizou evento, que não foi de umbanda, dentro da Catedral de Brasília (DF)

Janja não organizou evento, que não foi de umbanda, dentro da Catedral de Brasília (DF)

Janja organizou evento da umbanda e candomblé na Catedral de Brasília, diz boato (Foto: Reprodução/Twitter)

Boato – Evento organizado pela primeira-dama Janja transformou a Catedral de Brasília (DF) em terreiro de umbanda

Análise

Nos últimos dias, um evento realizado em Brasília (DF) tem dado o que falar, especialmente, nas redes sociais. Isso porque, segundo histórias, a primeira-dama Janja estaria por trás da organização e teria profanado a Igreja Católica.

De acordo com uma publicação, Janja teria organizado um evento de umbanda inusitado dentro de uma igreja católica. Segundo a história, a primeira-dama Janja teria transformado a Catedral de Brasília (DF) em um terreiro de umbanda, desrespeitando a igreja e seus fiéis. Confira:

Vídeo: é falso que Lula foi flagrado beijando Suzanne von Richtofhen

Versão 1: “Janja na Catedral de Brasília transformou o Altar da mesma em Centro de Umbanda! Esse “ casal” quer o que? Terrorismo? Tráfico? Corrupção? Agora Religiões? Nada contra qualquer religião .. mas a linhagem não são as mesmas ! E Os bispos permitiram?”. Versão 2: “O altar da catedral de Brasília virou terreiro de Umbanda em evento promovido pela “1ª “ dama Janja. Uma grave profanação de um templo católico.  Envie para seus amigos católicos que fizeram o L ou foram isentões. A situação geral do país piora a cada dia !!!!”.

Versão 3: “Pomba gira descendo na catedral de Brasília. Deve ter sido chamada pela Janja. Como conseguem fazer esses absurdos sem nenhuma repreensão????”. Versão 4: “O altar da catedral de Brasília virou terreiro de Umbanda em evento promovido por Janja. Uma grave profanação de um templo católico. Meu Deus, essas pessoas estão extrapolando. #ForaLulaeSuaQuadrilha”.

A história não demorou muito para se espalhar nas redes sociais, em especial, no X (antigo Twitter) e deixou muitos católicos revoltados. Entretanto, a história apresenta diversos detalhes que nos deixam com um pé atrás, como o caráter vago, alarmista e a falta de fontes confiáveis. Todas essas são características de fake news na internet.

A partir disso, procuramos mais informações e vamos te contar agora se essa história é realmente verdadeira ou não: 1) Foi realizada uma cerimônia de umbanda ou candomblé na Catedral de Brasília? 2) A Janja organizou o evento descrito como de umbanda ou candomblé na Catedral de Brasília? 3) Houve desrespeito e pronação a cristãos no vídeo?

Checagem

Foi realizada uma cerimônia de umbanda ou candomblé na Catedral de Brasília?

Não. O evento em questão não tinha nada a ver com a manifestação de outras religiões. Na realidade, o evento se tratava de uma apresentação da Orquestra Mundana Refugi, um grupo musical composto por brasileiros, imigrantes e refugiados. O objetivo do evento era conscientizar a comunidade de Brasília sobre a questão dos migrantes e refugiados. A dança que ocorreu no final da apresentação e aparece nos vídeos mostra uma manifestação espontânea de duas pessoas que estavam na plateia.

De acordo com uma nota escrita pelo maestro e diretor da Orquestra Mundana Refugi, dois espectadores africanos subiram ao palco para dançar, em forma de agradecimento, à Orquestra. Segundo eles, ao escutarem uma música de seu país, eles se emocionaram e a dança foi uma manifestação cultural de alegria e agradecimento aos músicos. Ainda segundo o maestro e diretor da Orquestra, ao perceber a situação, uma cantora africana da Orquestra se dirigiu até às duas pessoas e fez um sinal, pedindo para que eles voltassem ao lugar, o que foi atendido prontamente pelas pessoas.

A Janja organizou o evento descrito como de umbanda ou candomblé na Catedral de Brasília?

Não. A apresentação da Orquestra Mundana Refugi fazia parte do III Congresso Internacional de Direito do Seguro, organizado pelo Instituto Brasileiro de Direito do Seguro (IBDS). Na oportunidade, a apresentação da Orquestra Mundana Refugi foi dedicada à causa palestina, uma vez que dois integrantes do grupo vieram da Palestina. A primeira-dama Rosângela Silva, a Janja, não teve nada a ver com a organização ou execução do evento.

Houve desrespeito e profanação a cristãos no vídeo?

Segundo a própria Catedral de Brasília (DF), não existem elementos morais e canônicos que caracterizem profanação. De acordo com a nota emitida pela Arquidiocese de Brasília, a manifestação espontânea pegou todos os presentes de surpresa, mas ressaltou que a Catedral de Brasília (DF) conduziu de forma objetiva tudo aquilo que havia sido combinado previamente com a organização do evento. Porém, essa é uma questão de ponto de vista. A Arquidiocese de Brasília não acredita que houve profanação e desrespeito aos católicos, mas você pode achar e está tudo bem. O que não pode ocorrer são ataques e fake news contra os envolvidos na situação.

Conclusão

Fake news ❌

A primeira-dama Janja não organizou evento de umbanda na Catedral de Brasília (DF). O evento se tratava de uma apresentação da Orquestra Mundana Refugi dedicada à causa palestina, que foi realizada na Catedral de Brasília (DF). O evento fazia parte do III Congresso Internacional de Direito do Seguro, organizado pelo Instituto Brasileiro de Direito do Seguro (IBDS). Durante a apresentação, duas pessoas ficaram emocionadas ao escutar uma música de seu país e subiram ao palco para dançar, como uma expressão cultural de alegria e agradecimento. Quando a situação ocorreu, uma das cantoras da Orquestra se dirigiu a eles e fez um sinal para voltarem aos seus lugares. O pedido foi atendido prontamente e não causou nenhum tipo de confusão. A Arquidiocese de Brasília emitiu uma nota explicando a situação e informou que não houve elementos morais e muito menos canônicos que caracterizam profanação.

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo e-mail [email protected] e WhatsApp (link aqui: https://wa.me/556192755610)