Urnas eletrônicas estão sendo preparadas para fraude no sindicato do PT, mostra vídeo #boato

Boato – Vídeo mostra a prova do golpe das urnas eletrônicas. Em Itapeva (SP), as urnas eletrônicas estão sendo preparadas para fraude no sindicato do PT.

Parecia que o assunto estava esquecido, mas bastou um factoide para a ladainha da fraude das urnas eletrônicas voltar à tona. Ele esteve contido em um vídeo que está viralizando em redes sociais de pessoas simpáticas a Bolsonaro, que, por sua vez, apontam que seria a prova do “golpe”.

Uma pessoa entrou no que seria, de acordo com as mensagens que circulam online, o “sindicato do PT em Itapeva” e começou a apontar o que seria a prova da fraude nas urnas eletrônicas: a preparação dos aparelhos para a votação de domingo, 1º de outubro. Leia algumas das mensagens que circulam online:

Confira o desmentido em vídeo:

Versão 1: Não venda seu voto. Urnas eletrônicas dentro do sindicato do PT – Itapeva/SP. Versão 2: Denuncia Urgente! Bomba Urnas eletrônicas sendo modificadas dentro do Sindicato do PT em Itapeva – São Paulo. A fraude sendo revelada antes da eleição. É preciso compartilhar O PT, TSE e STF roubando a eleição na cara de pau.

Vídeo mostra que urnas eletrônicas estão sendo preparadas para fraude no sindicato do PT?

O assunto se espalhou com todas as forças em redes sociais. Porém a tese que aponta que há provas de fraude e que as urnas estavam sendo preparadas no “sindicato do PT” não procede.

Como vocês devem saber, o assunto “urnas eletrônicas” é um dos que mais rendem fake news na internet. E, como vocês deveriam, não há qualquer prova sobre fraude nas urnas eletrônicas.

Dito isso, devemos frisar que o vídeo em questão continua não provando que haja fraudes nas urnas eletrônicas. Para começar, o vídeo desinforma ao dizer que o local em questão é o “sindicato do PT”.

Na realidade, o sindicato em questão é o Sinticom (Sindicato dos trabalhadores nas indústrias de construção civil de Itapeva). Não se trata de um “sindicato do PT” e tampouco aparenta ter ligação com o Partido dos Trabalhadores ou com a CUT (como, por exemplo, um sindicato de mesmo nome de Campinas).

Além disso, o vídeo não consegue mostrar, em momento algum, qualquer tipo de fraude. Na realidade, o que há é a preparação das urnas eletrônicas por parte de funcionários contratados pelo TSE (e que não são do Sinticom). Vale apontar que há uma explicação para as urnas estarem no local. O Sinticom de Itapeva fica ao lado do cartório eleitoral da cidade. Leia nota do TRE-SP:

Em relação a vídeo gravado durante o procedimento de carga e lacração nas urnas eletrônicas em Itapeva (SP), divulgado no YouTube neste domingo (25), o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) esclarece que:

Desde 2014, o Cartório Eleitoral de Itapeva – 53ª Zona Eleitoral realiza o procedimento de carga e lacração das urnas eletrônicas no Sinticom (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção, do Mobiliário, Cimento, Cal, Gesso e Montagem Industrial de Itapeva) por falta de espaço físico no ambiente do cartório. O sindicato fica ao lado do cartório eleitoral.

Neste ano, o Sinticom foi requisitado pelo Cartório Eleitoral de Itapeva por meio do Ofício n° 116 em 21 de setembro de 2022. Os funcionários terceirizados que atuam no procedimento no local foram contratados por meio de licitação pública, de acordo com a legislação. Todos os contratos do TRE-SP estão disponíveis para consulta em: tre-sp.jus.br/transparencia-e-prestacao-de-contas. […]

Segundo Resolução do Tribunal Superior Eleitoral, qualquer cidadão ou cidadão poderá levantar dúvidas ou reportar eventual irregularidade observada na cerimônia de preparação de urnas, mas isso precisa ser feito “por escrito ao juízo eleitoral sem, no entanto, dirigir-se diretamente às técnicas, aos técnicos, às servidoras e aos servidores da Justiça Eleitoral, durante o exercício das suas atividades” (Res. 23.673/2021 TSE, art. 37, III, § 4°). Apesar disso, os servidores do Cartório Eleitoral de Itapeva prestaram todos os esclarecimentos aos responsáveis pela gravação do vídeo para demonstrar a lisura de todos os procedimentos.

Como o procedimento ocorre desde 2014, resolvemos verificar os resultados das últimas eleições na cidade. Em 2018, Bolsonaro teve nada menos do que 74,15% dos votos no segundo turno. No primeiro, teve 54,48%. Ou seja: se fosse para fazer uma “fraude para o PT ganhar” no Sinticom, parece que não deu muito certo.

Vale lembrar que Itapeva tem cerca de 71 mil eleitores cadastrados. Ou seja: mesmo que houvesse uma fraude no sindicato do PT da cidade para fraudar urnas, vamos convir que é muito pouco para “roubar a eleição”.

Resumindo: nem as urnas estão sendo preparadas em um “sindicato do PT” tampouco há qualquer prova de fraude nas eleições em Itapeva, muito menos a cidade seria capaz de “roubar a eleição”. O vídeo que está circulando online nada mostra além de desrespeito com funcionários e falsas acusações contra o processo eleitoral.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3uwu4ra
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet