Profissionais de saúde dão as costas para Bruno Covas em chegada a hospital, mostra vídeo #boato

Boato – Vídeo mostra um protesto de profissionais da saúde contra o prefeito de São Paulo Bruno Covas. Quando ele chegou a um hospital, médicos e enfermeiros viraram as costas.

Cidade mais populosa do Brasil, São Paulo é o epicentro da pandemia da Covid-19 no país. A prova disso é que autoridades locais estão tentando, de todas formas, aumentar o isolamento social para que o número de casos não se alastre com uma velocidade tão grande. Em meio a isso, notícias falsas sobre os políticos locais também estão se alastrando na web.

A última delas aponta para um suposto protesto de médicos e enfermeiros contra o prefeito de São Paulo Bruno Covas. O vídeo mostra um carro chegando em um hospital e profissionais de saúde virando as costas para o prefeito. Assista ao vídeo e leia algumas das mensagens que circulam online:

Confira o desmentido no vídeo:

Versão 1: Na chegada ao hospital,os profissionais de saúde, deram as COSTAS ao prefeito Bruno Covas. Versão 2: Prefeito Bruno covas, passa a maior vergonha de sua vida. Profissionais da Saúde, deram as costas para ele, em uma visita ao hospital!

Profissionais de saúde deram as costas para Bruno Covas em chegada a hospital?

O vídeo se espalhou rapidamente em redes sociais e deixou muita gente revoltada com o prefeito de São Paulo. Mas será mesmo que esse protesto em questão foi contra Bruno Covas? A resposta é não. Calma aí que a gente explica tudo para vocês.

De cara, a mensagem já nos causa desconfianças. Como um “bom boato” na internet, a mensagem tem características de fake news como ser vaga, alarmista, com erros de português e não cita fontes confiáveis. Para além disso, esse tipo de boato contra “autoridades de São Paulo” tem sido bem comuns na internet. Não faz muito tempo que desmentimos uma história falsa que apontava que o Natal e réveillon haviam sido antecipados em São Paulo.

Já desconfiados, começamos a analisar o material em questão. Não demorou muito para percebermos que o padrão da placa dos veículos não são do Brasil (são, na realidade, da Europa). A partir daí, começamos a buscar pela origem do vídeo e chegamos à verdade.

O protesto em questão nada tem a ver com Bruno Covas. Ele foi, na realidade, na Bélgica e o alvo foi a primeira-ministra do país. De acordo com essa matéria do The Guardian, médicos e enfermeiros do hospital Saint-Pierre viraram as coisas para o carro em que estava Sophie Wilmès no dia 17 de maio.

O The Guardian citou que os protestos ocorreram porque os profissionais reivindicam mais reconhecimento pelos esforços contra a Covid-19 e são contra um decreto que recruta “pessoal não-qualificado” para realizar atividades de enfermagem.

Vale dizer que, ao buscarmos por protestos similares contra o prefeito de São Paulo Bruno Covas por parte de médicos e enfermeiros, nada encontramos. Ou seja: isso não aconteceu (pelo menos até o momento).

Resumindo: o vídeo que mostra profissionais de saúde virando as costas para um carro que se aproximava não é de um protesto de médicos e enfermeiros contra o prefeito de São Paulo Bruno Covas. As imagens são da Bélgica e de um protesto contra a primeira-ministra do país.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61) 99177-9164. 

Clique nos links “bit.ly” para acessar nossos perfis:

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp http://bit.ly/2BWWK1B

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet