Pegaram Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, por causa de contrato milionário #boato

Boato – Pegaram o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, por causa de um contrato milionário com a Petrobras e com o Serpro.

Nos últimos tempos, quem cria e dissemina notícias falsas tem se utilizado de alguns recursos para não ser “pego no radar” do fact-checking (seja do Boatos.org ou de outros sites que fazem o serviço): misturar fatos reais com opinião e “temperar” com uma acusação “bombástica”.

A linha tênue de muitos destes conteúdos entre o fato e o fake tem feito notícias falsas ficarem sem ser desmentidas e/ou sendo desmentidas “só” por causa de um “detalhezinho” (que faz toda diferença). E a história de hoje está aqui por causa desse “detalhe”.

De acordo com textos que viralizam em blogs de direita e redes sociais, “pegaram” o novo presidente da OAB, Felipe Santa Cruz por causa de contratos milionários com a Petrobras e com o Serpro sem licitação. Leia duas versões de texto que circulam na internet:

Versão 1: Descoberto o motivo de o atual presidente da OAB criticar a Lava Jato e o Bolsonaro: Pegaram o Felipe Santa Cruz: o moço da OAB e o contrato milionário com a Petrobras. Versão 2: Pegaram o Felipe Santa Cruz o presidente da OAB-Brasil com contrato milionário com a Petrobras; por isso ele ataca o nosso Presidente o tempo todo.

Pegaram Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, por causa de contrato milionário?

Muita gente saiu compartilhando a tal história. Mas será mesmo que “pegaram” o presidente da OAB por causa dos tais contratos? A resposta é não. Como dito antes, esse é um exemplo de notícia que se utiliza de um fato verdadeiro (os contratos) para criar uma história falsa (pegaram Felipe Santa Cruz). Vamos primeiro à parte real.

De fato, o escritório de advocacia de Felipe Santa Cruz firmou contratos com o Serpro e com a Petrobras. Esse tipo de informação é pública e consta no Portal da Transparência do Governo Federal e na página de consultas de contratos da Petrobras. E as verdades param por aí.

Ao contrário do que o “pegaram” (primeira palavra do conteúdo que circula online) sugere, os contratos, mesmo que sem licitação, não acarretam em nenhuma ilegalidade. De acordo com o Estadão Verifica (serviço de fact-checking que também apurou a informação), contratação para a defesa em causas judiciais não necessitam de licitação. O site Conjur também reforçou a informação.

Além das contratações não denotarem ilegalidades, o “pegaram” acaba sendo desmentido por outro detalhe. Em momento algum é informado “quem pegou” o presidente da OAB. Só para confirmar, resolvemos verificar se houve qualquer operação da polícia (seja PF ou outras) ou ação na Justiça contestando os contratos e nada achamos.

Resumindo: os contratos de Felipe Santa Cruz, presidente da OAB, até existem. Mas a história que aponta que “o pegaram” (seja lá o que isso significa) é falsa. Ou, na “melhor das hipóteses”, é um exagero colocado para conteúdos ganharem likes e shares por aí.

Ps.: Esse artigo é uma sugestão de leitores do Boatos.org. Se você quiser sugerir um tema ao Boatos.org, entre em contato com a gente pelo site, Facebook e WhatsApp no telefone (61)99177-9164.

Compartilhe este artigo:

Edgard Matsuki

Jornalista e caçador de falcatruas na internet

error: Em vez de copiar o nosso conteúdo, compartilhe no Facebook :)