Vídeo falso: PT manda prender pastor por homofobia em São Paulo

Pastor é preso em São Paulo, diz boato
Pastor é preso em São Paulo, diz boato

Boato – A mando de Haddad e militantes com camisetas de Dilma e do PT, dois pastores evangélicos foram presos em São Paulo acusados de homofobia.

As eleições já acabaram há quinze dias, mas os boatos, tão famosos no período eleitoral, continuam circulando pela internet. A história de hoje tem, novamente, o PT e os gays como alvo.

Um vídeo que tem circulado pela internet conta uma história um tanto estranha. Ela mostra dois pastores evangélicos sendo presos em São Paulo. Uma narração, tosca por sinal, mostra que os policiais que prenderam os pastores estavam a mando do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e que ativistas gays comemoravam a prisão. Assista:

Olha o que diz um texto:

PASTORES COMEÇAM A SER PRESOS EM SÃO PAULO.

PT começa a mandar prender pastores por pregar contra o homossexualismo. Pra você que é cristão e votou no PT bote a mão na consciência você é cúmplice disso.

Outro texto diz o seguinte:

Circula nas redes sociais, vídeo mostrando um pastor da Igreja Batista em São Paulo, sendo supostamente preso, por pregar contra o homossexualismo. No ato da prisão do pastor, militantes do partido da presidente Dilma e simpatizantes do movimento gay, manisfetaram apoio à prisão do pastor.

Pelo o que podemos ver, realmente trata-se de um vídeo em que os policiais se mostram um tanto truculentos na abordagem. Mas a história da homofobia, ao contrário do que aponta o narrador, é falsa.

Fazendo uma busca rápida pela internet achamos o vídeo com o áudio original. Na versão falsa (a que vocês assistiram acima), é possível notar que a voz do narrador está muito “limpa” em relação ao som ambiente. Veja essa versão:

De acordo com vários relatos encontrados na web, inclusive em comentários dos vídeos acusando a prisão irregular dos pastores, a prisão teria acontecido no centro da cidade de Osasco (SP). Ou seja, longe dos domínios de Haddad. Além disso, os pastores (que muitas pessoas dizem que não são) estariam ofendendo pessoas na rua.

Resumindo: a história de que o pastor evangélico foi preso a mando do PT e Haddad é falsa. A prisão, de fato, aconteceu. Mas não foi na cidade de São Paulo e sim na cidade de Osasco. E não foi motivada por homofobia.

PS: esse artigo foi uma sugestão da leitora Miriam Pedro Alvarinho no Fórum do Boatos.org no Facebook. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site ou pelo Facebook. 

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)