Sérgio Reis escreve texto sobre a Ditadura #boato

Boato – Em carta publicada no Diário de São Paulo, Sérgio Reis diz que se arrepende de lutar contra ditadura.

Volta e meia, alguns textos (interessantes ou não) de autoria desconhecida viralizam na internet. E, como diz o ditado “quem conta um ponto aumenta um ponto”, sempre que isso acontece várias versões ou autores começam a surgir na web.

Aqui no Boatos.org já desmentimos vários deles. Já surgiram textos atribuídos à Miriam Leitão, Roger Moreira, Marcelo Madureira e até ao juiz Sérgio Moro. Agora o mais novo texto (ou não) é o do Sérgio Reis.

Segundo mensagem que circula online, o cantor e compositor Sérgio Reis foi combatente da Ditadura Militar, mas se arrependeu. Leia o que diz o texto:

Confira o desmentido em vídeo

”Lutei contra a ditadura, sim! Tomei borrachadas, engoli gaz lacrimogênio, corri da cavalaria na Av. São João em direção à Praça Antonio Prado e à Praça da Sé. Participei das perigosas assembléias dos sindicatos, onde milicos escondidos na massa guardavam na memória o rosto dos mais exaltados. Arrisquei o emprego, pichei muro com o slogan “Abaixo a Ditadura”. Distribui panfletos. Morri de medo. Chorei quando anunciaram a devolução do poder ao povo: eu e mais alguns milhões.

[…] Hoje, vendo pessoas morrendo em filas de hospitais, bandidos matando por R$ 10, pessoas andando feito zumbi nas ruas por causa das drogas, adolescentes que não sabem quanto é 6 x 8, meninas de 14 anos parindo filhos sem pais, toda a classe política desse país desfilando uma incompetência absurda, o nosso país sendo ridicularizado por tantos escândalos… Eu peço perdão ao Brasil pela porcaria que fiz… Deveria ter ficado em casa.”

Eu só gostaria de saber qual a justificativa para o fato de o bolsa família, onde ninguém trabalha, ter o dobro do aumento dos aposentados que trabalharam a vida toda. SOMOS mais de trinta milhões de aposentados! Não podemos admitir que distribuam o nosso dinheiro a quem nunca trabalhou 35 anos na vida (esta é a lei).

[…] Será que o problema do Brasil são os aposentados? publique!!!  Se você repassar para somente 2 amigos nas primeiras horas, em 28 horas toda a população brasileira de aposentados vai tomar conhecimento deste ABSURDO. Não deixe de repassar, ao menos a 2 amigos; é o suficiente para gerar esta progressão dos números

Sérgio Reis escreveu texto sobre a Ditadura?

Se depois de ler, você teve aquela sensação de “te conheço de algum lugar, mas não sei de onde” você não está errado. O texto já foi atribuído a outras personalidades do mundo dos famosos. Vamos aos fatos.

Como já mencionamos, a mensagem é uma típica invenção dos anônimos que escolhem algum famoso para “dar a cara a tapa” e fazer a publicação viralizar. Afinal, em uma corrente assinada pelo seu ídolo o compartilhe acaba tendo bem mais peso.

Antes de ele ser atribuído ao Sérgio Reis, o texto foi colocado como de Miriam Leitão, mas a própria jornalista desmentiu a história em sua página no Facebook e foi categórica: “quero deixar claro que, ao contrário do que diz o texto falso a mim atribuído, eu nunca me arrependi de ter lutado contra a ditadura. Permanece sendo um orgulho”.

Depois o texto foi parar na boca do Roger Moreira, do Ultraje a Rigor, que também desmentiu a história. Pois bem, ao ser desmentido aqui, o dono do texto se pronunciou. Confira:

Olá ! Recebi um WathsApp onde creditavam á jornalista Miriam Leitão, um texto escrito por mim e publicado no dia 28/05/2013 no Jornal Diário de São Paulo, na coluna ” Diário do Leitor”. Pesquisando na internet cheguei até este blog onde Míriam esclarece não ser o texto de sua autoria( 03/03/2016), atitude esta, que não poderia ser diferente vindo da consagrada jornalista. Só estou me reportando, porque ao final da matéria, é dito que a pessoa responsável se retratou. Sendo EU o autor do texto, quero que saibam que tomei conhecimento do acontecido agora, 4 meses após a postagem da matéria e gostaria de saber QUEM se retratou… Desde já me coloco á disposição para quaisquer dúvidas e esclarecimentos. Um abraço Rogério Moreira

Dito isso, saiba que quem escreveu o texto no Diário de São Paulo foi o Rogério Moreira, que depois alguém mudou para Roger Moreira e para Miriam Leitão e, agora, para Sérgio Reis.

Mas ainda tem o bônus da aposentadoria, que até poderíamos considerar como verdadeira, se os valores não estivessem desatualizados. Se você tem dúvida, basta conferir aqui.

Resumindo: o texto não pertence a Sérgio Reis. Ou seja, a história de que Sérgio Reis escreveu texto sobre a Ditadura é #boato.

PS: Esse artigo foi uma sugestão de diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp, no telefone (61) 9-9331-6821.

Atualização em 15/02/2017: o deputado federal e cantor Sérgio Reis, por meio da assessoria de comunicação, reiterou que não escreveu texto algum sobre Ditadura ou Previdência para o Diário de S.Paulo. Leia:

Venho por meio deste esclarecer que os textos atribuídos ao deputado federal SÉRGIO REIS (PRB-SP), supostamente publicados no jornal Diário de São Paulo falando sobre Ditadura e Previdência, não passam de UMA GRANDE FARSA. Sendo assim, solicitamos a gentileza de publicarem esta informação no site Boatos.org, para que, assim, seus seguidores e todos os brasileiros saibam a verdade e não sejam mais enganados por uma história tosca como essa. Desde já agradecemos.