Prefeito de Votuporanga perde a paciência, libera tudo em decreto e xinga a população #boato

Boato – João Dado, prefeito de Votuporanga (SP), perde a paciência com população, assina decreto e xinga moradores da cidade. 

No dia 21 de agosto de 2020, o prefeito de Votuporanga (SP), João Dado, assinou um decreto liberando a abertura de bares, restaurantes, academias e salões de beleza na cidade. A notícia causou espanto, uma vez que Votuporanga (SP) se encontra na fase 2 (laranja) no plano de flexibilização estadual. As medidas adotadas, no entanto, são previstas para ocorrer somente na fase 3 (amarela).

Quer se livrar de boatos? Clique para curtir o Boatos.org

Siga o Boatos.org no Twitter:


Se inscreva no nosso canal no Youtube

 

Receba as nossas atualizações no grupo do WhatsApp (só postagens do administrador, não se preocupem): http://bit.ly/2Z5PgE0

Confira o nosso Instagram:

Instagram

Lista no Telegram
https://bit.ly/2VSlZwK

E de acordo com uma história que está sendo compartilhada nas redes sociais, parece que o João Dado resolveu “chutar o pau da barraca”. Segundo a publicação, o prefeito de Votuporanga (SP) teria ofendido a população da cidade por meio de um vídeo. Nas imagens, ele (de máscara) fala sobre o decreto, dizendo que assinou o documento para a população beber “pinga no buteco, nos bares e nos vizinhos”. Ele ainda teria desabafado sobre as aglomerações observadas na cidade. “Quer morrer? Morre”, teria dito o prefeito. Além disso, sobraram ofensas à população de Votuporanga (SP). João Dado ainda teria dito que não se importa com o que as pessoas vão fazer, mas que o decreto permitiria que elas fizessem “o que quiserem”. Confira:

Confira o desmentido em vídeo

“Ó, 8h10min, eu tô assinando esse c**** desse decreto aqui ó, pro cêis puder encher o ** de pinga nos boteco, nos bar, nos vizinho, o que cêis quiser, cêis v***********. Num guento mais cêis ficarem me xingando aí de careca safado, que eu não faço nada, então v********. Quer morrer? Morre, seus filha da ****, seus bando de velho safado. Tudo velho safado, véio que não tem o que fazer e fica enchendo o saco nos buteco, fica enchendo o saco nos mercado, dando aglomeração. Então, vai morrer tudo de coronavírus, seus a******** do c******. Quero mais saber de nada não. Vou assinar esse c**** sim e, quem quiser morrer, morre de Covid. Quem quiser morrer bêbado nas esquinas, morre. Mas vai poder beber, jogar bola, fazer o que vocês quiser. Não quero mais saber de nada, já tô de saco cheio já, seu filha da ****. V********** de vocês tudo e v***********, vou assinar essa p**** aqui”.

Prefeito de Votuporanga perdeu a paciência, liberou tudo em decreto e xingou a população?

A história de hoje é, no mínimo, peculiar. Muita gente se irritou (de verdade) com o posicionamento do prefeito João Dado. As imagens fizeram sucesso nas redes sociais e foram espalhadas em diversas publicações, principalmente, no Facebook. Entretanto, apesar de toda a repercussão, a história e o vídeo não são reais.

Basta uma olhada no conjunto da obra para perceber que existe algo de muito estranho. A publicação apresenta diversas características de fake news, como o caráter vago (não diz quando o vídeo foi publicado), bastante alarmista (especialmente pelo conteúdo do decreto), possui alguns erros de português e não cita fontes confiáveis. Convenhamos, se esse vídeo realmente fosse verdade, o prefeito de Votuporanga (SP) seria notícia em todos os veículos de comunicação (tal qual foi o prefeito de Itajaí, em Santa Catarina).

Não precisa ser um gênio em edição de vídeo para perceber que há algo de errado com os as imagens. O vídeo, descaradamente, possui uma dublagem. E não foi preciso de muito para confirmar a teoria. O vídeo foi publicado, originalmente, no dia 16 de julho de 2020, na página oficial do prefeito João Dado, no Facebook. Ele tem duração de 4:56 e, nas imagens, o prefeito de Votuporanga (SP) faz uma prestação de contas a respeito do impacto da Covid-19 na economia da cidade.

Por meio do vídeo, o prefeito João Dado falou sobre a queda na arrecadação do município e quais as medidas que foram adotadas para manter o funcionamento de atividades essenciais, como saúde, educação e assistência social. O prefeito de Votuporanga (SP) até chegou a publicar um vídeo falando sobre o decreto que permitiu a flexibilização de medidas de proteção contra a Covid-19. Em um vídeo de quase 10 minutos, João Dado falou sobre os dados técnicos que teriam sido usados para embasar a decisão, mas em nenhum ofendeu a população do município.

Em resumo: a história que diz que o prefeito de Votuporanga (SP), João Dado, teria se irritado, assinado um decreto liberando tudo e ofendido a população é falsa! Basta assistir o vídeo para perceber que as imagens foram dubladas e que o áudio não faz parte do vídeo original. Ao buscar nas redes sociais do prefeito João Dado, descobrimos que o vídeo que serviu como base para o trote foi publicado no dia 16 de julho de 2020.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164. 

 – Siga-nos no Facebook http://bit.ly/2OU3Zwz
 – Siga-nos no Twitter http://bit.ly/2OT6bEK
 – Siga-nos no Youtube http://bit.ly/2AHn9ke
 – Siga-nos no Instagram http://bit.ly/2syHnYU
 – Grupo no WhatsApp https://bit.ly/318Tn5c
 – Lista no Telegram https://bit.ly/2VSlZwK