Romeu Zema, candidato em MG, é acusado de estupro de vulnerável (pedofilia) #boato

Boato – Candidato ao governo de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), é acusado pela polícia de praticar pedofilia em caso de estupro de criança de 5 anos. 

Já começamos esse texto parafraseando o nosso querido apresentador Faustão e definindo bem a situação política no Brasil: as eleições presidenciais de 2018 estão pegando fogo, bicho. E as fake news não estão para brincadeira. E sabemos que os boatos não só estão mudando os rumos das eleições, como também prejudicando a imagem de diversos candidatos, como no caso de hoje.

Segundo publicações que surgiram nas redes sociais, o candidato ao governo em Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), está sendo acusado pela polícia de estupro de vulnerável (crime popularmente conhecido como pedofilia). Ainda de acordo com a história, a criança teria 5 anos e a polícia estaria encobrindo o caso. Confira:

Versão 1: “O vídeo é esclarecedor , fale a pena assistir … Sobre Romeu zema Candidato do governo de Minas . Acusado de estupro em 2012, contra uma criança de 5 anos”. Versão 2: “Romeu Zema (Novo-MG), o candidato milionário ao governo de Minas, tem uma acusação de estupro de uma menor de 5 anos pesadíssima. Encoberta pela polícia mineira e que deve ser reaberta. Naturalmente hoje se diz Bolsonaro e defensor da família, como a maioria dos grandes hipócritas e canalhas que conhecemos bem por aí. Por enquanto a criança não morreu, não é uma nova Ana Lídia nem Araceli, mas com certeza nos tempos sombrios que nos esperam elas irão se multiplicar. Lembrarei de cada um que está contribuindo com isso”.

Romeu Zema (NOVO), candidato em MG, é acusado pela polícia de estupro de vulnerável (pedofilia)?

A história envolve situações tão delicadas que, logo que caiu na rede, acabou viralizando e criando um frisson entre os mineiros. Mas a pergunta que não quer calar é: será que essa história de estupro tem algo de verdade e o candidato Romeu Zema é mesmo acusado de pedofilia pela polícia? A resposta é não. Se você quiser mais detalhes, então continua lendo.

Vamos lá! O candidato Romeu Zema, do partido Novo, teve um crescimento vertiginoso no final do primeiro turno das eleições (de forma até difícil dos analistas explicarem) e terminou em primeiro lugar nessa primeira etapa. No segundo turno, Zema está disputando o governo de MG com Antonio Anastasia (PSDB). Segundo as pesquisas eleitorais, Zema está bem à frente de Anastasia na intenção de votos (71% contra 29%).

Em meio a esse cenário, a história de que Zema estaria sendo acusado de estupro de vulnerável surgiu. Os rumores começaram quando uma notícia dava conta de que institutos de pesquisa estavam investigando qual seria a reação dos eleitores caso “um dos candidatos” fosse acusado de pedofilia. Após a publicação dessa reportagem, a história viralizou nas redes sociais.

Divulgado por meio de um vídeo de um político local, a história (com acusações e detalhes sórdidos) começou a fazer “sucesso”. A partir daí, surgiram outras publicações e versões da história. Foi aí que muita gente passou a compartilhar a história e acusar o candidato.

Entretanto, existem alguns detalhes nessa história que desmontam toda a tese.  De fato, em 2012 houve uma denúncia contra Zema. Ela partiu de um homem que afirma que Zema teria abusado de sua filha. A denúncia foi registrada em Curitiba/PR (Zema é de Araxá/MG).

Na época, durante a investigação, a psicóloga da Polícia Civil do Paraná chegou à conclusão de que o depoimento foi induzido. Depois disso, em 2014, o Ministério Público entrou com um processo contra o homem que realizou a denúncia por falsa alegação de crime. Agora, quando a história voltou a circular, a Polícia Civil de MG reafirmou, em nota, que a denúncia foi arquivada e que Zema não é acusado. Leia:

Sobre suposta acusação de que o candidato Romeu Zema teria abusado sexualmente de menor de idade no ano de 2012, a Polícia Civil do Estado de Minas Gerais tem a esclarecer que a denúncia foi devidamente investigada por meio de Inquérito Policial que concluiu cabalmente pela falsidade da denúncia, inexistindo a ocorrência de crime.

Há mais alguns detalhes que nos ajudam a refutar a teoria dessa história. Se ela realmente fosse real, porque o pai da criança não fez a acusação novamente no início do pleito? E porque a história só vazou agora? Além disso, vale ressaltar que o político que aparece no vídeo acusatório disse que iria investigar a história. Isso não significa que a polícia iria fazer o mesmo, visto que se trata de um caso arquivado.

Outro ponto que nos causa estranheza é que nem o adversário de Zema no segundo turno “embarcou na tese”. No debate da Band, realizado em 18/10, Anastasia sequer tocou no assunto. Em uma campanha (em todos os âmbitos) marcada por acusações, com certeza a história entraria em pauta se fosse real.

Em resumo: a história que diz que o candidato Romeu Zema teria cometido estupro de vulnerável é falsa. De fato, houve uma denúncia no Estado do Paraná contra o candidato lá em 2012. Porém, após investigação, a Polícia Civil concluiu que a acusação era falsa. Após a conclusão do inquérito, o caso foi arquivado. Ou seja, Romeu Zema não é acusado de estupro de vulnerável (pelo menos até segunda ordem).

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

5 comentários em “Romeu Zema, candidato em MG, é acusado de estupro de vulnerável (pedofilia) #boato

  • 23/10/2018 em 09:27
    Permalink

    Sugestão, nessa vida corrida, não tenho tido tempo de parar para ler todas as notícias que gostaria. Uso os leitores de texto do Chrome, para ler enquanto faço outra coisa. Peço (sugiro) que permita que selecionemos o texto OU coloque um arquivo de som com a leitura em áudio… Rsrsrs… se possível, coloque uma velocidade mais rápida do que a “padrão”! ;^)

    P.S.) Para quem se interessar por este tipo de leitura, eu uso a extensão TTSReaderX. Se alguém tiver outra sugestão, deixe abaixo e me conte as vantagens da extensão que usam! =)

  • 21/10/2018 em 20:00
    Permalink

    Vejam lá no site da ALMG. Ele pagou pelo silêncio de quem sabia. E o juiz que arquivou o caso, além de ser fã de carteirinha desse pedófilo, ainda arquivou antes da finalização do inquérito. Leiam mais povo.

  • 21/10/2018 em 19:54
    Permalink

    Poderiam publicar o relato da criança por gentileza?
    E o laudo médico tbm por favor!
    Ô política suja. Meu voto esse bandido não leva!

  • 20/10/2018 em 23:27
    Permalink

    Vejam no site da Assembleia Legislativa de Minas Gerais.
    Não é boato.

  • 19/10/2018 em 09:28
    Permalink

    Puxa esse candidato paga tudo mesmo! Até desmentido no Boatos.org, com texto completamente diferente ao da redação do site!

Fechado para comentários.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)