Presidente satanista aprova na calada da noite a escravização #boato

Boato – Presidente Temer, que é satanista, aprovou no meio da noite a escravização dos trabalhadores brasileiros.

Pode ser coincidência, pode ser que não seja, mas o último dia 31 de março – dia fatidicamente marcado pelo Golpe Militar em 1964 – ganhou destaque mais uma vez. Nessa data, o presidente Michel Temer sancionou a Lei da Terceirização que permite, a partir de agora, a contratação de trabalhadores terceirizados para todas as atividades.

Até então, a terceirização dos serviços só era permitida para atividades-meio, como limpeza, segurança e alimentação, por exemplo. As atividades-fim (as funções centrais das empresas) não podiam ser terceirizadas, mas com a nova proposta aprovada passaram a poder.

Por isso, segundo uma informação que tem circulado o WhatsApp, o atual presidente, que dizem é satanista, aprovou “na calada da noite” a escravização do Brasil.

Michel Temer, presidente satanista, aprovou a escravização no meio da noite?

Para entender melhor tudo que está relacionado ao texto que vem sendo compartilhado e o que é verdade e mentira, achamos de bom tom ir por partes. Vamos a elas:

Hoje o Brasil acorda mais triste, o Presidente Satanista, pilantra, canalha, aprovou na calada da noite a escravização do trabalhador brasileiro, todos nós brasileiros acabamos de perder todos os direitos duramente conseguidos durante décadas de luta, e foi preciso somente uma canetada de um presidente corrupto, bandido marginal para que isso acontecesse […]

A informação já começa com generalismos, afinal hoje é que dia? Essa história de “hoje” como bem sabemos é furada porque não especifica data e portanto repassa uma inverdade. A lei da terceirização não foi aprovada “hoje”. Foi aprovada em 31 de março de 2017. O presidente Michel Temer de fato sancionou a Lei (aprovou depois dela ter passado pela Câmara dos Deputados e Senado) à noite, mas isso não é incomum. A ex-presidente Dilma Rousseff, por exemplo, também sancionava leis no período noturno.

Sobre o presidente Temer ser satanista, nós já esclarecemos esse assunto aqui no site, e o próprio presidente já esclareceu que é católico e desmentiu essa história.

Quanto a escravização, também não podemos levar as coisas por esse caminho. É fato que segundo dados do Dieese, de 2010 a 2013, das 10 maiores operações de resgate de trabalhadores em situação semelhante à a escravidão, mais de 80% eram terceirizados.

É fato também, que segundo estudo realizado pelo Dieese, os trabalhadores terceirizados ganham até 30% a menos que os não-terceirizados e são mais vulneráveis a acidentes.

E, tão fato quanto os últimos dois expostos, é que segundo a Organização Internacional do Trabalho o processo de escravização se caracteriza pela ocorrência de três fatores: 1.endividamento; 2.isolamento geográfico e 3.ameaça à vida. Nesse link é possível entender melhor o que de fato é escravização e a lei sancionada não aproxima os trabalhadores brasileiros dessa realidade degradante, muito embora resvale sim em diversos direitos trabalhistas conquistados nas últimas décadas.

[…] fomos traídos e esfaqueados enquanto dormíamos, fomos traídos por um presidente que nem foi eleito, e que só tinha permissão de fazer a transição até a próxima eleição, mas também fomos traídos pelos políticos que colocamos lá na Câmara dos Deputados, a chamada CASA DO POVO.

Esse trecho também está cheio de senso comum e inverdades. Michel Temer foi sim eleito, ele era vice-presidente de Dilma Rousseff quando da eleição de 2014, logo todos os eleitores que votaram nela para a presidência elegeram ele também.

E, para quem acompanhou o processo do impeachment, quando a ex-presidente Dilma foi afastada, Temer ficou interino no cargo até a finalização do julgamento. Depois de concretizado o impeachment, ele assumiu o cargo de chefe do Executivo como prevê a Constituição Brasileira, no qual ele tem permissão para ficar até as eleições de 2018. Em momento algum foi indicado que ele deixaria o posto assim que a Dilma saísse de vez.

Esse é o começo do fim de um povo apático, de um povo que assiste a tudo sem reagir, de um povo pacato ao extremo que aceita ser chicoteado por quem deveria trabalhar pelo povo, esse é um povo desunido, enfim, esse é um pobre povo, nós somos o povo brasileiro, os mais novos escravos do mundo, escravizados por um canalha podre conhecido pelo nome de MICHEL TEMER.

Igualmente, não podemos dizer que o povo brasileiro é apático. Em resposta a Lei da Terceirização e a diversos outros temas, a população tem constantemente se organizado em passeatas e a manifestações por todo o país.

Como já diziam nossos antepassados ” SE QUERES PAZ TE PREPARA PARA A GUERRA, SE NÃO QUERES NADA, ENTÃO DESCANSE EM PAZ”. SE VOCÊ É UMA TRABALHADORA OU UM TRABALHADOR COMPARTILHE SEM PARAR, QUEM SABE O POVO ACORDA, AINDA RESTA ESTA ESPERANÇA. COMPARTILHEM PELO FUTURO DE NOSSOS FILHOS. COMPARTILHEM.

Por fim, esses trechos em caixa alta, tom apelativo, e pedidos de compartilhamento são bem típicos de correntes sensacionalistas que geralmente não usam argumentos sérios para defender suas propostas.

Debater a Lei da Terceirização, discordar e trazer à tona opiniões sobre o tema, mais do que válido é necessário. Porém, fazer isso com generalismos, mentira e informações frágeis enfraquece a discussão e põe em cheque qualquer possibilidade de avanço nesse assunto. REFLITAM E SE INFORMEM ANTES DE COMPARTILHAR, essa é novamente nossa dica – dessa vez em caixa alta, na esperança de que funcione melhor.

PS: Esse artigo foi uma sugestão da leitora Kelly Santos e diversos leitores via WhatsApp. Se você quiser sugerir um tema para o Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook ou WhatsApp, no telefone (61) 99331 6821.

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)