Tarcísio de Freitas está sob ameaça de atentado terrorista, diz general Heleno #boato

Boato – Em vídeo, general Heleno afirma que candidato a governador Tarcísio de Freitas sofreu ameaça de atentado terrorista.

Nos últimos anos, as coisas mudaram drasticamente na área da política. Com a crescente polarização, disseminação de fake news e ameaças, a segurança dos candidatos se tornou um tema primordial durante o processo das eleições.

Em 2018, por exemplo, o então candidato Jair Bolsonaro chegou a ser atacado por um homem durante sua passagem por Juiz de Fora (MG). Posteriormente, as autoridades confirmaram que o homem não teve motivação política, mas o caso assustou muita gente.

E de acordo com uma história que está circulando nas redes sociais, o candidato a governador por São Paulo, Tarcisio de Freitas, teria recebido ameaças de atentado terrorista. Segundo a história, esse teria sido o motivo para Tarcísio não comparecer ao debate contra o candidato Fernando Haddad. Ainda segundo a publicação, todo o caso foi divulgado pelo general Heleno, em um vídeo que acompanha a história. Confira:

Versão 1: “Inclusive, com a recomendação de que toda vez que fosse sair de casa (Tarcísio), fizesse um vasculhamento no entorno da casa dele. E jamais saísse de casa com hora marcada. Então, comparecimento ao debate – que muita gente tá vinculado ao medo dele sair de debater com o Haddad… Não se trata disso, ele está realmente ameaçado… E não é o mero tiro de sniper, é um atentado terrorista! Aonde tem uma organização criminosa, que eu não vou citar o nome por motivos óbvios… Envolvido, comprovado por mensagens, por escutas telefônicas, então, isto é absolutamente verídico. A saída dele (Tarcísio), em qualquer horário, com hora marcada é problemática.  

Versão 2: “ATENÇÃO! O General Augusto Heleno, que o nosso saudoso professor admirava, vem com uma grave denúncia acerca de um ATENTADO TERRORISTA envolvendo o Ex-Ministro e candidato ao Governo de SP, Tarcísio de Freitas”. Versão 3: “Felipe neto, sei que vai falar do Bolsonaro pedófilo, mas pode comentar sobre essa desculpa que general Heleno está dando para que o Tarcísio não vá ao debate”. Versão 4: “Video do General Heleno falando da possibilidade de atentado terrorista contra Tarcisio Freitas agora pela manha nesse sabado 15 de outubro”.

Tarcísio de Freitas está sob ameaça de atentado terrorista, diz general Heleno?

A informação viralizou nas redes sociais, em especial, no Twitter e deixou diversos eleitores de Tarcísio preocupados. Apesar disso, a história não é verdadeira. A explicação fica por conta da origem do vídeo.

Ao se deparar com a mensagem, logo de cara ficamos desconfiados. Isso porque ela apresenta as principais características de fake news na internet, como o caráter vago, extremamente alarmista, a falta de fontes confiáveis, os erros ortográficos e a ausência de notícias sobre o assunto em veículos de comunicação confiáveis.

Ao procurar por mais informações sobre o vídeo, descobrimos que ele foi retirado totalmente de contexto. Como as imagens, de fato, mostram o general Heleno, não foi difícil chegar à verdade.

O vídeo é antigo. As imagens foram divulgadas no dia 25 de outubro de 2018, na página do general Augusto Heleno, no Twitter. Na oportunidade, o general Augusto Heleno gravou o vídeo para tentar justificar a ausência de Bolsonaro nos debates presidenciais. Na época, Bolsonaro participou apenas dos dois primeiros debates presidenciais, um na Band e outro na Rede TV. Entretanto, ele não participou de nenhum debate do segundo turno.

Na oportunidade, Bolsonaro afirmou que deixaria de comparecer aos debates, por causa do ataque que havia sofrido em setembro de 2018, que resultou em diversas cirurgias. De acordo com ele, a bolsa de colostomia causava desconforto e ainda existiam questões de segurança. O próprio cirurgião de Bolsonaro havia liberado o então candidato para retornar às suas atividades. Foi aí que o general Augusto Heleno resolveu gravar o vídeo. Segundo ele, o motivo principal para Bolsonaro evitar os debates, em 2018, contra o então candidato à Presidência Fernando Haddad era a segurança.

Vale ressaltar que, na época, já não existia nenhum embasamento para tal informação. O primeiro inquérito aberto pela polícia concluiu que Adélio Bispo, o homem que atacou Bolsonaro, agiu sozinho e sofre de transtornos mentais. O inquérito foi concluído ainda em setembro de 2018, mês e ano em que o crime ocorreu. Mesmo assim, o vídeo viralizou e se tornou notícia na época.

Por fim, de maneira oficial, a assessoria do candidato Tarcísio de Freitas afirmou que ele não foi ao debate por conta de sua agenda. Entretanto, como é possível observar, a ausência de Tarcísio de Freitas nos debates se tornou algo bastante comum. E de acordo com sua assessoria, ele só deve participar do debate da Globo, que será organizado no dia 27 de outubro de 2022.

Em resumo: a história que diz que o general Augusto Heleno teria afirmado em vídeo que Tarcísio de Freitas está sob ameaça terrorista e, por isso, não compareceu ao debate é falsa! O vídeo usado como prova, na verdade, é antigo e foi retirado de contexto. As imagens foram gravadas e divulgadas em outubro de 2018. Na oportunidade, o então candidato Jair Bolsonaro havia desistido de participar de todos os debates presidenciais do segundo turno, alegando desconforto com a cirurgia e problemas de segurança. Na época, o cirurgião de Bolsonaro já havia liberado o candidato para retornar às suas atividades. Na mesma época, a polícia também havia concluído o inquérito sobre o atentado à faca contra Bolsonaro. De acordo com a polícia, o homem que cometeu o crime agiu sozinho e sofre de transtornos mentais. Não havia qualquer indício de atentado terrorista. Por fim, a assessoria de Tarcísio informou que ele deixou de comparecer ao debate, por causa de sua agenda. Entretanto, essa não foi a primeira vez que ele não compareceu a um debate, sendo sua ausência bastante comum nas últimas semanas. Ou seja, a história não passa de balela!

Ps: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo siteFacebook e WhatsApp no telefone (61) 99458-8494.

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/3sexfTk
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK
 – Siga-nos no TikTok https://bit.ly/3yPELWj
 – Siga-nos no Kwai https://bit.ly/3cUbEso